João Marcos Martins Ferraz Silva, natural de Bauru, se mudou para os Estados Unidos há dois anos com sua esposa para estudar a língua inglesa e atualmente é uma das pessoas que já recebeu a vacina da Covid-19 no país.

O bauruense, que possui 66 anos, recebeu a notícia de que poderia realizar um agendamento para receber a primeira dose da vacina da Moderna no início da semana passada.

Segunda-feira (dia 28) eu estava vendo algumas notícias daqui e vi que as autoridades iam emitir uma nota a respeito da vacina no estado da Flórida. Eu estava com expectativa de surgir alguma coisa, porque nós sabíamos que os profissionais de saúde ligados diretamente à Covid e os idosos que moram em casas de repouso já estavam sendo vacinados e eu com meus 66 anos pensei ‘logo, logo chega minha vez’, conta.

Para a vacinação, primeiro foi necessário realizar um cadastro no site respondendo algumas perguntas e depois o agendamento. Assim, João foi vacinado no dia 29 de dezembro em um sistema drive-thru.

Neste dia, o bauruense diz que foi de carro até um centro de convenções da cidade, em que a entrada era controlada pelas placas dos veículos e pelos horários agendados nas carteirinhas de vacinação.

Sobre a experiência, ele revela:

Entramos em uma fila de carros, porque foi tudo drive-thru, não descemos do carro para nada. Depois de quase quatro horas chegamos no ponto de vacinação e veio uma pessoa nos atender. Então respondemos mais algumas perguntas a respeito de saúde e nos identificamos. Veio o profissional de saúde e fez a aplicação da vacina e pediram para que nós ficássemos ali fora no estacionamento por uns 15 minutos para ver se não haveria nenhuma reação adversa. Foi tudo bem tranquilo e normal, sem problema algum”.

Segunda dose já agendada

Sem nenhuma reação à vacina, o bauruense ainda conta que sua segunda dose já está agendada para o dia 26 de janeiro e que embora esteja parcialmente imunizado, continua tomando todos os cuidados para evitar o contato com a doença.

Continuo usando máscara, entro no mercado já com álcool em gel, saio e já uso também e quando chego em casa lavo minhas mãos. Então a vacina para mim representa um reforço da minha segurança e também das outras pessoas para não contrair a Covid-19”.

Quanto a sua esposa, Miriam Silveira, que o acompanhou em sua vacinação, João diz que ela aguardará seu aniversário de 65 anos que acontece no próximo dia 19 para também se vacinar.

Vacina da Moderna

A vacina da Moderna foi aprovada no dia 19 de dezembro nos Estados Unidos pelo Centro de Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) e no dia seguinte as doses já estavam sendo distribuídas pelo país.

Esta vacina, tal qual a da Pfizer, utiliza a tecnologia de RNA para induzir a resposta imune no corpo e precisa ser mantida a -20º C.

Compartilhe!
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Quadras de areia popularizam esportes de praia aproximando Bauru do litoral

Uma modalidade de esporte pouco comum no interior tem aproximado Bauru da praia. Mesmo com…