Considerando que mais da metade da população brasileira está acima do peso e como a obesidade pode provocar inúmeras outras doenças, o Dr. Tiago Paulino Vilela entendeu a importância de combater o problema.

Por isso, o médico se especializou em gastrocirurgia e direcionou sua atuação para ajudar pessoas com obesidade. Nesse sentido, ele acompanhou todos os avanços na área e viu os tratamentos médicos se tornarem cada vez mais conhecidos e especializados. 

Um desses procedimentos é o balão intragástrico, existente há três décadas, mas que progrediu nos últimos anos. E se o nome parece simples, é porque é mesmo. É realmente um balão de silicone inserido no estômago. 

A introdução é feita por endoscopia, ou seja, com o paciente ainda meio consciente, o procedimento dura apenas 30 minutos. O balão vai vazio e depois é preenchido com um líquido colorido (a cor pode variar). A maioria é preenchido com 700 ml, embora possa chegar a 1,1L.

O líquido serve para monitorar o uso. “Se por acaso o balão romper, o corpo absorve e expulsa. Aí a pessoa faz xixi azul [da cor do líquido]. Dessa forma conseguimos saber que o balão rompeu ”, informa o Dr. Vilela.

O que significa ter um balão intragástrico na barriga? 

Que você vai perder peso. Como ele preenche o estômago, a sensação é de que você está sempre cheio e fica com menos fome. É um tratamento que pode durar seis meses ou um ano, embora possa ser retirado a qualquer momento.

Portanto, é um procedimento menos invasivo, simples de colocar e retirar, e de baixo risco. E mais: pode ser feito várias vezes. “Quando retira, seu corpo fica igualzinho como quando você colocou. O estômago não diminui de tamanho. Você pode pôr quantas vezes quiser na vida”, comenta Tiago.

Ajuda contra a obesidade

Se a ideia de perder peso com um procedimento simples parece ideal para todo mundo, é importante esclarecer que ele é feito para ajudar quem sofre com obesidade. “Hoje, a maior parte dos pacientes põe para não ir para a cirurgia bariátrica”, resume o gastrocirurgião.

Primeiro porque os efeitos, principalmente nos primeiros dias, são fortes. “O início é ‘ruinzinho’, o estômago dói. A sensação é de que você comeu o tempo inteiro, e não desceu e está ali aquele negócio”, comenta ele. “Ninguém está acostumado a ficar cheio 24h por dia”.

E segundo porque provoca uma redução de peso considerável. Segundo o Dr. Vilela, os pacientes chegam a perder 20% do peso corporal. Por isso, enquanto para os obesos o tratamento não gere problemas, para outras pessoas pode ser um perigo, levando à desnutrição.

Portanto, a recomendação do balão intragástrico é específica. “É um procedimento para tratar uma doença, não é estético”, esclarece o médico. 

Reeducação alimentar

Nesse sentido, como trata de obesidade, o balão intragástrico serve como mais um procedimento que deve acompanhar uma mudança de estilo de vida. Ou seja, não faz milagre. É preciso reeducação alimentar. 

“Para a cabeça entrar no eixo e falar: eu tenho um problema de saúde que se chama obesidade, então eu tenho que me acostumar com ele e passar a vida inteira comendo certinho”, alerta Dr. Tiago.

Por isso, o balão é um passo dentro de um tratamento maior. Inclusive, o gastrocirurgião sugere uma equipe multidisciplinar para lidar com a obesidade, com psicólogo para ajudar a controlar a compulsão, nutrólogo para ensinar a comer, nutricionista e educador físico.

Além dos especialistas, a própria família precisa contribuir com o paciente para garantir um melhor resultado. “Não adianta você só pôr o balão e achar que vai emagrecer. No início você pode até perder, mas não vai resolver o problema”, garante o doutor. 

Como é a consulta

Antes de decidir pelo balão intragástrico, o primeiro passo é fazer uma consulta. É lá que o Dr. Vilela vai te indicar as melhores opções da gastroenterologia para perda de peso, entre a cirurgia bariátrica, o tratamento hormonal e procedimentos como o balão.

Nesse momento, algumas questões são consideradas. Não é recomendado para crianças ou pessoas acima de 65 anos, e contraindicado para quem fez cirurgia no estômago ou tem hérnia de hiato, úlcera ou câncer. 

Após a implantação do balão, o paciente vai para casa. “O pior período é nos primeiros dias, onde é recomendável até se hidratar pelas veias. Depois o estômago acomoda”, comenta Dr. Tiago.

Em casa, o paciente começa com uma dieta líquida, passa para o pastoso até poder comer os sólidos, quando o corpo começa a se acostumar ao balão. Durante todo o uso do balão intragástrico, o médico acompanha o andamento da redução de peso.

Outros procedimentos além do balão intragástrico

O Dr. Tiago Vilela atende duas vezes por semana na Clínica Fukoshima, no Centro Empresarial Getúlio Vargas. Especializado em gastroenterologia, o foco dele são cirurgias e procedimentos para tratamentos de problemas na área. 

Além da colocação do balão, o médico faz endoscopias para todas as idades. Realiza também cirurgias de hérnia, bariátrica, vesícula, cólon, intestino, estômago, hérnias, vesícula biliar, hemorróidas e câncer, e tratamentos de gastro, gastrite, úlcera, verrugas anais, parede de esôfago e cirrose. 

Cirurgias contra obesidade

Nascido em Rondonópolis-MT, o Dr. Tiago Paulino se mudou para Marília para estudar medicina. Passou por Ourinhos e Ribeirão Preto antes de voltar a Marília para a residência de cirurgia do aparelho digestivo. Finalizados os estudos, iria voltar para o Mato Grosso, mas não conseguiu deixar a nossa região. “Você se acostuma, não tem jeito. É difícil largar isso aqui”, brinca.

A chegada em Bauru foi no início de 2019. Veio para atuar no hospital São Francisco e na Beneficência Portuguesa, e depois passou a atender em consultório.

Desde que entrou na faculdade, a ideia era ser cirurgião. A atuação na gastrocirurgia veio quando começou a enxergar a obesidade como uma das doenças mais perigosas dos últimos anos.

Nessa área, ele vê a mudança de vida das pessoas. “Você melhora a doença, diminui a mortalidade e o quanto que a pessoa se adoece. Ela começa a melhorar mais rápido das doenças. Então é onde fica legal para tratar o todo”, comenta o médico.

Segundo o doutor, a confiança muda. “Não estou nem falando de auto-estima, de estética, porque tem muito paciente obeso com autoestima espetacular. Mas eles começam a ficar preocupados com qualquer doença. E aí se sentem mais seguros quando começam a perder peso”, comenta ele. E no final de tudo, esse é o objetivo dele: cuidar da saúde.

publieditorial

Serviço
Doutor Tiago Paulino Vilela
Endereço: Centro Empresarial Getúlio Vargas. Avenida Getúlio Vargas, 18-46. Sala 507
Horário de funcionamento: De segunda à sexta, das 8h às 18h (marcar consultas). T erça-feira, das 14h às 18h, e sexta-feira, das 8h às 12h (atendimento)
Telefone: (14) 99677-3003
Site: www.tiagovilela.com.br
Instagram: @drtiagopaulinovilela
Facebook: /drtiagopvilela

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Raphael Bonini
Carregar mais em Saúde e Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Médico de Bauru especializado em cirurgias da face relata aumento da procura por rinoplastia

Foto, vídeo, stories, reunião online! Nos últimos tempos estamos a todo momento lidando co…