A música é um elemento que faz parte do nosso dia a dia. Além disso, pode ser transformada em uma ferramenta de expressão para um grupo social, fazendo parte de uma cultura. É difícil conhecer alguém que não ouça ao menos uma música no dia, seja no celular, no carro ou em casa. 

Para Alexei Lisounenko, a música foi uma forma de aprendizado pessoal e de profissionalização. Formado pelo Instituto de Artes da Unesp e com especialização em regência e interpretação Musical em Moscou, o maestro já se apresentou para o artista Romero Britto e participou de cursos com João Carlos Martins.

piano brancoAlexei durante apresentação com o Sons de Bauru

Hoje, aqui em Bauru, Alexei é maestro na Sons de Bauru Coral e Orquestra, além de ministrar aulas de piano, teclado, canto e ferramentas digitais para composição.

Paixão pela música

Alexei Lisounenko Neto foi criado pelos avós, que vieram da Rússia. Segundo o maestro, o sonho de seu avô – de quem herdou o nome – era ser pianista. “Um dia, ele me perguntou se eu queria aprender a tocar piano. Eu, com nove anos, nem sabia direito o que era um piano!”, relembra.

Assim, o avô de Alexei o levou para ter aula em São Paulo, no bairro de Moema. 

piano brancoApresentação do maestro em Bauru

“Quando eu cheguei lá a professora reparou em minhas mãos, grandes e com dedos compridos, e logo disse que eu tinha mãos de pianista”, pontua.

Com as aulas, Alexei desenvolveu um gosto, e de lá para cá, tem a música como uma paixão.

Piano Branco

Além de maestro, Alexei dá aulas de piano há mais de 30 anos. Segundo ele, foi uma coisa que aconteceu no automático.

“Quando as pessoas veem que você toca piano, acabam pedindo para ensinar. Quando comecei a dar as primeiras aulas, gostei e acabou virando uma profissão”, comenta.

Aqui em Bauru, o maestro já mora há oito anos, e foi nesse meio tempo que fez a aquisição de um piano branco. Localizado na sala de estar da sua casa, foi com esse instrumento que começou a dar aulas particulares na cidade. 

Inspirado pelo instrumento, nomeou sua escola de Piano Branco. Ao todo, uma média de 500 pessoas já tiveram aula com Alexei, que hoje conta com 30 alunos.

Para o maestro, cada aluno é um novo ensinamento, adquirindo um repertório ainda maior ao longo do tempo.

“Cada aluno que ensino é diferente do outro, tendo suas próprias experiências, vivências, dificuldades e facilidades”, explica Alexei.

Método próprio

Ao longo dos anos, Alexei desenvolveu um método próprio para suas aulas. Desde o primeiro dia, as lições já são práticas e o estudante tem o primeiro contato com o piano, mesmo sem qualquer experiência.

“Eu alfabetizo todos os meus alunos, e eles aprendem a tocar lendo as partituras, sem olhar para o teclado”, ele explica.

A metodologia é baseada nas dificuldades e qualidades de cada pessoa, seguindo o ritmo de cada um. Segundo o maestro, isso permite que as lições se tornem mais flexíveis e diferentes para cada aluno.


“O método é sempre o mesmo, mas a forma de aplicar segue o perfil de cada um”, completa.

A duração de cada aula é de uma hora, e podem ser feitas tanto presenciais quanto remotamente, sendo possível que qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, tenha as lições. 

As lições podem ser dadas para crianças a partir de quatro anos, sem limite de idade máxima. Além disso, são individuais.

O objetivo da Piano Branco é ensinar a ler e tocar bem, oferecendo independência para executar qualquer música por conta própria.

Desenvolvendo habilidades

Segundo o maestro, com a música, é possível desenvolver habilidades cognitivas como a percepção e a coordenação. Além disso, tocar um instrumento também funciona como uma válvula de escape para nossos sentimentos.

“A música é como um propulsor para que você desenvolva outras aptidões. Ela é o que vai te ajudar a alcançar seu objetivo final”, afirma Alexei.

piano brancoO nome "Piano Branco" se deu pelo piano que Alexei tem em casa

Inclusive, tocar um instrumento é uma das poucas atividades que trabalha os dois lados do cérebro, criando uma conexão entre a razão e a emoção.

Música para todos

Talento ou trabalho duro? Muitos acreditam que saber tocar um instrumento é como um dom. Para o maestro, o talento ajuda muito na hora de se aprender algum instrumento, mão não é o essencial.

O que importa é o trabalho duro! E para facilitar nessa jornada, Alexei aposta em um trabalho sério e profissional, sem deixar de lado a liberdade.

“Quanto mais à vontade o aluno está, mais suscetível ele está para aprender”, finaliza.

publieditorial

Serviço
Piano Branco
Endereço: Rua Araújo Leite, 23-32
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 08h às 20h
Telefone: (14) 3245-9897 ou (14) 99848-8440
Facebook: www.facebook.com/pianobrancobrasil
Instagram: @piano_branco

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

De cara nova, aplicativo PedFarma conta com entrega grátis e cupons de desconto para toda Bauru

Os serviços digitais e online têm se mostrado de grande ajuda em tempos de pandemia do cor…