A ozonioterapia é um método reconhecido como terapia alternativa para auxiliar na cura de diversas doenças, entre elas, o câncer. Tanto é que o Ministério da Saúde inclui a técnica na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, segundo a PORTARIA N° 702, de 21 de março de 2018.

Mas você sabe o que é a ozonioterapia? A técnica utiliza o ozônio medicinal, que mistura oxigênio e ozônio, como complemento para potencializar tratamentos. Segundo a fisioterapeuta, Natália Marquesini, o elemento ajuda a renovar, com maior nível de oxigênio, as células sadias do corpo.

Na dor, a técnica tem efeito analgésico, além de ter efeito sistêmico na melhora da imunidade”, esclarece. Mais do que isso, a ozonioterapia contempla outras infinitas possibilidades do uso do ozônio. Entretanto, a fisioterapeuta decidiu se especializar na parte de tratamento para dores e na estética.

Devido às inúmeras utilidades, a terapia possui diferentes modos de aplicação. Entre elas a intramuscular, usando os pontos gatilhos da dor; a auricular, com um estetoscópio; e via retal, para efeitos mais sistêmicos como emagrecimento. O tratamento também pode ser feito pela ingestão de água ozonisada, usada como assepsia para tratamento de acne. 

Independente do procedimento, Natália pontua que aposta na saúde integrativa para os tratamentos de seus pacientes. Assim, é possível abordar a pessoa como um todo, melhorando a queixa do paciente e trazendo benefícios para outras áreas da saúde.

Ozônio e estética

Os benefícios da ozonioterapia são tão amplos que chegam no âmbito estético. Essa, inclusive, é uma das especialidades de Natália que une a fisioterapia com a pós-graduação em dermato-funcional e saúde da mulher. 

“A estética é um segmento da terapia dermato-funcional que engloba tudo o que é relacionado com pele. É aí que a estética se encaixa, por isso ofereço uma estética integrativa que, junto com o conhecimento de outras áreas da fisioterapia, consigo abordar melhor o cliente como um todo”, explica Natália.

Portanto, é possível aplicar a ozonioterapia em procedimentos para emagrecer, melhorar o aspecto da pele como flacidez, estrias e celulites. Mesmo que o tempo de tratamento varie de paciente para paciente, a profissional explica que há um número máximo de 20 sessões, sendo possível retornar após uma pausa.

Dermato-funcional, saúde da mulher e aromaterapia

Para Natália Marquesini, fisioterapeuta graduada pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) e pós-graduada em dermato-funcional e saúde da mulher, seguir a área da estética foi algo que surgiu sem querer. Ela conta que, por tratar mulheres, sempre ouviu queixas sobre a aparência. 

Não tem como eu tratar uma paciente ao todo se eu não conseguir voltar para essa área. Acho que se fosse só para tratar uma estria, eu não teria gostado, mas a estria incomoda e desencadeia todos outros processos na vida dela e a faz não se sentir bem”, acrescenta. 

Por acreditar na saúde integrativa como uma melhora da saúde e do bem-estar, a profissional ainda oferece outros tratamentos. Relacionado à saúde da mulher, Natália abrange tanto o acompanhamento da gestante, no pré-natal e puerpério (trabalho para o parto), quanto no alívio das dores. 

Ela ainda faz terapias manuais, com massagens que incluem desde os bebês, chamada Shantala, até os atletas, com a recuperação muscular e liberação miofacial. Já a drenagem linfática é voltada para gestantes, pacientes e pós mastectomia. Sobretudo, Natália enfatiza a possibilidade de oferecer todos os serviços na casa dos pacientes. 

Vale ressaltar que todos esses tratamento podem ser relacionados à ozonioterapia e à aromateria como forma de potencializá-los. 

publieditorial

Serviço
Natália Marquesini (CREFITO 248790-F)
Telefone: (14) 99161-5044
Instagram: @fisioterapeuta_nmarquesini

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Contraceptivo é tudo igual? O que as bauruenses precisam saber na hora de escolher seu método!

Com o passar das décadas e a conquista da liberdade sexual das mulheres, o uso de contrace…