Uma modalidade de esporte pouco comum no interior tem aproximado Bauru da praia. Mesmo com o mar de prédios ao redor, a areia fina nos pés traz o clima litorâneo para dentro das arenas. Assim, esportes como o beach volley e até mesmo o beach tennis, populares desde a década de 90 no litoral brasileiro, têm se difundido também no interior.

Parte dessa popularidade veio com a pandemia e a procura por atividades ao ar livre. Foi assim com a bauruense Camila Ravanelli, que após mais de um ano sem sair de casa, se animou com a ideia de mexer o corpo na quadra a ceu aberto. No entanto, a animação se acentuou ainda mais ao pisar no chão arenoso.

Foto: arquivo pessoal

Quando pisei na areia, eu amei muito mais”, conta. A primeira vez que jogou vôlei de praia foi após um convite das amigas. Antes disso, Camila revela nunca ter gostado de esportes coletivos. Porém, se identificou tanto com a brincadeira, que agora faz aulas para aprender as técnicas do beach volley. 

Eu realmente gostei da prática; e ser na areia, me lembra muito praia. Eu me senti bem lá e comecei a gostar muito. Nas aulas, a gente aprende e treina fundamentos, vai praticando, exercitando o corpo. A questão da areia cansa mais, mas estou desenvolvendo mais agilidade, pensando mais rápido, então estou amando. Acredito que vou levar por um bom tempo da minha vida, relata Camila.

Camila Ravanelli com o instrutor e atleta de alto rendimento Marcos Cabral (Foto: arquivo pessoal)

Da diversão à prática

Quem ensina as regras e as técnicas da modalidade para Camila é Marcos Cabral, atleta de alto rendimento e educador físico. O carioca começou a praticar vôlei de praia ainda quando morava em São Gonçalo-RJ e ao se mudar para Bauru, em 2015, trouxe o esporte consigo.

“Somos apaixonados pelo vôlei de praia e competimos em alto rendimento. Eu estava iniciando meus estudos em Educação Física e minha esposa já era formada na área”, conta sobre quando decidiu abrir uma arena com a esposa Luana Cabral.

Em 2018, o casal uniu o amor pelo esporte à profissão e fundou o Beach Bauru. Assim como aconteceu com Camila, Marcos conta que durante a pandemia a procura pelos esportes na areia aumentou. “As pessoas passaram a procurar por mais espaços ao ar livre, em grupos familiares e reduzidos. E também, a procura por um esporte que gera saúde e lazer em um ambiente descontraído e agradável, diz.

Beach Bauru surgiu da vontade e necessidade de Marcos e Luana com o apoio do pai dele como investidor (Foto: arquivo pessoal)

Esporte para a família toda

Grande incentivadora do beach tennis, uma variação do tênis na areia, Adoniran Pagan levou as arenas para dentro de casa, literalmente. Ela utilizou um espaço particular para criar as quadras esportivas, já que sua família, de três filhos e sete netos, é muito ligada ao esporte.

Com o crescimento dos netos dentro do esporte e a chegada da pandemia houve um incentivo para que eu fizesse duas quadras particulares em minha casa”, aponta. Além dos filhos, que adoram jogar o tênis de praia, os quatro netos, que têm entre 15 e 11 anos, também já tiveram o primeiro contato com o esporte.

Adoniram, também conhecida como Doni, e as netas 

A caçula, Carolinna Lopes Da Silva, conheceu o beach tennis há três anos e adorou a iniciativa da avó. Hoje em dia, ela leva o esporte para além da diversão, participando também de competições. Inclusive no fim de semana dos dias 24 e 25 de julho, ela levou medalha de ouro na categoria C do 1° Open Arena Botucatu Beach Tennis.

Carol acaba de levar o 1° lugar em torneio

É um esporte muito legal de praticar, além de ganhar várias amizades, diz Carol. Para Adoniram, o beach tennis traz inúmeros benefícios. Por este motivo, ela abriu o espaço para que outras pessoas, além da família, também pudessem aproveitar.

Prática não tem idade  

Além de ser para todas as idades e com muitas categorias, é um esporte que toda a família pode participar. É democrático e uma ótima atividade física, tornando-se uma forma prazerosa de se exercitar e cuidar da saúde”, diz.

“Esporte veio no sangue do meu genro ‘Gema’ que era jogador de basquete profissional da seleção brasileira”, conta Adoniram

Opção indoor

Observando o potencial dos esportes na cidade, o advogado Rafael Pagani Fonseca decidiu investir em uma arena. Inaugurado há pouco tempo, o Indoor Beach Tennis é resultado da vontade de empreender e da paixão pelo tênis de areia. Eu jogava biribol com amigos e a academia nunca foi o meu forte. Porém, ao jogar beach tennis, fiquei apaixonado logo de cara, o que acabou sendo o real motivo de abrir a quadra, conta.

O gosto pelo esporte levou Rafael a fazer curso para se tornar instrutor 

Diferente de outras arenas em Bauru, Rafael decidiu por construir um local coberto como uma opção para fugir do sol, do frio e da chuva. Além da variação de tênis, ainda é possível utilizar o espaço para a prática de vôlei de praia, futevôlei, badminton e o que mais estiverem com vontade de jogar na areia”, complementa o bauruense.

Além de advogado e empresário, Rafael também está prestes a se tornar instrutor de beach tennis e elenca algumas características do esporte:

  • É muito simples, fácil e prático;
  • As aulas ajudam a começar o esporte com a técnica correta, facilitando o desempenho e tornando-o eficiente;
  • É praticável em todas as idades;
  • O maior benefício é o condicionamento físico, o dinamismo do movimento e a queima de calorias.

Quadras levam em torno de 70 toneladas de areia 

Os torneios como forma de incentivo

Quem também investiu nas quadras de areia foram os empresários Carlos Chechi, Lucas Nagami e Maurício Nagami. Há quase um ano, eles inauguraram o Praia Bauru como uma alternativa aos tradicionais clubes da cidade.

“[…] O Beach Tennis, vôlei e futevôlei, viraram os queridinhos dos brasileiros, pois favorecem a queima de calorias, fortalecimento de musculatura e exercícios aeróbicos. Além de diversão […]”, comentam os sócios.

Praia Bauru também conta com um campo society (Foto: Reprodução/ Instagram)

Assim como Adoniran, Marcos e Rafael, eles também querem incentivar a prática entre os bauruenses. Por isso, estão organizando um torneio de beach tennis. Sem idade mínima ou máxima, qualquer pessoa pode participar nas seguintes categorias: Feminino (A, B e C); Masculino (A, B e C); e Mista (A, B e C). 

Entre os prêmios estão brindes, medalhas, troféus, além de quantia em dinheiro para os primeiros colocados. Sobre o objetivo do campeonato, os sócios complementam: “democratizar o beach tennis; torná-lo conhecido e acessível a todos e claro, unir a família”.

Thalita Machado, professora de beach tennis (Foto: Reprodução/ Instagram)

Quadras de areia no mapa de Bauru

Por fim, se você leu até aqui e ficou com vontade de experimentar, reunimos aqui alguns espaços com quadras de areia na cidade.

  • Arena Bauru Beach Tennis–  Rua Amadeu Sangiovani 5-34. Contato: @arena_baurubt
  • Beach Bauru –  Rua Wilson Pedro Speridião, 1-126. Contato: @beachbauru
  • Centro Esportivo Sylvio Carlos Simonetti – Av. Getúlio Vargas, quadra 16. (quadras públicas para uso gratuito)
  • Indoor Beach Tennis – Rua Professora Prosperina de Queiroz, 2-158. Contato: (14) 99663-1752 / @indoorbeachtennis
  • Praia Bauru – Rua Pernambuco, 3-17. Contato: (14) 98201-8003 / @praiabauru
  • Arena Luso Beach Tennis – Contato: (14) 3313-9565 / @beachtennislusobauru
  • Bauru Tênis Clube – Contato: (14) 3235-0500 / @baurutenisclube
Compartilhe!
Carregar mais em Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

6 dicas para começar a usar bike como meio de transporte em Bauru

Comecei a usar a bike como meio de transporte ainda em junho de 2019. O motivo foi simples…