Na última segunda-feira (5), os moradores da cidade de Bauru, interior do estado de São Paulo, foram surpreendidos por uma frente fria desconhecida. Restringindo-se apenas aos limites do município e não atingindo as cidades-vizinhas, como se uma nuvem carregada espelhasse o formato da cidade no céu, Bauru está imersa a temperaturas negativas de -1° a -3°C, fato nunca antes registrado na história do centro-oeste paulista.

Na segunda-feira pela manhã, após um domingo ensolarado, o centro da cidade abriu as portas para o comércio vagarosamente, era sintoma do frio repentino. Desde então, a população está agasalhada e reclusa, mas não há pânico. Apesar das negativas, o frio está controlado e as primeiras medidas foram tomadas pela prefeitura, com reforços a albergues para moradores de rua e a antecipação da campanha do agasalho. É no mínimo estranho, né?

Estamos em pleno verão de janeiro e até ontem literalmente pulávamos na piscina, isso é à primeira vista completamente inexplicável, nós estamos vivendo a história, provavelmente contaremos aos nossos netos, afirmou uma professora universitária à reportagem.

Eu vi nevar! Eu vi nevar!, gritou Seu Lecir pulando na calçada da sua casa numa rua tranquila do Jardim Marambá. Seu Lecir estava feliz! Tão feliz como quando conheceu a sua primeira netinha. A neve repousava no canteiro da calçada do velhinho, em cima das suas queridas espadas de São Jorge. E pela primeira vez ele não se zangou com intervenções de terceiros no seu jardim do canteiro. Estava radiante e fazia as vezes do Sol tímido. De cima, a neve caía leve e fininha, fininha. Seu Lecir pensava eu só posso estar sonhando, o momento era mágico, Seu Lecir atônito pensou em entrar e buscar uma Coca-Cola, porque via neve e Coca-Cola nos comerciais de natal, mas apenas tirou o seu gorrinho e um vento gelado soprou seus últimos cabelos. O sonho da neve própria era tão legal que Seu Lecir abriu a boca e um pequeno floquinho atingiu a sua língua seca e desmanchou-se água. Seu Lecir estava paralisado! Eu vi nevar! Eu vi nevar!

Bauru está coberta de neve e você irá conferir agora todas as informações aqui com a gente deste evento histórico que está acontecendo no interior paulista. Nós estamos ao vivo com a Ana Paula que está em Bauru, e irá trazer as novas atualizações sobre o estado da cidade. Bom dia, Ana Paula. Bom dia, Heloísa! Nós estamos aqui na Praça das Cerejeiras, em frente à Prefeitura de Bauru, onde foi criada uma base de apoio para a situação extraordinária que o município está enfrentando. Como vocês podem ver pela câmera, até mesmo as cerejeiras que circundam o prédio da Prefeitura estão cobertas de grossas camadas de neve. Além disso, há ruas interditadas, houve a interrupção do calendário escolar, além de fortes rajadas de vento gelado e agora a temperatura está a -8°C. As últimas informações recebidas do Instituto de Pesquisas Meteorológicas apontam que nesta noite Bauru poderá atingir até -12°C. E para falar um pouco mais sobre a situação, eu estou aqui com o secretário da pasta especial criada para a base de apoio. Secretário, quais serão as próximas medidas para enfrentar o frio bauruense? Nós fomos pegos de surpresa, mas estamos confiantes. Há quem diga que mesmo o suposto “congelamento” do lago do Parque Vitória Régia possa ser o efeito de algum agrotóxico escorrido das gramas. Então ainda não podemos afirmar que seja neve ou que esteja de fato caindo neve em Bauru, precisamos averiguar mais, nada nos indica que seja neve. Heloísa, é com você.

Era acontecimento inédito. Nunca antes na história de Bauru que era cidadezinha fervorosa. Seu Lecir entrou para a casinha correndo com um punhado de neve nas mãos que tremiam do frio e da idade. Na sala, Dona Helena sentada e descrente cuidava da netinha: isto não é neve, balançando a cabeça e repreendendo o marido. Tirou o celular da mão da netinha, abriu o WhatsApp e reproduziu um vídeo. Amigos de Bauru, tá tudo sob controle. Acabamos de sair do Instituto de Pesquisas Meteorológicas e não tá nevando em Bauru. Tá rolando uma nuvem  gigante de isopor. Isopor de alguma indústria! Não se preocupem. Cês já viram aqueles enfeites de Natal que você chacoalha e parece que tá nevando? Não é neve, é isopor! Pois é, nós estamos vivendo isso, este efeito de redoma, não há motivo para pânico, repassem! Tá vendo, Lecir? – afirmou Dona Helena – eu te falei, isso não existe, Bauru é quente. Dali meia hora, a netinha muito esperta e atenta ao vídeo da vó, encheu suas bonecas com o isopor de Bauru. Vó, olha como ficaram molhadinhas? Acho que elas estão chorando – disse a netinha.

Confira mais textos do colunista: socialbauru.com.br/author/sinuhelp.

Compartilhe!
Carregar mais em Colunistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

“COMBÃO” de 8 dicas pro microempresário usar o Instagram

Se você tem um pequeno negócio e quer dar um “up” no seu Instagram, o texto deste mês foi …