O ano de 2020, devido à pandemia do novo coronavírus, trouxe inúmeras mudanças para a vida da população mundial. Novos hábitos e cuidados tiveram que ser incluídos em nossa rotina para nos prevenirmos do vírus. 

E, se foi difícil para os adultos assimilarem todas essas necessidades, você já parou para pensar como as crianças estão lidando com isso? Ainda, mesmo que elas sejam menos afetadas pela Covid-19, uma pesquisa realizada pela Escola Médica da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, aponta que têm papel expressivo na transmissão da doença e podem chegar a ser mais contagiosas do que os adultos.

Pensando nisso, comunicadores e educadores de Bauru elaboraram uma cartilha que trata sobre cuidados de higiene e informações sobre o Coronavírus de forma lúdica.

O maior objetivo do material é conscientizar a população de Bauru e região sobre as medidas preventivas necessárias. Ainda, busca oferecer uma alternativa educativa para ocupar o tempo das crianças.

A cartilha é direcionada para crianças em idade escolar, que podem se divertir pintando as ilustrações que estão originalmente em preto e branco. O arquivo pode ser baixado gratuitamente aqui tanto para impressão quanto para ser utilizado em aplicativos para colorir de celulares, tablets ou computadores! 

A produção tem o selo do Hospital Estadual de Bauru (HEB), unidade estadual de saúde sob gestão da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp). A instituição apoia ações de conscientização com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia.


Foto: FAMESP/Divulgação 

União pela informação 

A cartilha conta a história de uma super-heroína adolescente que viaja pelo mundo e traz informações sobre prevenção e combate da Covid-19 aos pequenos leitores. O enredo foi pensado por um grupo liderado pela jornalista e educadora, Vivianne Lindsay Cardoso, que idealizou o projeto. 

“Em abril, eu estava bastante preocupada e angustiada com a situação que estávamos vivendo. Além disso, tinha a sensação de que nós, como educadores e profissionais de comunicação, poderíamos fazer algo. Por isso, eu conversei com colegas de profissão e assim juntamos uma equipe e começamos com esse trabalho para tentar ajudar de alguma forma”, explica a profissional.

O primeiro trabalho desenvolvido pelo grupo foi um vídeo elucidativo, também feito em parceria com o Hospital Estadual e com a aprovação de profissionais da saúde.

A diretora executiva do Hospital Estadual de Bauru, Deborah Maciel Cavalcanti Rosa, considera a ajuda de profissionais de diferentes áreas de extrema importância. 

“Tanto a cartilha quanto o vídeo de conscientização são ferramentas que têm ajudado os profissionais da saúde a exercerem seu trabalho. Assim, os comunicadores, mesmo à distância, tiveram a sensibilidade de pensar em formas de conscientização da população, e da mesma forma, vêm apurando as novidades e informações sobre a Covid-19 com muita seriedade e competência”, conta Deborah. 

Didática em tudo

Dessa forma, o material foi todo pensado para ser amplamente assimilado pelos pequenos. As imagens, por exemplo, foram desenvolvidas pela ilustradora Fernanda Ribeiro Ferreira, especialista em ilustrações infantis. 

“No desenho, os personagens têm mãos grandes. Isso é uma estratégia, porque a mão é um elemento do processo de contágio do vírus muito importante. Por isso, são sempre destacadas, para fortalecer essa questão de maneira visual. Então, tudo foi feito com muito carinho, para que a cartilha possa ser um material bastante ilustrativo, elucidativo e informativo”, pontua Vivianne. 

De acordo com a jornalista, uma das ideias é tornar as crianças multiplicadoras, ajudando na conscientização de pais, familiares e amigos com base nas informações disponíveis. 

“Temos uma tendência natural de preservar a criança e pouco contar a ela o que está acontecendo. Mas fizemos uma material voltado para elas porque são super receptivas à aprendizagem, aquisição de hábitos e novos conhecimentos”, explica a educadora e jornalista. 

Sendo assim, os pequenos podem aprender, por meio da cartilha, de maneira leve e tranquila. Ainda, graças à consciência adquirida, eles passam a ser “fiscalizadores”, já que serão capazes de ajudar os adultos a construírem ou adquirirem cuidados de higiene e hábitos que não faziam parte de sua rotina. 

Bauruenses por trás da cartilha

Os profissionais da comunicação que integraram o grupo e ajudaram voluntariamente são André Turtelli Poles, Bruno Jareta, Caroline Campos, Denise Guimarães, Fernanda Ribeiro Ferreira, Josi Letícia Pereira, Liene Nunes Saddi, Luciano da Silva Pereira, Marcos Vinicius Dias Pereira, Vivianne Lindsay Cardoso e Wellington Leite.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Paula Borim
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

UNISAGRADO lança música que inspira esperança em um futuro melhor

Investir em uma graduação pode ser, além da realização de um sonho, sinônimo de novas opor…