Nápoles, Itália. A “nova cidade”, como indica ao pé da letra a tradução de sua origem – neapolis, respira a brisa do mar Tirreno e guarda consigo histórias, tradições e expressões culturais hoje reproduzidas no mundo todo.

Um oceano e mais alguns quilômetros separam Nápoles de Bauru. Por aqui, o anoitecer na rua Araújo Leite indica ao chef irlandês Ronan Commins e sua esposa, Ariane Cherubim, que está na hora de começar a aquecer a lenha. No forno, já é possível ouvir o estalo das labaredas, junto com as músicas, escolhidas a dedo.

Não demora muito e o ambiente é preenchido por mais uma particularidade: o aroma. Este é bem específico, de massa perfumada. Aqui, já é quase impossível não ficar com água na boca.

As luzes baixas evidenciam a decoração. Os tijolinhos e mensagens nas paredes ajudam a relembrar Nápoles, e mostram que a distância entre as duas cidades nunca foi tão curta.

Quando a primeira pizza sai do forno, é fácil saber – ela está ali, à vista, bem perto, já que os clientes podem se sentar em volta do forno e acompanhar cada passo do pizzaiolo.

Depois de posta na mesa, é possível ter consigo um pedaço de autenticidade. Desenhada especialmente para encaixar entre os dedos, comer com as mãos é o que faz a vivência ainda mais imersiva.

Mesmo diante de tantos acontecimentos, o ápice da noite é o fim do processo. A primeira mordida consolida a experiência e presenteia o paladar com um sabor único e cultural.

A verdadeira pizza napoletana

A 430 Gradi é uma pizzaria especializada em pizza napoletana, e esse feito só é possível com o cumprimento de um rigoroso padrão de preparo e qualidade. A unidade de origem da franquia, em Jundiaí, é certificada pela AVPN (Associazione Verace Pizza Napoletana) e aqui em Bauru todos os procedimentos também são respeitados.

Além disso, a arte de fazer pizza napoletana é tombada como patrimônio imaterial da humanidade e protegida pela UNESCO.

A fermentação da massa deve ser longa, durando cerca de 24 horas. Ou seja, ela é preparada no dia anterior e deixada em uma câmara de descanso. Esse processo deixa a pizza mais leve e saborosa, devido ao processo químico que ocorre neste período. Essa técnica é utilizada há milhares de anos, e está voltando nos dias de hoje pela qualidade que dá aos preparos.

A massa deve ser produzida somente com água, fermento (natural e/ou biológico) e farinha italiana 00. No preparo, ela deve ser aberta com as mãos, para que o ar vá para as bordas e estas fiquem aeradas e fofas, com um ou dois centímetros.

Essa preparação faz com que ela seja mais elástica do que a das pizzas convencionais. “A ideia é você pegar e comer a pizza com as mãos, como na cultura italiana. Nós teremos talheres à disposição para quem quiser, mas comer com as mãos faz parte da experiência, explica o casal.

O diâmetro da pizza não pode ultrapassar 30 cm e, por isso, ela é sempre individual. A farinha, os tomates e o azeite utilizados na receita são importados da Itália.

Os 430ºC do nome da pizzaria não são à toa (“gradi” significa “graus”, em italiano). A temperatura altíssima também é a responsável por assar a pizza num intervalo de 60 a 90 segundos. Até mesmo o forno do local é feito nos padrões de Nápoles, pela única fabricante certificada pela AVPN (Associazione Verace Pizza Napoletana) na América Latina.

O propósito da pizza de Nápoles é o equilíbrio entre massa, molho e recheio, onde nenhum se sobrepõe ao outro.

“Esses detalhes, parece que não, mas fazem toda a diferença”, comenta Ariane.

Toque brasileiro

Ainda que seja uma receita típica italiana, a 430 Gradi não deixa de dar um toque brasileiro especial às suas receitas. Ingredientes como melado de cana e linguiça caipira também fazem parte de alguns sabores da casa.

Bar: a segunda estrela

Além da tradicional pizza napoletana, um outro destaque do novo espaço é o bar. De acordo com os proprietários, as bebidas também fazem parte da experiência. “O bar é parte importante da pizzaria, e tem produtos de altíssima qualidade”, destaca Ronan.

No menu estão cervejas nacionais, artesanais e importadas como Goose Island, Hoegaardeen e Leffe. As mais tradicionais não ficam de fora, e marcas como Stella Artois e Heineken também estão na lista de consumo.

A 430 Gradi também tem a produção da sua própria cerveja pilsen, que sai de Jundiaí em direção às unidades de todo o Brasil.

O local oferece um seleto cardápio de vinhos, vindos de países como Argentina, Itália e Chile. Os drinks, alguns tradicionais e outros exclusivos da franquia, se destacam e complementam a lista.

Além disso, os clientes podem consumir drinks não alcoólicos, refrigerantes e sucos.

Mix de sensações

O intuito da 430 Gradi é trazer os clientes para o salão e aguçar os cinco sentidos de formas diferentes, buscando tornar a visita inesquecível. Para isso, o espaço foi todo pensado e organizado por profissionais de dentro e fora do nicho gastronômico.

Amor à primeira mordida

O amor do casal pela pizza napoletana começou na unidade de origem da franquia, em Jundiaí. “A gente sempre gostou de sair para jantar e conhecer lugares diferentes. Então o Ronan viu a propaganda dessa pizzaria e nós fomos”, conta Ariane.

“Foi na época em que eles ganharam um prêmio e ficaram entre as 50 melhores pizzarias napoletanas fora da Itália, completa Ronan.

A primeira experiência foi tão satisfatória que inspirou o casal a abrir sua própria unidade. “É pra ser uma experiência completa, que foi o que nos agradou. Você olhar o entorno e gostar do ambiente, da música e da pizza, se sentir bem com tudo em equilíbrio, é o que queremos trazer para os nossos clientes”, descrevem.

Além da família de Ariane estar em Bauru, a decisão de vir para cá também foi influenciada pela procura por uma cidade mais calma e com melhor qualidade de vida.

A ideia já estava “no forno” desde 2019. No início de 2020, o casal, que morava em São Paulo, já estava com quase tudo certo para trazer a 430 Gradi para cá. No entanto, a pandemia adiou os planos para 2021. A data da inauguração será anunciada no Instagram da pizzaria, e deve ocorrer no dia 23 de junho.

publieditorial

Serviço
430 Gradi
Endereço: Rua Araújo Leite, 34-59
Horário de funcionamento:

  • Até 30/06 (decreto municipal): De terça a domingo, presencialmente das 17h às 19h15 (últimos pedidos), e das 20h às 22h (drive-thru)
  • Horário padrão: De terça a domingo, das 18h às 00h

Contato: (14) 3223-2656
Site: www.430gradi.com.br
Instagram: @430gradi.bauru
Facebook: /430gradi.bauru

Compartilhe!
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Mais de 30 restaurantes já estão confirmados no Prêmio Impera de Gastronomia; inscrições vão até dia 31

Desde o início de maio, o Prêmio Impera de Gastronomia está com inscrições abertas para es…