Se no dia 10 de julho o motivo para Adilson Motta estar no Vitória Régia era plantar girassóis com seu amigo, Jaime Prado, hoje em dia, a visita tem outro intuito. Três vezes por semana, os bauruenses vão até o parque para recolher o lixo do local.

“Estava com meu amigo, Jaime, plantando sementes de girassol, quando olhei para o lago e vi muitas sacolas plásticas e garrafas de cerveja boiando nas águas sujas da represa. Neste momento, comecei a retirar, das águas, algumas sacolas com auxílio de um galho seco. Cheguei a tirar umas 20 sacolas e umas 15 garrafas, as quais coloquei nas lixeiras disponíveis”, relembra Adilson.

Quem abraça o parque

A iniciativa, conhecida como “Abrace o Parque“, teve uma rápida repercussão entre bauruenses que se preocupam com a preservação do parque. Assim, hoje, além de Adilson e Jaime, outros 12 voluntários participam do projeto.

Entre eles, estão Cássio Moraes, Edna Marisa, Serginho Brun, Felipe Mizael, Carlos Barbosa, Gustavo Dário, Luzia Fujiyama, Márcia Maciel, Márcia Regina, Emiliane Maia, Cristiano Dias e Iasmim Guedes. Juntos, eles pretendem contribuir para a limpeza e preservação do Vitória Régia.

O grupo Abrace o Parque recebeu a visita do Prefeito Clodoaldo Gazzetta e do seu Assessor de Gabinete, Alcides Augusto, no dia 03 de Setembro (Foto: Jaime Prado)

Sobre o motivo pelo qual decidiu abraçar o parque, Adilson enumera:

“É sempre para frente e não tem nenhuma proposta por trás. Há sim um sonho para a implantação de uma academia ao ar livre; desassorear o lago; plantar muitas gramas; de sombra perto das árvores para que a areia fique mais segura, evitando assim o assoreamento do lago. Cuidar para que os peixes possam respirar melhor, sem sujeira. Os patos possam ganhar umas casinhas para a proteção e fazerem ninhos. Cuidar com carinho da nascente, não permitindo, em hipótese alguma, que aquela área seja capinada, para isso vamos pedir um alambrado em sua volta. Solicitar que a prefeitura faça um muro na nascente para servir de cascata e assim oxigenar a água e colocar pelo menos duas câmeras de monitoramento.”

Iniciativa gera iniciativa

Com o projeto de limpeza do parque encaminhado, Adilson teve outra ideia para deixar ambiente do Vitória ainda mais especial. Formado em Artes e Comunicações na FEB (Fundação Educacional de Bauru), hoje Unesp, o bauruense começou a criar uma marca para o “Abrace o Parque”.

Por fim, o desenho estampará camisetas que serão vendidas para comprar alimentos dos patos, marrecos e passarinhos do local. E quem também se interessou pela ideia foram o Danilo e a Fran, proprietários da DF – Uniformes, que doaram as dez primeiras camisetas do projeto.

“Eles ficaram sensibilizados com o nosso projeto e nos doaram as camisetas. Portanto, essas ainda não serão vendidas”, completa Adilson.

Para participar do projeto

Os encontros do grupo “Abrace o Parque” são realizados na terça-feira, quinta-feira e aos sábados, sempre no período da manhã, das 08h às 10h. Cada voluntário ajuda como pode, seja recolhendo os lixos no chão e no lago, regando as sementes dos girassóis, das pitangas e dos ipês, ou conscientizando as pessoas que ali estiverem.

Portanto, se você quer fazer parte do grupo, basta aparecer no Parque Vitória Régia nos dias e horários informados acima. Leve sacos de lixo se possível e não esqueça a máscara. Toda ajuda é bem-vinda, quanto mais pessoas engajadas em abraçar o parque, maiores serão os resultados positivos. O meio ambiente agradece!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

UNISAGRADO abre inscrições para o Vestibular 2021 com três formas de seleção

Está pensando em começar uma graduação em 2021? Aqui em Bauru, o UNISAGRADO conta com 35 c…