Para uma gripe, um analgésico. Para os espirros, o antialérgico. E, se piorar, passa para o antibiótico. Sem falar nas inúmeras passagens por médicos em momentos de desespero com a saúde, seja por um nariz entupido ou algum problema mais sério. 

Acredito que você possa ter se visto em pelo menos alguma dessas situações, não? Isso deixa duas coisas muito claras: estamos cada vez mais dependentes de medicamentos, em sua maioria, artificiais, e também não dispomos de autonomia quando se trata da nossa saúde. 

Foi exatamente isso que incentivou, lá nos anos 1980, Danilo Maciel a iniciar a graduação em Medicina na Universidade Federal de Goiás. No entanto, diferentemente do usual, ele, logo em seu segundo ano, já sabia em qual área desejava especializar-se: a Medicina preventiva

Sabe aquele chá de gengibre, ervadoce ou canela para dar se sentir melhor? Então, isso é só a ponta do iceberg quando se trata de fitoterapia, homeopatia, Ayurveda e muito mais!

Aqui nesta matéria, o Dr. Danilo Maciel, que é Mestre e Doutor em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina da UFG, explica sobre esses termos e muito além do básico para quem tem interesse em tratar-se e prevenir-se por meio de métodos naturais. Confere aí!

Prevenir é melhor que remediar 

Apesar da decisão logo no início da graduação, a vontade de trabalhar com homeopatia já vinha de antes. O profissional relembra que foi tratado com a técnica durante a infância e decidiu seguir no ramo com o intuito de transmitir às pessoas a possibilidade de cuidar da saúde de forma preventiva. 

“Todo mundo fica muito ansioso quando entra no processo de adoecimento. Então, é muito mais lógico a gente pensar em como evitar adoecer, em vez de ficar tomando apenas um sintomático por conta própria”, compartilha a reflexão. 

No entanto, ele relembra que enfrentou dificuldade para encontrar especializações nas áreas desejadas há 40 anos. Principalmente, porque os cursos ainda não eram oferecidos de uma forma regular na faculdade.

Nesse processo, a convicção de que os alimentos eram grandes aliados no equilíbrio e fortalecimento do corpo só crescia. “Eu sempre acreditei na máxima que prevenir é melhor que remediar. Além disso, também vi que o alimento é o melhor remédio, então, quem está doente também deve mexer na alimentação para se tratar”, reitera

Assim, em seu primeiro ano de formado ingressou em uma residência em medicina preventiva e especialização em homeopatia, seguindo posteriormente seus estudos nas áreas de ayurveda, fitoterapia e acupuntura.

Bolinhas brancas 

Apesar de engraçado, é assim que muitos conhecem a homeopatia: aquelas bolinhas brancas docinhas. No entanto, o trabalho é muito mais que isso, sendo reconhecido pelo CFM (Conselho Federal de Medicina), oferecido pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e com um espaço como matéria optativa na Faculdade de Medicina da USP.

Além disso, essa forma de terapia, que trabalha com medicamentos naturais, já existe há mais de 200 anos! Assim, Danilo pontua que o trabalho do médico homeopata é muito semelhante ao trabalho do clínico geral. 

Dessa forma, o atendimento consiste na análise do paciente por inteiro, não levando em consideração apenas os sintomas locais. Inclusive, o profissional destaca a importância dessa abordagem, uma vez que a ciência já comprovou que o corpo funciona como um todo, e não como sistemas isolados. 

“Quando notamos a existência de uma doença localizada consideramos a existência de disfunções à distância. Isso inclui hábitos de vida, posturas mentais e fatores psicológicos. Tudo isso pode estar envolvido na gênese daquele problema”, explica. 

Até por isso, acrescenta, há a necessidade de um tratamento individualizado, porque as causas das patologias podem ser diferentes entre as pessoas. 

Ainda, a homeopatia pode ser adotada em inúmeras situações e por qualquer pessoa. Um fato interessante é que ela também pode ser associada a outras terapias. 

Plantas que curam

Fitoterapia pode até ser um palavrão, mas nós, brasileiros, conhecemos muito dela na prática. Seja na troca de receitas naturais entre amigos e vizinhos, ou passagem de tratamentos tradicionais entre gerações de famílias. 

Etimologicamente falando, a palavra significa tratamento de doenças por meio da utilização de plantas. A isso, soma-se o Ayurveda, uma metodologia milenar também chamada de Medicina Indiana. 

Essa terapia tem como pilar a individualização do tratamento por meio do diagnóstico do desequilíbrio do paciente. Ademais, uma grande área do Ayurveda são as plantas medicinais, cada qual com sua função. Atualmente, elas já configuram como matérias-primas em farmácias de manipulação e até em drogarias. 

“Na visão da fitoterapia do Ayurveda, as plantas são utilizadas em primeiro lugar para fortalecer o funcionamento de sistemas. Então, algumas plantas, por exemplo, são importantes para o sistema digestivo, equilibrando a função do estômago, fígado, pâncreas, intestino. Outras, têm ação importante no sistema nervoso, acalmando, relaxando ou então tonificando, estimulando e melhorando o estado de ânimo. A partir desse fortalecimento desses sistemas, as plantas são usadas em diversas situações”, complementa o médico. 

Conquistando autonomia 

Ainda, Danilo destaca que temos o grande privilégio de termos muitas plantas brasileiras que são também ayurvédicas. Inclusive, no próprio Espaço Ipê, onde atua em Piratininga, já foram identificadas mais de 40 espécies desse tipo. 

Frente a essa realidade, o médico idealizou o curso “fitoterapia ayurvédica aplicada”, que terá início neste mês. A programação terá nove módulos divididos por plantas e sistemas – você pode checar todo o programa aqui. As aulas serão realizadas sempre nos últimos sábados e domingos do mês e vão até novembro.

“Nosso intuito com o curso é mostrar que plantas que estão ao nosso redor, que nascem nos cantinhos de muro, jardins, lotes, são utilizadas há milênios na medicina chinesa e no Ayurveda, além de serem estudadas grandemente nos países desenvolvidos”, pontua o médico. 

Dessa forma, a proposta central é que os alunos percorram o Espaço e analisem as espécies ayurvédicas para aprender a identificá-las. Ainda, serão analisados estudos científicos, monografias e pesquisas que mostrem o que existe cientificamente em relação àquelas plantas.

Posteriormente, serão ensinadas formas de preparos e seus benefícios para o organismo. “Nosso intuito é mostrar como muitas plantas comuns podem ser úteis, porque isso é uma coisa que a ayurveda valoriza muito: a autonomia em relação à saúde”, complementa. 

Quanto ao público-alvo, Danilo pontua que o curso é voltado para amantes da fitoterapia, do ayurveda e da saúde integral. “Podem ser terapeutas, profissionais de saúde e até de outras áreas, mas que têm afinidade por essa área. Todos são bem-vindos e enriquecem o grupo, mas é importante que a pessoa tenha algum nível de entendimento e conhecimento prévio no assunto”.

As inscrições podem ser realizadas após o pré-cadastro neste link: mailchi.mp/espacoipe/fitoayurveda

Popularizando o conhecimento

Ademais, Danilo também reconhece que a procura pela homeopatia tem aumentado. Um dos motivos para isso, considera, é que por ser um método terapêutico, pode ser aplicado vários especialistas, como nutricionistas e farmacêuticos.

“Tem crescido a percepção que precisamos voltar o nosso contato com a natureza, porque isso revigora, revitaliza e reequilibra”, reflete. 

Por fim, ele entende que o curso é importante para os bauruenses por ser uma forma de conquistarem a autonomia em relação à saúde e também ser uma forma de permitir a todos uma oportunidade de procurar referências e credibilidade sobre o tema para suas vidas.

Ainda, o médico atua com homeopatia, acupuntura e ayurveda no Espaço Ipê, que também conta com aulas de pilates, fisioterapia, shiatsu, yoga, reiki e muito mais. 

Os dias e horários dos atendimentos de Danilo estão disponibilizados no site oficial, assim como cursos online, palestras e eventos.

publieditorial

Curso de fitoterapia ayurvédica aplicada (Dr. Danilo Maciel – CRM-SP 190.240)

Data: de 28 de março a 29 de novembro
Local: Rodovia Elias Miguel Maluf, Km 1,8 – Piratininga
Telefone: (14) 99611-1812
Site: espacoipe.com.br/
Inscrições: mailchi.mp/espacoipe/fitoayurveda
Facebook: www.facebook.com/ipeespacoterapia
Instagram: @ipeespacoterapia_

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Paula Borim
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Ensaio fotográfico com nova linha de vestidos de noivas marca pré lançamento de espaço para festas em Bauru

O mercado de eventos, responsável por mais de 17 bilhões de reais por ano no Brasil, sofre…