Tradicional na cidade, o Sarau do Viaduto é um evento para que escritores e poetas mostrem suas produções por meio da declamação. Com data marcada para acontecer neste sábado, 15 de fevereiro, esta edição do sarau também contará com um bate-papo. A partir das 18h, no Centro Cultural Acesso Popular, convidados da região e o público vão debater o tema “Vozes Periféricas na Literatura e Poesia”.

A mesa de discussão será composta por Mariana Lacava, poeta e idealizadora do Slam SubVerso, Yngrid Suellen, da Frente Feminina de Hip Hop de Bauru e coorganizadora do Leia Mulheres Bauru, Karol Lombardi, coorganizadora do Sarau do Viaduto, poeta e cronista, Igor Fernandes, poeta e produtor cultural e Tamires Frasson, poeta, escritora, professora e organizadora do Literocupa de Jaú-SP.

Ainda, o debate será mediado pelo bauruense Renato Bueno, poeta e articulador cultural. Ele explica que entre as inúmeras dificuldades encontradas pelos escritores da periferia estão a produção de um livro e, mais ainda, vendê-lo.

“Quem escreve a partir da periferia, escreve dentro das tensões sociais que muitas vezes é o tecido de um romance, poesia ou poema. Existe a dificuldade financeira, as barreiras em distribuir e divulgar. Mesmo hoje com as redes sociais minimizando essas barreiras, ainda há muita dificuldade neste sentido. E é preciso levar em conta que a imensa maioria das pessoas que escrevem nas quebradas são responsáveis por todo o processo; escreve, edita, revisa e vende”, aponta.

Portanto, o evento pretende discutir e promover este tipo de escrita. Renato ainda destaca que a ideia é construir outras possibilidades, “A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte”. Após a roda de conversa, o evento segue com microfone aberto à participação do público.

O que é o sarau?

Para os bauruenses que nunca tinham ouvido falar sobre o sarau, nada mais é do que um espaço para compartilhar poemas, poesias, contos e crônicas.

Segundo o mediador do bate-papo, “é um lugar desimpedido, sem regras (a não ser o silêncio quando alguém recita ou se expressa). Esse movimento, sarau e slams (batalha de poesia), promovem artistas e divulgam a produção literária. Além de ser um espaço que se firma no campo político democrático como palco para todas as vozes que, ora sufocada pela sociedade, encontram nos saraus/ slams um lugar onde o grito ecoa.”

Portanto, para quem gosta de arte e cultura, fica o convite para prestigiar os artistas da nossa cidade. Já para os escritores: “VENHAM! Tragam seu poema, poesia, crônica… Tragam teu corpo livre e venham!”, finaliza Renato.

O projeto Sarau do Viaduto é idealizado pelo coletivo Biblioteca Móvel Quinto Elemento e esta edição conta com apoio do Centro Cultural Acesso Popular, da Secretaria de Cultura de Bauru e patrocínio do Programa de Estímulo à Cultura de Bauru.

Serviço
Sarau do Viaduto + roda de conversa: vozes periféricas na literatura e na poesia
Data: 15 de fevereiro, sábado, às 18h
Local: Centro Cultural Acesso Popular (Rua São Gonçalo, 4-81)

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Cartões-postais de Bauru são destaque na Web TV, novo canal de comunicação da prefeitura

Lançada há apenas 70 dias, a Web TV é um projeto da Prefeitura de Bauru que tem o objetivo…