Quem acompanha o Social Bauru há algum tempo conhece a trajetória de Cláudio Massad. Bauruense e atleta paralímpico de tênis de mesa, ele já participou de diversas competições. No entanto, um obstáculo sempre o acompanhou: patrocínio.

Além de se dedicar aos treinos e focar no desempenho, Cláudio também divide seu tempo com a procura por apoio financeiro para que possa participar de competições fora do país. Sendo assim, o mesa-tenista conta com o apoio da família, dos amigos e dos fãs para fazer o que mais gosta, representar Bauru e o Brasil no tênis de mesa.

Para nossa equipe, esse apoio ficou ainda mais evidente quando recebemos o e-mail da Gabriela Souza, que se apresentou não só como captadora de recursos, mas também como fã de Cláudio Massad. Fomos tão impactados pelas palavras da Gabi que, em vez de escrever uma matéria como sempre fazemos, resolvemos colocar a carta aqui.

Leia abaixo na íntegra:

“Boa Tarde! Tudo bem?
Sou a Gabriela Souza, Captadora de Recursos, da Repensar Consultoria e fã do Cláudio Massad.
Ele me pediu para contar como surgiu a ideia da Vakinha para a seletiva da Eslovênia.
Pois bem… Rsss!

Sou Atleta, Captadora de Recursos para causas sociais e ativista/membro do Movimento por uma Cultura de Doação no Brasil.

Minha amizade com o Cláudio surgiu em campeonatos e também pela amizade em comum com minha irmã Tati Souza, ex-atleta de tênis de mesa.

Como estou sempre antenada quanto a editais de empresas investidoras no esporte por conta da profissão, sempre que vejo uma oportunidade envio para meus colegas e amigos de clubes. Pois sei o quanto é difícil ser atleta no Brasil e a diferença que faz ter subsídios de terceiros e sentir mente livre pra se dedicar somente ao esporte, não precisando se preocupar em como conseguir dinheiro para participar das competições.

O Cláudio é uma pessoa que cativa o carinho das pessoas, por isso enviei pra ele o material referente ao edital que iria acontecer em poucos dias, pois sabia que poderia ajudá-lo de alguma forma. Ele me retornou e contou toda a dificuldade que estava enfrentando para conquistar novos apoiadores e que precisava de ajuda para angariar recursos para se manter como atleta de alto rendimento, pois conforme avançava o nível das competições o dispêndio também se tornava maior.

Nesse momento meu coração vibrou e eu precisava ajudar um amigo que lutou muito para chegar aonde estava. Caraca ele está se preparando para uma seletiva para as Paralimpíadas.

Sou uma pessoa que acredita muito que tudo é possível a partir do momento que partilhamos as nossas dificuldades e conquistamos apoiadores para nossa causa. O esporte é uma paixão muito grande na minha família, meu pai é atleta aposentado, eu, minha irmã e meus filhos somos apaixonados pelo tênis de mesa, me senti muito à vontade para disseminar as dificuldades que os atletas enfrentam para estar ali em pleno condicionamento físico para as competições. Porque, para o público, só chegam os louros quando uma medalha importante é conquistada, mas o percurso e as dificuldades financeiras para chegar até ali ficam na penumbra.

O dia que o Claudio me contou que pensava em desistir de participar da seletiva para a Paralímpiada de Tóquio por motivos financeiros foi o ápice da minha indignação. Eu como atleta de tênis de mesa, sabia o quando ele tinha investido para estar ali e o quanto abandonar tudo aquilo significaria na vida dele. Ele pediu minha opinião sobre o que deveria fazer… Sem pensar muito disse a ele, nós vamos conseguir esse dinheiro! Rsss

Nós, como equipe, eu na captação e o pessoal da VM3, Felipe Valim e Giovanni Mársico no Marketing, não queríamos somente pedir ajuda, o nosso objetivo com a campanha é trazer a tona um problema real que os talentos brasileiros enfrentam para estar nas competições de elite.

E o Cláudio, generoso como sempre, quis contribuir com os atletas da modalidade e pessoas comuns que precisam superar os limites no cotidiano, com todo sua resiliência e experiência em se manter firme em um objetivo. Afinal ele tem muita bagagem para oferecer conteúdo de valor.

Criamos contrapartidas para quem quiser nos apoiar nessa empreitada: vakinha.com.br/vaquinha/meu-sonho-esta-logo-ali-do-outro-lado-do-mundo-em-toquio.

A mensagem que queremos deixar com a campanha é que nenhum sonho está longe o bastante quando temos pessoas que acreditam em quanto batalhamos para estar lá. O apoio se torna uma forma de reconhecimento e claro que contribuir com o que temos de melhor é uma forma de partilharmos algo incrível. Um sonho, sendo realizado por intermédio de várias pessoas não tem preço, assim como o sonho Paralímpico.

E pelo que parece, a comunidade do tênis de mesa captou muito bem a mensagem em menos de uma semana já chegamos a 20% do total proposto da campanha. Isso é maravilhoso!

Estamos felizes com o resultado e esperamos que até o final da seletiva, vamos conseguir arcar com 100% das despesas do Cláudio e ainda voltar com a sonhada vaga para a Seleção Brasileira Paralímpica e se Deus quiser voltar com a medalha olímpica inédita de Tóquio!

Já que é pra sonhar, preferimos sonhar GRANDE!

O Cláudio tem muito potencial para tudo isso, e uma comunidade de fãs que acredita muito nisso, a vaquinha tem mostrado isso e é maravilhoso contar com todo esse apoio.

E desde já, gratidão pela oportunidade de partilhar essa linda história.

Atenciosamente.”

Vakinha para Cláudio Massad

Se você leu até aqui, tenho certeza que foi tocado pela história. Então só para reforçar, ainda dá para ajudar o atleta bauruense a competir por uma vaga nas Paralimpíadas de Tóquio em 2021. Os interessados em patrocinar Cláudio Massad, pode entrar em contato pelo telefone (14) 991109889 ou e-mail ([email protected]).

Outra forma de ajudar é doando a partir de R$30,00 no site: vaka.me/2067451.

Compartilhe!
Carregar mais em Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Sesi Vôlei Bauru tem duas jogadoras convocadas para a Seleção Brasileira

Duas jogadoras do Sesi Vôlei Bauru foram convocadas pelo técnico José Roberto Guimarães pa…