A pandemia mudou a moda. Devido às atuais circunstâncias, o consumidor se viu obrigado a repensar o jeito de se vestir. “Podemos dizer que estamos aprendendo a viver novamente. Padrões de  comportamento, modos de consumo e prioridades estão diferentes”, diz Luan Martins, estudante de Produção de Moda do Senac Bauru. 

Ele integra uma turma que resolveu abordar essas mudanças em um projeto de moda, parte do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Segundo a proposta, duas mudanças profundas – o impacto no vestuário devido a salários menores e home office e a combinação das peças com máscaras, face shields e outros novos elementos – afetaram os hábitos de compra de roupas e acessórios.

Ainda segundo o grupo, desde a Segunda Guerra Mundial a moda não sofria consequências tão drásticas e tão rapidamente. “Ocorreram mudanças significativas do dia para a noite, que fez com que a sociedade passasse a questionar e ressignificar vários pontos, inclusive a moda”, comenta Luan.

Nesse sentido, o portal The Business of Fashion afirma que o movimento atual na área é de reinvenção. Assim, com o trabalho, a equipe do Senac demonstra a ligação entre moda e comportamento, o jeito de se vestir e o momento atual.

“Moda é atitude e atitude é comportamento. Quando adquirimos uma nova roupa, não estamos apenas comprando a peça, estamos apostando também no que ela representa. A moda é influenciada pelos desejos das pessoas e esses desejos mudam conforme o tempo e as necessidades pessoais de cada um ou cada grupo, fazendo com que a moda mude também”, finaliza o estudante. 

Editorial de moda e fashion film

Para abordar essa transformação, a turma do Senac Bauru vai realizar um editorial de moda (conjunto de fotos) e um fashion film (vídeos curtos) que serão publicados nas redes sociais. Nessas peças visuais, as roupas serão combinadas com novos acessórios, como máscaras, luvas e face shield. 

Como explica Luan, a proposta é representar como o jeito de se vestir influencia diretamente a sociedade. “Vamos trazer a evolução da moda durante a pandemia, representando de forma mais criativa e artística as mudanças na hora de se vestir para sair de casa. Além do estilo e da estética, agora também temos que nos preocupar com a nossa proteção”.

A produção vai acontecer neste domingo (28) e no dia 4 de abril será divulgado no Instagram da turma (@tpm014), e no Facebook e canal do YouTube deles.

Somando ao conceito, a proposta também agrega conceitos do contexto atual. O casting será formado por quatro modelos fora dos padrões do mercado da moda e as roupas serão da Brechó Afromix e a Bella Tocca, empresas que trabalham com os ideais de sustentabilidade e inclusão.

Veja como ajudar

Portanto, a equipe usa a moda como meio de comunicação para defender pautas positivas e conscientizar o público. “O que queremos passar para o espectador é que a moda vai além de apenas produzir, vender, comprar e usar um produto. Queremos deixar expresso no editorial que a moda foi feita para todos e está se reinventando como sempre faz em momentos de crise”, comenta Luan.

Com essa mensagem, o grupo busca apoio para custear a produção. Eles estão vendendo 3 rifas, sorteando um vale compras na BellaTocca Plus, uma peça do Atelier Miscelânea e uma pizza da Pizzaria Amare. Para comprar as rifas ou apenas doar, é só entrar em contato pelo Whats App (14) 99644-1513, e falar com a Suellen Reis.  

Eles estão arrecadando dinheiro até esta quinta-feira (25).

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Raphael Bonini
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Sociedade Amigos da Cultura de Bauru oferece oficinas gratuitas para bandas

A Sociedade Amigos da Cultura (SAC) promove duas oficinas gratuitas e online no mês de abr…