O técnico e tecnólogo em eletrônica, Jorge Egoshi, tem contato com câmeras desde que era criança. A paixão foi passada pelo seu irmão Shigehiro Kameda, que trabalhava com câmeras na época e levava algumas para manutenção em casa.

Como eu e meu irmão temos uma diferença de idade de 20 anos, algumas vezes meu irmão trazia câmeras para fazer manutenção em casa quando eu era pequeno, então eu fui aprendendo pouco a pouco. Iniciei cedo, antes mesmo de me formar como técnico em eletrônica eu já tive contato com câmeras”, conta Jorge.

Kameda, que morava em São Paulo, decidiu abrir um negócio em Bauru neste ramo, já que a demanda na região era vasta. Com o tanto de trabalho que veio, a ajuda de Jorge foi necessária, e assim ele começou a trabalhar na área também.

Após alguns anos, Jorge assumiu o negócio do irmão e mudou o nome do estabelecimento para Nanotech, tal qual conhecemos hoje.

Com um amplo serviço de venda, manutenção e restauração das câmeras, e brilho nos olhos ao falar do serviço, Jorge administra o negócio há 30 anos.

Um trabalho delicado

Você já viu uma câmera aberta?

As câmeras atuais possuem diversas peças que são pequenas e delicadas. Portanto, é necessário bastante precisão para manusear todas elas.

Por isso, o trabalho feito por Jorge e sua equipe é minucioso. Muitos equipamentos contêm peças tão minúsculas que é necessário um microscópio para poder enxergá-las e realizar o trabalho.

Em virtude do cuidado necessário, o carro-chefe do estabelecimento têm sido as manutenções.

Hoje, nossa especialidade é a manutenção e a prestação de serviço em câmeras profissionais, objetivas e projetores multimídia. Atendemos em Bauru e região nesse segmento”, comenta Jorge.

Câmeras amadoras também são consertadas, apesar do proprietário ser transparente e dizer que nem sempre o conserto desses equipamentos compensa para o cliente.

Às vezes o que pode compensar é adquirir outro equipamento, por conta disso, o serviço de venda também está disponível na loja, tanto online, quanto física.

Restaurando paixões

Câmeras antigas podem fazer os olhos de qualquer colecionador apaixonado por relíquias brilharem, mas nem sempre esses equipamentos estão em bom estado.

Isso acontece porque com o tempo, a poeira, a umidade e outros fatores, vão causando problemas na estrutura dos aparelhos.

Por conta disso, a Nanotech também possui o serviço de restauração de câmeras analógicas, restaurando qualquer tipo de câmera, de qualquer marca.

O trabalho é meticuloso e todo detalhe é importante para que a restauração fique ideal.

A máquina, como tem muita mecânica, vai ficando oxidada, a graxa vai ficando pesada, e isso traz problemas para os equipamentos. Então, nós desmontamos a câmera inteira e depois montamos novamente. Nesse processo a gente refaz peças que estejam quebradas e muitas vezes também pintamos o equipamento. Além disso fazemos a remoção de fungos, que também entram bastante nas lentes”, explica o proprietário.

Depois de restauradas, as câmeras são vendidas para colecionadores ou entram para a coleção pessoal de raridades de Jorge.

Tecnologia sempre se atualizando

Das câmeras antigas às atuais, muita coisa mudou na tecnologia. Dessa forma é importante que os profissionais que trabalham com a assistência desses aparelhos estejam sempre por dentro das novidades do mercado.

Com seu tempo atuando na área, Jorge passou pela transição do analógico ao digital e por muitas outras mudanças que vêm acontecendo nos equipamentos.

Na era das analógicas nós tínhamos meios de fazer cursos, por exemplo na Kodak e na Yashica. Hoje não tem mais isso, mas por outro lado entrou a internet que facilitou a busca de tutoriais, informações técnicas e de componentes. Entretanto, a dificuldade é a troca de tecnologia, porque está muito rápido. Então, em termos de conhecimento, é algo gradativo, nós acompanhamos o mercado e aprendemos com ele. Hoje eu estou sempre me atualizando, existem dificuldades e a gente aprende todos os dias, mas eu, com 54 anos, ainda me sinto com bastante energia e bastante potencial”, finaliza.

publieditorial

Serviço
Nanotech Câmeras
Local: Edificio Caravelas R. Primeiro de Agosto, 4-47 – Sala 602E – Centro
Telefone: (14) 3232-4326
Site: https://www.nanotechcameras.com.br/
Facebook: www.facebook.com/nanotechcameras/
Instagram: @nanotechcamerasbauru

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Anne Hernandes
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Proeste Nissan de Bauru oferece café de negócios voltado para motoristas profissionais e produtores rurais

Você sabia que no Brasil algumas categorias têm descontos e isenções sobre impostos na com…