Preocupadas com o aumento da fome na região de Bauru, o Coletivo Raízes do Baobá Negras e Negros e a Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB) se juntam à campanha nacional ‘Tem Gente com Fome’, da Coalizão Negra por Direitos para receber doações. 

O objetivo é distribuir cestas básicas, produtos orgânicos, EPIs e material de higiene, além de ajudar idosos a irem a postos de vacinação e promover conscientização sobre medidas de distanciamento social.

No Brasil, a campanha nacional ‘Tem Gente com Fome’ arrecadou, até o momento, 7,5 milhões de doações. Para o grupo Raízes do Baobá aqui em Bauru, foram destinadas 100 cestas básicas contendo alimentos, materiais de higiene e produtos orgânicos.

Essas doações foram entregues nos dias 24 e 25 de abril para as famílias atendidas, que vão receber esse apoio durante três meses.

O Coletivo Raízes do Baobá possui um cadastro de famílias em situação de vulnerabilidade nas cidades de Jaú e Bauru, sendo a maior parte liderada por mulheres negras, mães solo, desempregadas, empregadas domésticas, diaristas e vítimas de violência, além de incluir pessoas com deficiência e LGBTQIA+.

Apesar dessa entrega, o grupo continua recolhendo doações. Para contribuir com o coletivo, entre em contato pelo e-mail [email protected] Para doar à campanha nacional, acesso o site da ‘Tem Gente com Fome’. Empresas interessadas em apoiar a campanha também podem entrar em contato para saber como apoiar com insumos ou logística.

Fome é maior entre famílias negras chefiadas por mulheres

Em 2020, devido à pandemia da Covid-19, o Brasil voltou a ter 9% da população em situação de insegurança alimentar grave, o que equivale a mais de 19,1 milhões de brasileiros, o maior índice desde 2004. 

Um estudo nacional feito pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional concluiu que mais de 10% dos lares de pessoas negras enfrentam insegurança alimentar grave. Ou seja, uma em cada dez famílias negras contatadas pela pesquisa enfrentam a fome.

“A pandemia do coronavírus nos apresenta um cenário assustador de aumento da desigualdade social, onde as principais vítimas são as mulheres negras, que estão sem renda, sem acesso ao mercado de trabalho e, com a redução do auxílio emergencial no país, a alimentação básica de suas famílias está comprometida. Por isso, nossa ação tem como foco prioritário as mulheres negras”, explica Kátia Souza, integrante do Coletivo Raízes do Baobá e da AMB.

Sobre o coletivo ‘Raízes do Baobá Negras e Negros’

O Coletivo Raízes do Baobá Negras e Negros, que representa a Coalizão Negra por Direitos nas cidades de Jaú e Bauru, tem como objetivo realizar o enfrentamento ao racismo estrutural, machismo, lgbtfobia e todas as formas de opressão que vitimizam a população negra, tendo como focos prioritários: mulheres, juventude e LGBTs. 

As ações do coletivo são realizadas através da incidência nos territórios periféricos buscando atender e socorrer as principais demandas. Neste momento, a fome é a mais urgente.

Sobre a campanha ‘Tem Gente com Fome’

Lançada em março deste ano, Tem Gente com Fome é realizada pela Coalizão Negra por Direitos, Anistia Internacional, Oxfam Brasil, Redes da Maré,  Associação Brasileira de Combate às Desigualdades, 342 Artes, Nossas – Rede de Ativismo, Instituto Ethos, Orgânico Solidário e Grupo Prerrogativas. A campanha de financiamento coletivo visa atender 224.895 famílias em todo o país.

Compartilhe!
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Aniversário de Bauru: veja 125 curiosidades sobre a cidade

Bauru completa 125 anos hoje (1°). Para celebrar a data, que tal uma lista? Preparamos um …