Embora não existam evidências científicas de que algum alimento ou dieta impeça alguém de contrair o novo coronavírus, é fato que a imunidade é uma aliada no combate a infecções. Portanto, manter uma boa alimentação ajuda o organismo a combater diversas doenças, entre elas, a Covid-19.

Sendo assim, é fundamental saber o que comer e o porquê. A boa notícia é que, segundo a nutricionista Aline Miguel Gonçalves de Oliveira, um cardápio saudável, que ajuda a fortalecer o sistema imunológico, já é muito comum no dia a dia do brasileiro.

Para o café da manhã é ideal apostar no pão integral e no suco de laranja ou leite. Já no almoço perfeito não pode faltar a tradicional dupla “arroz-feijão”, frango, peixe ou carne vermelha e salada de folhas verdes temperadas com limão e suco de goiaba para acompanhar. Para os vegetarianos, as opções são leguminosas como soja, grão de bico, lentilha, ervilha, entre outros. No jantar, o que cai bem é uma sopa com cenoura, chuchu, abóbora, ervilha e espinafre, por exemplo.

Alimentos que acrescentam

A nutricionista Adriana Martinhão complementa ressaltando que o ideal é comer feijão pelo menos uma vez ao dia. E, como ainda está bastante calor, sugere também consumir limão espremido na água, já que a fruta é refrescante e ajuda a fortalecer o sistema imunológico.

Nos lanches, o ideal é comer muitas frutas, como manga, abacaxi e mamão. “E, se puder, duas castanhas-do-Brasil, aquela conhecida como castanha-do-Pará. É rica em selênio, que possui ação antioxidante e auxilia diretamente na proteção e fortalecimento da imunidade. Duas unidades de castanha ao dia são suficientes para suprir essa necessidade”, frisa Aline.

Outro alimento recomendado por Adriana é a aveia, por possuir fibra betaglucana, que participa da ativação das células que combatem vírus. Segundo a nutricionista, o ideal é comer entre uma e duas colheres de sopa por dia. A aveia pode ser consumida com uma fruta, com iogurte ou em forma de mingau.

Entretanto, não basta apenas optar por alimentos mais saudáveis. A nutricionista ainda ressalta ser importante também reduzir o consumo de alimentos processados, além de evitar o consumo de alimentos ultraprocessados. “O ideal é aumentar a quantidade de alimentos in natura ou minimamente processados”, ensina. Portanto, use e abuse das comidas que ficam na parte da feirinha nos supermercados.

Na hora de ir ao mercado

Com o novo coronavírus por aí, é fundamental evitar aglomerações e consequentemente a proliferação do vírus. Entretanto, a ida ao mercado é inevitável, já que precisamos nos alimentar. Então, seguir algumas dicas ajudam a manter a segurança durante as compras, confira.

Por fim, além da alimentação, é importante manter-se hidratado! “Água é essencial para o transporte e absorção das vitaminas e minerais que consumimos. Se ingerimos um nutriente e ele não chegar até a corrente sanguínea, não teremos os benefícios do mesmo”, detalha Adriana.

Consultoria

Nutricionistas do Grupo São Francisco, que faz parte do Sistema Hapvida
Adriana Martinhão (CRN 10.127) e Aline Miguel Gonçalves de Oliveira (CRN 33.192)

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Clínica reúne equipe multidisciplinar de saúde com o intuito de auxiliar no emagrecimento

A paixão por esporte e vida saudável foi fundamental para a Helen Pradelli escolher a carr…