Se você não vai à barbearia, a barbearia vai até você. O Roberto Júnior preferiu seguir um caminho diferente da tendência de investir em um espaço. Para ele, o ambiente mais confortável e capaz de oferecer a melhor experiência de corte de cabelo é a própria casa do cliente.

O bauruense enxergou essa possibilidade em Curitiba, onde morou por dez anos. Por lá, via manicures e cabeleireiras irem até a casa das clientes e pensou: por que não para os homens? “Além disso, eu olhava também o ambiente das barbearias vintage e pensava em como seria para o cliente receber essa experiência dentro de casa”, conta.

Quando decidiu seguir a paixão de trabalhar com o mercado de estética em 2015, já de volta a Bauru, ele mergulhou em estudos, planejamento e investimento em tecnologias. “Eu comecei uma imersão de treinamento e capacitação para entender a nova roupagem da barberia. Queria entender as tendências e como o mercado estava respondendo a tudo isso”, diz Roberto.

Exigente e estudioso, passou três anos se preparando para lançar o serviço, definindo como conseguir entregar qualidade, tecnologia e comodidade. Foi quando identificou um público que não quer sair de casa, pessoas com problemas de mobilidade e empresários ocupados.

Assim, em 2018, lançou a RJ Studio Vintage. Com a maleta preta que tem a marca dele, um espelho iluminado e a capacidade de armazenar desde a tesoura, máquina e navalha aos óleos, hidratantes e qualquer produto necessário para o corte de cabelo, Roberto consegue oferecer diversos serviços de barbearia dentro da casa do cliente.

Uma barbearia na sua casa

Dessa forma, a ideia é estabelecer uma relação de confiança e oferecer toda a experiência da barbearia no ambiente natural do cliente. “Quero encantar o meu cliente, por isso faço tudo para levar uma experiência agradável”, afirma. 

“Não é um atendimento para ‘quebrar o galho’. Eu quero gerar a experiência completa dentro do lar da pessoa, como se ela estivesse dentro de uma barbearia. Até muda o cheiro do lugar. O corte acompanha a sensação do ambiente”, explica o barbeiro.

A única diferença dos salões de beleza é o cabelo no chão. Com o aspirador de pó em mãos, a primeira coisa que o bauruense faz após terminar o corte do cabelo é limpar o local.

“Deixar a casa limpa é o mínimo para mim”, conta. “Ainda assim, é uma coisa simples que encanta as pessoas. Elas veem o aspirador e acham ótimo. E, para mim, é uma coisa tão natural, já que faz parte da experiência que quero passar. Sempre fecho o atendimento com a limpeza e a higienização do local”.

Cuidados com a higiene

Assim, o primeiro desejo do Roberto é transmitir confiança. “Eu sei que as pessoas ficam relutantes em abrir as portas da casa”. Por isso, ele incentiva os clientes a buscarem recomendações e “conversarem com outros clientes meus”.

Barbearia em domicílio

Nesse sentido, o boca a boca tem sido a melhor ferramenta de divulgação dele. Segundo Roberto, entrar na casa do cliente facilita uma relação de familiaridade e o batepapo com ele vem fácil. Isto é, soma a experiência da barbearia, a interação pessoal e o atendimento profissional.

“Sabe aquelas pessoas que chamam as profissões de ‘meu’ não-sei-o-que? Meu médico, meu clínico geral, meu advogado. Acaba se tornando íntimo. Eu tenho sido agraciado com o pessoal falando ‘o meu barbeiro’. Eu acho isso muito bacana”, diz ele.

Além disso, a higiene é outra característica da RJ Studio Vintage. Quando a pandemia começou, Roberto já era expert no serviço em domicílio. Mesmo assim, aumentou os protocolos de biossegurança. Inclusive, a entrevista com ele só começou após passarmos álcool em spray nos sapatos e em gel nas mãos. 

Barbearia em domicílio

“Tem sido um destaque meu nesse último ano. São medidas que estão abrindo portas, justamente porque aumenta a confiança das pessoas em mim. Os clientes indicam destacando a higiene dos equipamentos e a segurança em saúde”, relata.

A maleta de Roberto Júnior

Com a maleta em mãos, o Roberto Júnior faz barba, cabelo e bigode em qualquer ambiente. “Basta uma cadeira”, resume ele. “No máximo, caso o cliente queira ver enquanto eu faço o corte, um apoio para o espelho da maleta”.

Barbearia em domicílio

Da mesma forma, vai a ambientes residenciais e corporativos, nos quais os profissionais autônomos têm sido os principais clientes. “Eu tenho atendido advogados, médicos, dentistas. São profissionais liberais que muitas vezes não têm tempo de ir ao barbeiro, mas encontram um tempinho na agenda para me receber e cuidar da aparência”, diz Roberto.

Desse modo, o bauruense consegue oferecer todos os tipos de corte masculino para qualquer cabelo e aplicando diversas técnicas, fazer a barba e aparar a sobrancelha. Atendendo Bauru inteira sem cobrar o deslocamento, os horários são agendados.

Barbearia em domicílio

Ademais, na maleta, também leva produtos como hidratantes, óleos, pomadas, balm e cera para colocar em cabelo e barba. Além de aplicar e ensinar como usar, ele também vende esses itens.

Tratamentos com ozônio

Além do corte, o barbeiro também faz ozonioterapia capilar em homens e mulheres e barboterapia com o vapor de ozônio. Em quatro sessões, Roberto passa o vapor de ozônio por 15 minutos. 

O produto penetra no cabelo, pelos e pele, abre os poros, tira fungos, hidrata, dá brilho, estimula o metabolismo celular e revitaliza as células. Portanto, segundo o barbeiro, é um tratamento que pode interromper a queda de cabelo, revitalizar os fios e combater problemas como caspa.

“O cabelo e a barba ficam com a aparência de elegância, além de limpar a pele”, resume o bauruense, ao comentar que o produto não tem contraindicação a nenhum tipo de cabelo. “Os pelos ficam muito mais bonitos, saudáveis e brilhantes. Deixa um aspecto mais vivo também”.

Além das sessões de 15 minutos, o tratamento também acompanha o cronograma e a demonstração de como usar os produtos – shampoos e pomadas – que fortalecem o trabalho do vapor de ozônio.

Barbearia é uma arte

O sonho do Roberto de trabalhar com barbearia, concretizado em Bauru, começou quando ele ainda morava em Curitiba. Um ano depois de chegar na capital paranaense em 1999, fez um curso de cabeleireiro. 

Embora não tenha colocado em prática na época, ficou o amor pela barbearia. Roberto enxerga na área uma forma de cuidar das pessoas. O foco nos detalhes, a preparação, a conversa, as técnicas, os estudos e o investimento em equipamentos são exigências que faz a si mesmo.

Nesse sentido, até o deslocamento do Roberto até a casa do cliente faz parte do serviço. “Eu já vou no caminho mentalizando como vai ficar o corte”, fala ele. A prioridade do bauruense é o primor da beleza, já que, para ele, a barbearia é uma arte. “Eu quero entregar a melhor versão da pessoa”. Conversar com o Roberto é sentir na prática a ligação entre corte de cabelo e ofício artístico. 

Primeiramente, pelas citações a referências e inspirações do estilo dele, principalmente quatro nomes. “São os meus pilares na área”, afirma ele. São eles Diogo Yuba e William Anselmo, “artistas” da Sebastian, Rodrigo Matos da Barbearia Bauru e o Leandro Paixão, professor dele. 

“Eu gosto sempre de falar o nome deles, pois eles merecem todo o crédito. Eu só tenho conseguido algum êxito, porque tenho esse suporte de amizade e técnica por trás. São pessoas que me incentivam e me empurram para frente”. 

Em seguida, fala de estilos de corte como se fossem movimentos artísticos, do old school e vintage ao modernos. É uma aula de barbearia. Dessa forma, mostra também paixão pela área. “Tudo o que faço é regado, primeiramente, por muito amor. Meu segredo é trabalhar com dedicação, carinho e empenho. Com isso, tenho ganhado reconhecimento e estou cada dia mais feliz com isso”, finaliza.

publieditorial

Serviço
RJ Studio Vintage
Horário de atendimento: De terça a quinta, das 9h às 19h, sexta e sábado, das 9h às 21h, e domingo, das 10h às 18h
Contato: (14) 99662-2112
Instagram: @rjbarbeariavintage

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Raphael Bonini
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Empreendendo pela 1ª vez, farmacêutica de Bauru explica como medicamentos podem ser manipulados sob medida

O conceito de “farmácia” é consolidado como o lugar onde se compra remédios caso algo não …