Embora seja crime previsto por lei, sabemos que o abandono de animais é algo recorrente em Bauru.

Isso, porque, apesar de não existir um dado atual do número de animais nas ruas, só de andarmos na cidade já nos deparamos com diversos bichinhos circulando sem rumo.

MiAudota

Foi desse modo, se deparando com um dos animais abandonados da cidade, que a bauruense Yasmin Frank decidiu tomar uma iniciativa para ajudar a causa animal.

O ponto chave para iniciar o projeto veio quando estava voltando para casa e achei um cachorro perdido na rua, perto de uma rodovia. Decidi interagir com ele, me apaixonei, trouxe para casa e chamamos ele de Lobo. Depois disso, a vontade de me dedicar à essa causa só cresceu. Posteriormente, contei a história a um grupo de três amigos e eles imediatamente se sensibilizaram e aceitaram participar desta iniciativa comigo”, conta a bauruense.

Assim foi criado o MiAudota, uma página do Instagram com o intuito de promover a adoção em Bauru e divulgar informações sobre este assunto.

Dessa forma, os amigos falam sobre animais que precisam de um lar e publicam vídeos educativos do mundo pet com a participação de protetores e profissionais da área.

Até agora já foram abordados nos vídeos os temas: castração, o papel dos animais na quarentena e a importância da adoção.


Lobo, o cachorrinho adotado por Yasmin. Foto: Divulgação

Adote um bichinho

O objetivo do MiAudota é funcionar como uma ponte que liga animais disponíveis para a adoção a pessoas interessadas em adotar.

Nesse sentido, o projeto divulga diversos bichinhos que necessitam de um lar, fornecendo para os candidatos a adotantes informações como: foto, idade, personalidade e saúde do pet (castração, vermifugação, vacinação e restrições ou doenças).

Os seguidores que souberem de animais disponíveis para a adoção também podem enviar fotos e dados destes pets para a divulgação.

A importância da adoção

Sobre a importância de adotar um bichinho, os membros do grupo reforçam que as ONGs de Bauru que fazem resgate muitas vezes não dão conta de abrigar todos os animais que precisam.

Ademais, apesar da crença de que mais pets foram adotados no período de pandemia, o integrante do grupo Rafael Terra, adverte:

De fato, a adoção se tornou mais frequente com as pessoas em casa, principalmente para aliviar a sensação de solidão que o isolamento social propicia. No entanto, não devemos nos ater a essa informação que é quantitativa, e não qualitativa. Porque com a pandemia aumentou também o número de abandonos, tanto por desinformação das pessoas, quanto por dificuldades financeiras. E, além disso, há o risco das pessoas se desfazerem dos pets ou deixarem de dar a devida atenção a eles quando o isolamento acabar”.

Por isso, Rafael salienta que a adoção deve ser responsável e que é uma maneira de exercer a solidariedade, a empatia e a compaixão, além de ser um ato de amor pelos bichinhos.

Serviço
MiAudota Bauru
Instagram: @miaudota.bauru 
Contato: @yasminfrank_, @manuoliver_ ,@carolinapfelix, @terrarafael

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Anne Hernandes
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Black Friday segura: dicas para fazer compras online sem cair em pegadinhas

Está chegando o dia cheio de descontos que todo consumidor ama: a famosa Black Friday irá …