O Natal já passou, mas o Réveillon está perto e tem muita gente que gosta de comemorar o ano que está chegando com estilo!

Entretanto é necessário ter cautela na hora de festejar, já que ninguém quer começar 2020 endividado, certo?

Ainda mais que logo em Janeiro já temos que lidar com diversas despesas, como explica o Prof. Me Wander Cavalcante, Coordenador do curso de Ciências Contábeis da UNISAGRADO: “Temos gastos com IPVA, IPTU, material escolar, registros profissionais (COREN, CRC, CRA, OAB, CREA, CRECI) entre outros”.

Muitas dessas contas têm a possibilidade de desconto se o pagamento for realizado à vista, esse é mais um motivo pelo qual é importante não gastar todo o dinheiro no fim de ano.

Modo de comprar

À vista, no cartão ou parcelado? Qual a melhor forma de comprar os itens para a festança?

Primeiramente, o professor Wander explica que antes de comprar devemos ficar atentos às promoções de grandes redes de supermercados e pesquisar os preços.

Pesquisar bastante, não comprar por impulso, fazer uma análise nos sites ou aplicativos das grandes redes”, aconselha.

Depois de saber exatamente o quê e onde será comprado, Wander recomenda que os bauruenses fujam do cartão de crédito e do cheque pré-datado, já que o ideal é comprar tudo à vista, para não ficar à mercê dos juros, que costumam ser altos.

Além disso, com essa forma de pagamento muitas vezes é possível pedir descontos nas lojas!

Outra forma de conseguir bons descontos, de acordo com o coach financeiro Thiago Paluan, é realizar as compras no mesmo local: “o poder de barganha pode ser maior e os descontos de acordo com a compra podem ser favoráveis (compre três e ganhe o quarto produto)”, explica.

Programação é tudo!

Segundo Thiago, é importante realizar um planejamento para essa época desde o começo do ano!

Pode parecer muito cedo, mas de acordo com o coach planejar antecipadamente faz com que possamos realizar uma boa programação anual. Assim, quando chegar o Réveillon, teremos dinheiro reservado especialmente para essa ocasião.

Se você não conseguiu fazer isso esse ano, não se preocupe pois ainda há alternativas!

Uma das opções é unir as pessoas de forma que cada um contribua para a festa de final de ano. Realizar um planejamento desde a quantidade de pessoas, menu, locais, etc, possibilitam um planejamento com mais resultados sem dívidas”, explica Thiago.

Por fim, depois que já tiver realizado as compras para as festas e aproveitado a comemoração com a família, você já pode aproveitar e realizar um planejamento financeiro para 2020, que tal?

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Anne Hernandes
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Por que entender mais sobre responsabilidade afetiva pode melhorar as relações dos bauruenses?

Uma relação, seja ela de amizade ou amorosa, é uma via de mão dupla. Essa é uma lição que …