A equipe de educação do Zoo de Bauru vai realizar, entre os dias 1 e 31 de julho, o curso gratuito de férias “Cada Macaco no Seu Galho”. As atividades serão on-line, realizadas de duas a quatro vezes por semana, e o curso é destinado principalmente a crianças e jovens.

A organização deste curso de férias foi iniciada pelo Zoo de Bauru e teve o apoio de outras 19 instituições espalhadas pelo Brasil. Assim, o curso também é uma forma de apoiar a Campanha Educativa da Associação de Zoológicos e Aquários do Brasil (AZAB), intitulada “Somos Todos Primatas”.

Dessa forma, todas as atividades estarão disponíveis na página do curso no Facebook. Além de serem compartilhadas nas páginas das instituições e disponibilizadas para as escolas interessadas em utilizar o conteúdo. Portanto não será necessário fazer inscrição. Além disso, os bauruenses poderão acompanhar as atividades realizadas pelos zoológicos de outras cidades.

Confira a programação do curso

  • 01/07 (quarta-feira) – “Brinque com o bugio”

Instituição: Fundação Ecológica e Zoobotânica de Brusque (SC)
Público – alvo: A partir de 8 anos

Objetivo: Conhecer e aprender sobre as características e particularidades do bugio-ruivo (Alouatta guariba clamitans); – Estimular a concentração e o desenvolvimento da coordenação motora da criança.

Recurso didático: Por meio de vídeo explicativo apresentar as características do bugio-ruivo (Alouatta guariba clamitans) e propor a confecção de origami de primata para brincar em casa.

  • 03/07 (sexta-feira) – “A Grande Família dos Caranguejeiros”

Instituição: Complexo Ambiental Cyro Gevaerd (SC)
Público – alvo: Para todas as idades

Objetivo: Conhecer a vida e o comportamento familiar da espécie de macacos caranguejeiros (Macaca fascicularis) finalizando com uma atividade divertida de dança que tem o propósito de reunir todos os integrantes da família.

Recurso didático: Vídeo sobre as características dos macacos caranguejeiros, no final será apresentado/ensinado uma coreografia de dança.

  • 05/07 (domingo) – “E agora? Como atravessar essa rodovia?” (origami dos animais que vivem perto das rodovias)

Instituição: Parque Ecológico de São Carlos/ ICAS / FUBÁ (SP)
Público – alvo: 9 a 10 anos

Objetivo: Trabalhar a problemática das colisões entre humanos e animais de forma lúdica, por meio de contação de histórias e da confecção de origamis dos animais.

Recurso didático: Construção de Origami.

  • 08/07 (quarta-feira) – Primatas do Brasil

Instituição: BioParque Rio (RJ)
Público – alvo: Todas as idades

Objetivo: Apresentar primatas característicos do país, principalmente da mata atlântica, suas curiosidades, aspectos de conservação da espécie e produção de desenhos pelas famílias participantes.
Recurso didático: Atividade “Quiz”

  • 09/07 (quinta-feira) – Qual macaco sou eu?

Instituição: Parque da Água Vermelha e Zoológico de Sorocaba (SP)
Público – alvo: a partir de 6 anos

Objetivo: Conhecer algumas espécies brasileiras de primatas que vivem no zoo (sauim-de-coleira, muriqui-do-sul, sagui-do-tufo-preto, macaco-prego-do-peito-amarelo, bugio-preto) por meio de suas características gerais (biologia, ecologia e curiosidades), gerando identificação com as mesmas.

Recurso didático: Buzzfeed (atividade estilo “Quiz”)

  • 10/07 (sexta-feira) – Que macaco será que fez a coisa?

Instituição: Parque da Água Vermelha e Zoológico de Sorocaba (SP)
Público – alvo: a partir de 4 anos

Objetivo: Conhecer a alimentação, em vida livre e no zoológico, de dois primatas nativos de Sorocaba e região (macaco-prego e bugio), destacando a importância das áreas verdes e naturais para a conservação da fauna local.
Recurso didático: Vídeo investigativo com direito a visita ao setor de nutrição para descobrir curiosidades sobre os primatas.

  • 12/07 (domingo) – As aventuras do Macaco-Aranha

Instituição: Parque Zoológico Municipal de Bauru (SP)
Público – alvo: a partir de 4 anos

Objetivo: Despertar a curiosidade de crianças e oferecer conhecimento sobre o macaco aranha.
Recurso didático: Contação de histórias com fantoches e cartilha de atividades sobre os primatas para ser impressas.

  • 13/07 (segunda-feira) – Conversando sobre Primatas

Instituição: Zoo Pomerode (SC)
Público – alvo: Todas as idades

Objetivo: Mostrar a diversidade de espécies de primatas; Explicar a importância deste grupo de animais; Informar as funções do zoológico.
Recurso didático: Contação de história com fantoches.

  • 15/07 (quarta-feira) – Cada macaco no seu galho

Instituição: Zoológico de Varginha (MG)
Público – alvo: A partir de 6 anos

Objetivo: Apresentar a diversidade de primatas brasileiros; Sensibilizar, através da arte, o despertar da consciência para a conservação dos primatas e da fauna e flora brasileiras.
Recurso didático: Vídeo aula.

  • 16/07 (quinta-feira) – “Cacá lê para você! Quer ouvir uma história?”

Instituição: Prefeitura de Sapucaia do Sul (RS)
Público – alvo: A partir de 4 anos

Objetivo: Sensibilizar os participantes quanto à importância do Mico-leão-dourado, por ser uma espécie endêmica do Brasil, que ocorre exclusivamente na Mata Atlântica.
Recurso didático: Leitura da história e atividade motora de coreografia.

  • 17/07 (sexta-feira) – Desenhando com as sombras

Instituição: Centro de Educação Ambiental e Zoológico Municipal de Garça (SP)
Público – alvo: A partir de 5 anos

Objetivo: Estimular a criatividade e a percepção do meio ambiente usando como tema norteador o hábitat e os hábitos do Bugio (Aloutta caraya)
Recurso didático: Vídeo sobre as características do Bugio e seu habitat e oficina de desenho com sombras
Materiais necessários para oficina: Papel (sulfite ou cartolina), lápis, borracha, lápis de cor ou giz de cera para colorir. Para as sombras são necessários animais em miniatura (caso a criança não possua os animais em miniatura, será disponibilizado um molde para ser feito em papel).

  • 19/07 (domingo) – Atividade 1- Aprendendo com os Saguis

Instituição: Arca do Noah – Parque de Educação Ambiental (RJ)
Público – alvo: a partir de 3 anos

Objetivo: Mostrar como é realizado o manejo com os saguis, apresentar duas espécies de saguis e mostrar enriquecimento.
Recurso didático: Vídeos didáticos e informativos sobre as duas espécies de saguis que temos Callithrix jacchus e Callithrix penicilata.

  • 19/07 (domingo) – Atividade 2 – Brigadeiro com Pimenta Rosa

Instituição: Arca do Noah – Parque de Educação Ambiental (RJ)
Público – alvo: a partir de 12 anos

Objetivo: O sabor da aroeira, seu odor e a cor são estímulos sensoriais e provocam curiosidade, não só nos animais, mas nos humanos também. Assim, aprenderemos a fazer um delicioso brigadeiro gourmet utilizando essa especiaria, proporcionando uma deliciosa sobremesa para as férias.
Recurso didático: tutorial em vídeo de como fazer o brigadeiro, com a receita na descrição do vídeo.

Ingredientes: uma lata de leite condensado, uma colher de sopa de manteiga e uma colher de chá de pimenta-rosa seca e moída (você pode encontrar em feiras, mercados, casas especializadas em ervas e produtos naturais, entre outros)

Com todos os ingredientes na panela, fogo desligado, mexer até obter uma mistura homogênea. Ligar o fogo, em temperatura baixa e cozinhar o brigadeiro até que ele desgrude do fundo da panela. Transferir para um recipiente untado e deixar descansar para esfriar. Caso queira enrolar, colocar na geladeira para que fique bem firme, facilitando o trabalho. Você também pode comer o famoso brigadeiro de colher e pode até usar um pouco da pimenta-rosa para enfeitar.

  • 22/07 (quarta-feira) – Cuxiú: o macaco que bebe água com as mãos

Instituição: R3 Animal (SC)
Público – alvo: A partir de 6 anos

Objetivo: Apresentar a espécie Cuxiú (Chiropotes satanas) e seu papel na natureza; ressaltar as ameaças para a espécie, abordando o tráfico de animais; destacar a importância da união de todos para preservar o meio ambiente.
Recurso didático: Contação de história através de vídeo de animação com uso de imagens e desenhos.

  • 23/07 (quinta-feira) – Jogo da Memória “Macacos Ameaçados: quem é quem?”

Instituição: Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica/Prefeitura de Belo Horizonte (MG)
Público – alvo: A partir de 6 anos.

Objetivo: Apresentar de maneira lúdica algumas espécies de primatas ameaçados de extinção que ocorrem no Brasil, estimulando a memorização rápida de imagens e textos.
Recurso didático: jogo da memória virtual (disponibilizado através de um link) no qual o jogador clica nas cartas e estas se viram em pares. Ao clicar em uma próxima dupla de carta as anteriores desviram e o jogador é estimulado a memorizá-las para uma próxima tentativa em formar pares iguais.

  • 24/07 (sexta-feira) – “Uma Aventura com os Primatas Brasileiros”

Instituição: Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica/Prefeitura de Belo Horizonte (MG)
Público – alvo: a partir de 09 anos

Objetivos: Apresentar os primatas brasileiros que vivem no Zoológico de Belo Horizonte, de maneira divertida. Mostrando como cada um pode contribuir para a conservação da fauna. Além de estimular a concentração e o raciocínio.
Recurso didático: vídeo com apresentação das informações sobre as espécies e quiz.

  • 26/07 (domingo) – Atividade 1: Proseando sobre Bugios

Instituição: Parque Zoo Municipal de Canoas (MG)
Público Alvo: crianças e adultos

Objetivo: Aprender sobre a biologia dos Bugios-ruivo (Alouatta guariba clamitans).
Recurso didático: Vídeo de curiosidades sobre o bugio, passo-a-passo de uma dança puramente gaúcha de nome “Bugio” e caça palavras e pintura para download.

  • 26/07 (domingo) – Atividade 2: Dando nome ao MACACO

Instituição: Parque Zoo Municipal de Canoas (MG)
Público Alvo: Crianças de todas as idades poderão participar

Objetivo: conhecer e dar nome ao novo integrante do Zoo Canoas, uma Sagui-de-tufo-branco (Callithrix jacchus).
Recurso didático: vídeo contando a evolução do tratamento do animal e as crianças serão convidadas a votar em uma das opções de nome para o sagüi.

  • 29/07 (quarta-feira) – Na trilha do Muriqui

Instituição: Zoológico Municipal de Curitiba (PR)
Público – alvo: A partir de 5 anos

Objetivo: Estimular a curiosidade; Conhecer alguns conceitos importantes em conservação, Incentivar o trabalho em grupo – cooperação.
Recurso didático: Realização de um jogo tipo quiz no Centro de Educação Ambiental e tour pelo recinto dos muriquis-do-sul.

  • 31/07 (sexta-feira) – Atividade 1: Macaco na mão

Instituição: Museu do Dante (SP)
Público – alvo: a partir de 7 anos

Objetivo: Estimular a criatividade através da pintura com as mãos, a fim de ilustrar as espécies de primatas que foram conhecidas no decorrer do curso. Propor que as pinturas sejam enviadas por foto para a fanpage para divulgação.
Recurso didático: vídeo do passo a passo de como desenhar uma macaco utilizando o formato da mão. A gravação será feita no espaço dos dioramas do museu, onde antes do início da atividade aparecerá em forma de um pequeno tour a imagem do espaço.

  • 31/07 (sexta-feira) Atividade 2: Somos todos primatas!

Instituição: Museu do Dante (SP)
Público-alvo: crianças e adultos

Objetivos: Apresentar através de crânios algumas semelhanças, que fazem os seres humanos e os macacos pertencerem à mesma ordem dos primatas.
Recursos didáticos: Conversa com biólogo educador e um fantoche que representará o público infantil, crânios de diversos primatas inclusive do humano, fantoche.

Zoo de Bauru incentivando instituições do país

Diante da pandemia que o país enfrenta, instituições que trabalham em prol da conservação e da educação não formal decidiram unir forças. Assim, elas realizam um curso de férias com programação educativa e diversificada, direcionada a crianças e jovens.

Pensando nisso, a equipe de educação ambiental do Zoo de Bauru, que realiza há mais de 30 anos os cursos de férias, propôs um projeto de ensino a distância aos Zoos e Aquários do Brasil.

“O momento requer a união dos educadores na criação de ações que realmente sejam significativas na formação das crianças. Assim lançamos a proposta ao grupo de educadores de Zoos e Aquários do Brasil, no qual 19 instituições aderiram à ideia. Ficamos realmente muito felizes com a união de Zoológicos, Jardim Botânico, ONGS e Museus”, informa a bióloga do Zoológico de Bauru, Samantha P. L. Bittencourt.

As instituições que uniram-se para elaborar o curso são: Parque Zoológico Municipal de Bauru (SP), Parque Ecológico de São Carlos (SP), Instituto de Conservação de Animais Silvestres (SP), FuBá Educação Ambiental (SP), Museu do Dante (SP), Zoológico Municipal Doutor Belírio Guimarães Brandão de Garça (SP), Secretaria do Meio Ambiente de Sorocaba – SP (Zoológico e Parque Água Vermelha), BioParque do Rio (RJ), Parque de Educação Ambiental Arca de Noah (RJ), Parque Zoobotânico Municipal Doutor Mário Frota (MG), Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (MG), Zoológico Municipal de Curitiba (PR), ONG R3 Animal (SC), ZooPomerode (SC), Zoo Botânico de Brusque (SC), Complexo Ambiental Cyro Gevaerd (SC), Zoológico Municipal de Canoas (RS), Secretaria do Meio Ambiente de Sapucaia do Sul (RS).

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Projeto Viva Cultura seleciona 60 artistas de Bauru e apresentações começam na próxima terça (14)

A Prefeitura de Bauru, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, realiza a partir da pr…