Esses dias li um artigo que falava sobre as mulheres acima de 40 anos. O título era “Quarentei!”. Aí, pensei por que não escrever um texto pra todas nós que já “cinquentamos e uns pouquinhos”! A casa dos 50 sempre dá um certo receio né, até porque, passamos de meio século de vida. Assusta mesmo! Faz a gente refletir sobre tudo que já passamos e questionar o que vem pela frente.

Mas também nos faz sentir mais seguras, mais firmes nas nossas decisões, mais maduras. A gente sabe realmente o que tem valor, quem tem valor pra nós e aprendemos a nos aceitar da maneira como realmente somos. Claro, umas ruguinhas a mais, pés de galinha mais salientes, umas gordurinhas localizadas aqui e acolá… Enfim, nada que antes com 20,30, 40 também não nos incomodasse.

O fato é que agora essas ruguinhas, gordurinhas, oscilação de humor (por conta dos hormônios), calorões, etc são mais acentuados e, talvez, nos perturbem mais, mexendo também com o nosso emocional. Mas vamos procurar ver o copo cheio dessa faixa etária também! A psicóloga e professora da Universidade de São Paulo, Monica Yassuda, explica que com mais anos de vida e em ótima forma, os cinquentões e acima disso são protagonistas das maiores mudanças de comportamento dos últimos tempos.

Começam uma outra faculdade, mudam de profissão, se divorciam e casam novamente e, principalmente, não diminuem o ritmo e nem têm medo de mudar. Isso significa que quando “cinquentamos“, nos tornamos mais independentes e confiantes. E temos a certeza que ainda há muito chão pela frente. Como disse uma amiga minha: “cinquentei” com mérito e louvor. Acreditem: a maturidade só nos faz bem!

Eu já não sigo mais as convenções. Faço só aquilo que me agrada! Divido momentos com pessoas que sei que realmente gostam de mim, do meu jeito e não escondo o que tem que ser dito. Ou seja, a gente começa a apostar mais em nós e não permitimos mais jogadas furadas, gente falsa e sem valores em nossas vidas!

Só sei que, independentemente da idade, o importante é viver cada momento intensamente, vibrar com as conquistas, vitórias e derrotas. Porque cada vez que erramos ou perdemos a gente aprende mais. Então, confie em você e nos planos de Deus. Tudo vem no tempo certo! Já que estamos no Mês Internacional da Mulher, esse texto vai pra todas vocês na casa dos “inta e entas”. É isso pessoal! Beijão e até a próxima!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Rosana Poli
Carregar mais em Colunistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Diversidade, chocotones e democracia

Eu sou um grande fã de Chocotones. Sério! Quando chega o calorzinho típico do oriente médi…