Fundamentais para o descarte correto de entulhos na cidade, Bauru já soma oito ecopontos. O local recebe madeira, plástico, metal, vidro, papel e papelão, móveis e eletrodomésticos, desde que tenham até 1m³. Já lixos do tipo orgânico, hospitalar e industrial, além de grandes quantidades de entulho, não são aceitos nos ecopontos.

Para melhorar a forma como estes espaços são utilizados pela população, os ecopontos passam a ter um manual de normas para usuários. A medida visa disciplinar o uso, orientando a população sobre como se relacionar com os catadores de recicláveis que lá atuam e como realizar o descarte correto de resíduos.

Confira 7 formas de utilizar os ecopontos de Bauru corretamente:

Entendendo as normas

A iniciativa é da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Bauru e Região (Ascam), que passou a administrar os ecopontos desde novembro de 2019. Assim, as normas foram pensadas a partir da observação dos usuários e de apontamentos realizados pela comunidade residente no entorno desses locais.

Atualmente, a Ascam conta com 68 catadores de recicláveis associados e atuantes nos Ecopontos e nas Cooperativas. Segundo Gisele Moretti, presidente da Ascam, “A educação ambiental integra a missão da Ascam e é um dos pilares do contrato firmado com a Prefeitura de Bauru para a gestão dos Ecopontos.

Todos os catadores associados passam por treinamento contínuo sobre as questões ambientais e a legislação sobre o tema. Por essa razão, a primeira norma do manual é “respeite os catadores e siga as suas instruções”, seguida de “identifique-se para os catadores antes de descartar seu resíduo”.

Caio Vinícius Romualdo da Silva, catador de reciclável da Ascam

Como há itens cujo descarte é limitado pela lei, caso dos resíduos de materiais de construção, restrito a 1 metro cúbico por pessoa a cada 120 dias, é fundamental a identificação do usuário do ecoponto ao catador”, explica o engenheiro químico Guilherme Coral, membro do corpo técnico da Ascam.

Outra preocupação é qualificar os resíduos descartáveis, evitando a contaminação dos itens. Daí a terceira norma: retire os resíduos das embalagens plásticas ou de papel antes de realizar o descarte”.

Como o descarte incorreto é passível de multa, o manual de normas orienta também sobre descartar “cada tipo de material no local correto e apenas dentro do horário de funcionamento do Ecoponto”. Bem como “encaminhe seus resíduos para outro Ecoponto” em caso de as caçambas estarem cheias.

“Já atuamos todos os dias e em horário estendido exatamente para melhor atender a população, que pode fazer a sua parte realizando a destinação somente nos horários de funcionamento dos Ecopontos. Calçada e terreno baldio não é lugar de reciclável”, reforça Gisele.

8 ecopontos de Bauru

Os ecopontos funcionam todos os dias da semana, inclusive feriados, nos seguintes horários: segunda a sábado, das 7h às 19h, e domingos, das 8h às 16h.

As unidades são:

Infográfico: Juliana Oba/ Canva

A população pode destinar aos Ecopontos: plástico, metal, vidro, papel e papelão, eletrodomésticos e itens de informática, não contaminados por restos de comida e de higiene íntima.

Cada morador também pode encaminhar móveis, sofás e colchões, limitados a três unidades por ano. Além de 1 metro cúbico de entulho e madeira a cada 120 dias. Os pequenos geradores também podem levar pneus (limitados a quatro unidades por ano) e resíduos de jardinagem (quantidade limitada a 1m³ a cada 120 dias).

Os Ecopontos não recebem lixo hospitalar e de serviços da saúde, lixo industrial, lixo doméstico, grandes quantidades de entulho de construção e lâmpadas.

Compartilhe!
  • descarte de óleo

    Você sabe como e onde fazer o descarte de óleo em Bauru?

    Era hora do almoço quando eu pensei em fazer batata frita. Afinal, não tem combinação melh…
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Stella Artois dá R$50 para bauruenses consumirem e ajudarem bares e restaurantes

Desde a recomendação para que as pessoas fiquem em casa em meio à pandemia de coronavírus,…