Gratidão é o sentimento dos irmãos Cássio, Cláudio e Tatiana, que estão à frente da padaria Casca de Noz. Neste dia 29 de setembro, eles comemoram os 30 anos da empresa, antes conhecida como Doce Momento, que começou com a família Brodt e Martha.

Três décadas produzindo os tradicionais pães não é uma conquista simples. Por isso, eles associam o sucesso da Casca de Noz ao comprometimento dos colaboradores, fornecedores e diretores.

“Abrir um negócio, estruturar e começar a faturar são desafios diários e dinâmicos, este frio na barriga nos deixa motivados todos os dias. Além disso, é muito bom saber que durante os 30 anos estivemos sempre em busca da qualidade e melhorar sempre para nossos clientes”, apontam os irmãos.

Hoje em dia, já são três unidades em Bauru: Altos da Cidade (matriz), Bela Vista e Jd. América. Porém, no final de 2019, eles inovaram com um projeto diferente.

Já conhece o Ponto Casca?

A motivação para trazer algo novo para os bauruenses fez com que criassem o Ponto Casca. Localizados em condomínios fechados, os pontos nada mais são do que máquinas autônomas de distribuição de produtos da Casca de Noz. Em breve, será inaugurado o 3° Ponto Casca na cidade.

Sobre a ideia, os irmãos comentam: “Surgiu da dificuldade de encontrar produtos fora do horário comercial e também pela conveniência de atender nossos clientes próximos das suas residências. O Ponto Casca é 24h.”

Criação da Casca de Noz

Falando em produtos Casca, vale ressaltar o carro-chefe da padaria: a Baguetinha! O pão francês em um formato mais comprido, fino e com dois cortes, assinatura da Casca, foi criado a partir do pedido de uma cliente e assim ficou. Outra criação exclusiva da padaria é o chateli! Criado nos anos 90, o salgado foi uma forma de resolver um problema na produção.

“O Cofundador Sr. Cau, frente à dificuldade de produzir salgados para festas, inventou uma máquina de fazer coxinhas. Porém, todos os salgados saíam apenas com formato de coxinha e tinham que ser finalizados manualmente no formato de bolinha ou croquete. O rissoles era demorado e quase impossível fazer manualmente na velocidade que a máquina produzia, então a Cofundadora, D. Mariza, achatou uma coxinha e a batizou de chateli. Já a receita é segredo (risos)”, contam sobre o produto.

30 anos “Sendo Casca”

Durante tanto tempo fazendo parte do dia a dia dos bauruenses, a padaria já se reinventou diversas vezes. Seja na hora de produzir os produtos ou atender os clientes, a resiliência é uma característica notável da Casca de Noz.

E mais uma vez eles se mostram firmes frente aos momentos difíceis, se adaptando ao novo normal e às novas normas sanitárias. Sendo assim, a Casca de Noz carrega a tradição da Doce Momento, onde tudo começou.

“A pandemia é inédita para todos, mas momentos difíceis sempre existiram. Tivemos que nos adaptar ao novo normal, adequamos as normas sanitárias, a queda do fluxo de caixa e graças a Deus conseguimos continuar caminhando. Agora é focar na saúde, família, nas pessoas como um todo e manter-se comprometido no trabalho”, finalizam Cássio, Cláudio e Tatiana.

publieditorial

Serviço
Padaria Casca de Noz
Contato: 3233-2929
Facebook: /CascaDeNozPadaria
Instagram: @cascadenozpadaria

Matriz
Rua Ver. Joaquim da Silva Martha, 11-27
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 6h15 às 21h; sábados e domingos, das 6h30 às 20h30

Casca de Noz – Jardim América
Av. Nossa Sra. de Fátima, 13-48
Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 6h30 às 20h30, aos domingos, das 6h30 às 14h

Casca de Noz – Bela Vista
Rua Beiruth, 1-45
Horário de Funcionamento: de segunda a sábado, das 6h15 às 20h30, aos domingos, das 6h30 às 20h

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Chef Moacir recebe mais dois mestres do sabor com menu cinco tempos no Bar da Rosa

Se você assiste a programas de culinária e sempre teve aquela vontade de experimentar os p…