A pandemia da Covid-19 mudou completamente a vida de todos. Todas as profissões tiveram que ser adaptadas, remanejadas ou interrompidas, mesmo que temporariamente. E esse temporariamente, que inicialmente eram 90 dias, está se alongando e já não temos a certeza do que está por vir.

Os eventos foram os primeiros a serem totalmente paralisados e serão os últimos a retomarem. Mas esse período de quarentena, por mais difícil que tem sido, já serviu para agregar, e muito, aos profissionais desta área. Desde a busca por conhecimento, a união do setor em busca de maior representatividade, por melhores práticas de trabalho, até à necessidade de exercitar a criatividade para inovar e sobreviver a esse período louco que todos estamos vivendo.

Shows foram transformados em lives, sala de aula em curso on-line, buffet em casa, festas de casamentos em casamento a dois (Elopment Wedding), charreata, kit festa, entre outros. O novo normal, como estão dizendo, trouxe novas modalidades de eventos, que são paliativos para o momento atual, mas que também podem se transformar em formas reais de se realizar eventos a longo prazo, para satisfazer um público específico, aqueles que normalmente optariam por não celebrar, por exemplo.

O próprio Elopment Wedding, o casamento a dois, que na sua origem significa “fugir para casar”, ganhou maior evidência na quarentena, pois os casais que foram obrigados a adiarem a sua festa de casamento, viram como uma opção de manter a data original. Para muitos, essa modalidade foi apenas provisória, e remarcaram a data da grande festa. Mas, para outros, supriu a necessidade de celebrar a união.

Quando somos impedidos de fazer algo, é quando nós temos maior desejo em fazer. As festas em casa, ganharam outra proporção. Com a opção de ter buffets fornecendo pratos que jamais antes seriam possíveis. Uma simples comemoração de aniversário que seja, se tornou um evento requintado e de muita qualidade.

As decorações tradicionais foram todas remodeladas para “Mini Tables”, transformando qualquer espaço da sua casa em um salão de festas. Com a redução do número de convidados presenciais, foi criado o kit festa, enviado aos convidados em sua própria casa e na hora do parabéns, todos se conectam pelo Zoom.

Grandes shows que eram inacessíveis para muitos, foram exibidos livremente para todos com acesso à internet. Cursos presenciais que tinham antes número limitado de vagas e alto custo de investimento, foram disponibilizados virtualmente, ao vivo ou gravado, com baixo custo ou até mesmo gratuitamente.

Para os menos reservados, que gostam de uma animação, seja para um aniversário, chá bar, chá revelação, chá de bebê, ou qualquer outro tipo de celebração, foi criado a Carreata ou Drive Thru. Assim, é possível ver as pessoas, receber o calor humano através do buzinaço e proporcionar um modelo de festa que todos ganham.

Esses e outros formatos de eventos que foram criados ou evidenciados durante a quarentena são algumas das formas encontradas para que as pessoas continuassem a celebrar a vida. E aos profissionais do meio, uma forma de sobrevivência durante esse período.

Afinal, os eventos foram paralisados totalmente mesmo? Uma classe em que a maioria das profissões não são sequer reconhecidas ou regulamentadas, não teve problemas quando o assunto foi criatividade, conseguiram vencer os obstáculos e inovar. Claro, a expectativa é que muito em breve voltemos a realizar os eventos da forma como eles eram antes, e com toda bagagem adquirida nesse período, tenho a certeza de que serão ainda melhores!

Esta foi a estreia de Bianca Jardim como colunista no Social Bauru.

Compartilhe!
  • A porrada final

    De volta para o futuro é sem dúvidas, com o perdão do trocadilho, um clássico atemporal. Q…
  • Vila Falcão: berço de Bauru

    A estrada de ferro Noroeste existe pela Falcão ou a Falcão existe pela estrada de ferro No…
  • Não Convide

    O interfone tocou, súbito. Pelo horário da manhã era pouco provável que fosse minha irmã, …
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Bianca Jardim
Carregar mais em Colunistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

O “eterno” e o “pra sempre” em algum momento chegam ao fim

Em qualquer relacionamento haverá um momento de chegada e outro de partida. Isto é fato no…