Com apenas 10 anos, a bauruense Carol Souza começou a alisar os cabelos, já que nem ela e nem sua mãe – que tinha cabelos lisos – sabiam como cuidá-los e penteá-los. A saga do alisamento químico durou até os 15 anos, quando, por falta de dinheiro, ela fez o procedimento no próprio cabelo, o que causou a queda dos fios.

Foi o basta para Carol deixar relaxamentos, progressivas e todas as químicas de lado. Este também foi um momento crucial para começar o processo de aceitação do seu cabelo natural. “Eu fiquei com muito medo. Caiu praticamente meu cabelo todo, fiquei com pouquíssimo cabelo, que começou a quebrar e deu um corte químico. Então virou uma chavinha e eu passei pela transição capilar, relembra Carol.

Com a mudança, Carol foi se apaixonando pelos seus cachos. Na época, ela trabalhava em um salão como manicure e, em casa, tinha o pai cabeleireiro como referência profissional. Cada um desses fatores foi essencial para ela se tornar uma incentivadora dos cabelos naturais e uma cabeleireira focada em cachos!

Resgatando a essência das cacheadas

Embora tenha começado a carreira como manicure, ao criar o próprio salão, Carol passou a se interessar pela parte de cabelos. Foi quando ingressou em cursos e especializações e se deparou com a mesma dificuldade que enfrentou no começo da adolescência.

“Todo curso que eu fazia, todo mundo finaliza os cabelos com escova, mas eu pedia para secar com o difusor. Eu já sabia o público que eu queria. Eu queria fazer cabelos cacheados, valorizar o cabelo natural, porque além de eu ter cabelo cacheado, eu sabia os malefícios da química”, comenta a cabeleireira.

A partir de especializações com profissionais renomados nas principais capitais do país, Carol abriu o “Deixa Cachear“. Mais do que um salão, o espaço recebe pessoas que querem dar um passo em direção ao processo de transição e também aprender a cuidar do cabelo natural.

“A gente que é cacheada sempre carrega alguns traumas, sempre têm uma história ruim sobre algo que já passamos em salão de cabeleireiro. Então eu quis ter um ambiente onde pudesse resgatar a essência do público cacheado, de voltar ao cabelo natural e dessa valorização.”

Deixa Cachear, vai!

Um fato muito comum entre quem alisa os cabelos há muito tempo é o de não conhecer os fios naturais, “Muitas ficam 20 anos fazendo química e não conhecem o cabelo”. Sobre o assunto, Carol esclarece que existem inúmeras curvaturas que vão de ondulado até crespo impermeável.

Sendo assim, cada um desses tipos devem ser tratados de formas diferentes quanto ao corte, a forma de cuidar e de pentear. Por isso, profissionais especializadas em cachos são fundamentais para ajudar com a singularidade de cada cabelo, já que, independente do processo, o objetivo é um só: ressaltar a identidade dos fios!

“O diferencial do salão especializado é saber cuidar de todas as curvaturas de cachos. Estamos aqui para dar respaldo para as clientes e ensinar a lidar com o cabelo”, diz Carol.

Dentre os serviços da Deixa Cachear estão todos os tipos de corte e tratamentos específicos para cachos. Inclusive, Carol fez questão de investir em um equipamento importado para potencializar os tratamentos. Assim, além de natural, os fios também ficam muito mais saudáveis.

Linha exclusiva de produtos para cachos

Que a paixão da bauruense pelo que faz é evidente, disso não temos dúvidas. Porém, ela também demonstra uma certa afinidade com o empreendedorismo. Além do salão, Carol criou uma linha de produtos específicos para cabelos cacheados, que também leva o nome Deixa Cachear.

A ideia de ir para esse ramo teve como ponta pé a dificuldade de encontrar marcas que ela realmente gostasse. Foram seis meses de estudo para criar o produto ideal com a ajuda de uma empresa especializada. A fórmula é exclusiva da Deixa Cachear e já completa quatro anos.

Nesse meio tempo, os produtos passaram por uma reformulação e hoje é uma linha vegana que atende desde os fios ondulados até os crespos. Entre esses, o mais vendido é o Modelador de Cachos.

“Temos o modelador de cachos, shampoo, condicionador, máscara de nutrição, um fluído para dar mais volume no cabelo. O princípio ativo do nosso produto é de nutrição, então ele tem manteiga de cupuaçu e óleo de castanha do Pará, é bem nutritivo, porque é o que o cabelo cacheado precisa”, explica a criadora dos produtos.

Calma no processo

Se você faz alisamentos, mas leu essa matéria até aqui, pode ser que esteja pensando nos seus cabelos naturais. Então, nesse momento, Carol sugere calma. Para ela a aceitação não surge do dia para a noite, é um processo.

“Você precisa se aceitar. Não querer ter o seu cabelo cacheado pode ser uma opção para você, tem quem goste do cabelo alisado. Ótimo, a gente aceita isso também. Mas é triste você não gostar do seu cabelo porque ele é volumoso ou porque as pessoas vão falar que seu cabelo não é bonito. Aqui a gente tem o máximo de respeito e explicamos isso para a cliente desenvolver essa aceitação, finaliza.



publieditorial

Serviço
Deixa Cachear
Endereço: Rua Antônio Alves, 34-51, JD. Aeroporto
Horário de atendimento: de terça a sábado, das 9h às 19h
Telefone: WhatsApp (14) 99161-2525 / (14) 3010-0669
Facebook: Deixa Cachear Bauru
Instagram: @deixacachearbauru | @caroldeixacachearbauru

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauruense participa de quadro “The Wall” no Caldeirão do Huck que vai ao ar neste sábado (27)

Conhecido como “The Wall“, o quadro do programa Caldeirão do Huck, da TV Globo…