Com o mês de março chegando, começam as comemorações do Dia Internacional da Mulher. Aqui em Bauru, no dia 06 de março, acontece a 31ª Exposição Mulher e Arte. O evento acontece na Galeria Municipal “Angelina W. Messenberg” e apresenta obras da artistas plástica Sueli Dabus.

A exposição, que acontece anualmente para a comemoração da data, contará com a série “Florestas do Brasil”, trabalhos inspirados na exuberância e diversidade de florestas e biomas do Brasil. Nos quadros, a artista plástica expressa a natureza em telas de grandes formatos.

A natureza em Bauru

Na noite de abertura, o público poderá prestigiar a apresentação da Orquestra Sinfônica de Bauru com o regente Paulo Gomes. Além disso, a exposição fica na cidade até o dia 26 de abril.

É possível realizar agendamento de visita em grupo pelo contato (14) 3232-1552. Vale ressaltar que os grupos agendados contarão com monitoria durante toda a visitação.

Sobre Sueli Dabus

Inspirada pela Amazônia e pelo Cerrado, Sueli Dabus sempre foi atraída pela natureza. Sobre a série “Florestas do Brasil” ela comenta:

“Com este trabalho entrego ao público aquilo em que mais acredito como artista: que a natureza é a grande fonte de inspiração para a arte, mas que não basta reproduzir a realidade, é preciso criar outra, livre, independente e autônoma”.

Graduada em artes plásticos pela Unesp de Bauru, a artista realizou inúmeras mostras no Brasil e no exterior. Com mais de 30 anos na carreira de pintura, Sueli ganhou projeção no cenário da arte nacional e internacional.

Serviço
31ª Exposição Mulher e Arte
Data: 06 de março, a partir das 20h
Local: Galeria Municipal “Angelina W. Messenberg” (Av. Nações Unidas, 8-9)
Agendamento: (14) 3232-1552
Classificação livre e entrada gratuita

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Rotina e adaptações: saiba como o coronavírus mudou o dia a dia dos bauruenses

Acho que até esse momento nunca tínhamos parado para pensar sobre as implicações de não po…