A partir desta segunda-feira, 4 de maio, o uso das máscaras faciais se torna obrigatório em Bauru. A medida, que era para ter sido adotada no dia 27 de abril, foi prorrogada para que empresas e população pudessem se adequar.

A nova regra é uma das formas de enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus, com base no Decreto Municipal nº 14.735. Sendo assim, é obrigatório usar máscaras em todos os edifícios públicos da cidade, estabelecimentos comerciais, de prestação de serviços e industriais, supermercados e transporte coletivo.

No dia 6 de abril, a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu novas diretrizes para a utilização das máscaras em público. De acordo com o documento, as máscaras “podem limitar a propagação de certas doenças virais respiratórias, incluindo a COVID-19”.

Entretanto, ainda vale ressaltar que apenas usar a máscara não é um nível adequado de proteção, sendo fundamental higienizar as mãos com frequência e adotar outras medidas para impedir a transmissão do vírus. Além de aderir ao isolamento social quando possível.

Máscaras faciais caseiras

Com a alta procura por máscaras, o produto se tornou escasso no mercado, gerando um problema para garantir a proteção de profissionais da saúde. Portanto, uma solução simples e viável são as máscaras caseiras de tecido que já têm se popularizado em Bauru.

Simples de serem confeccionadas, elas são eficientes para evitar a propagação do novo coronavírus, protegendo não só quem está usando, bem como pessoas ao redor. Lembrando que as máscaras são individuais, portanto, não podem ser compartilhadas.

Para garantir sua eficiência, de acordo com critérios do Ministério da Saúde, a máscara precisa ter pelo menos duas camadas. Ademais, os tecidos indicados para a confecção são o de algodão, tricoline e TNT. Por fim, as máscaras devem ser feitas nas medidas corretas, cobrindo totalmente a boca e o nariz e devem estar bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais.

Usando corretamente a máscara

É importante se atentar ao manuseio das máscaras, lavando sempre as mãos antes de tocá-la. Procure segurá-la pelas alças e, ao colocar no rosto, tenha certeza de que a máscara está ajustada de forma que não incomode. Após ajustá-la na face, cobrindo a boca e o nariz, não toque até a hora de retirá-la.

A máscara pode ser usada até ficar úmida. Depois desse tempo, é preciso trocá-la. Então, o ideal é que cada pessoa tenha pelo menos duas máscaras de pano.

Use a máscara sempre que precisar sair de casa. Leve sempre, pelo menos, uma reserva e uma sacola para guardar a máscara suja, quando precisar trocar. Chegando em casa, lave as máscaras usadas com água sanitária e deixe de molho por cerca de 30 minutos.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Parque Vitória Régia ganha bancos de madeira de reaproveitamento

Por conta dos fortes ventos no mês passado, um Timburi de mais de 50 anos caiu no Parque V…