Praça Portugal, Vitória Régia e Aeroclube fazem parte da lista de lugares da cidade que já foram retratados por Jerry Graciano, artista bauruense e professor de desenho. Designer de formação, Jerry fez uma longa carreira na área publicitária.

Entretanto, após sofrer um acidente de moto em 2011, em que quebrou o joelho e ficou de repouso durante três meses, o artista viu a possibilidade de voltar a fazer o que sempre gostou: desenhar.

“O que eu ia fazer na cama? Ler e desenhar! Então, eu comecei a desenhar muito mais do que eu desenhava. Foi aí que eu percebi que isso era muito forte ainda em mim. Comecei a desenhar pessoas, animais e paisagens”, afirma o artista.

Hoje em dia, Jerry é professor de desenho e também mantém um canal no YouTube com ilustrações sobre a cidade.

Jerry Graciano no YouTube

“É muito novo, pequenino, minúsculo, mas é começo!”, afirma o artista sobre o canal de arte que lançou neste ano.

No YouTube, Jerry compartilha vídeos em que mescla bicicleta, natureza e ilustrações. As produções são calmas e apresentam desde a ida do artista ao local até a finalização da obra no atelier.

Os lugares retratados incluem praças, parques, paisagens urbanas em harmonia com a natureza e alguns pontos turísticos de Bauru e região.

O objetivo do canal é simples: incentivar as pessoas a desenharem e a ocuparem mais a cidade.

“Eu acho legal as pessoas começarem a valorizar o que a gente tem de natureza na cidade, por isso escolhi parques e praças. Acho legal a possibilidade de você conviver mais com árvores e plantas, não ficar só entre as paredes de concreto. É um incentivo para que as pessoas saiam para as praças, levem os filhos, fiquem algumas horas fora de casa. Isso é um dos objetivos do meu canal, mostrar que as praças são boas, além de incentivar as pessoas a desenharem e pedalarem”, afirma Jerry Graciano.

O canal conta com vídeos novos todas às terças-feiras.

Locais retratados

Por ser bauruense, o artista conhece muitos locais da cidade, portanto, faz as escolhas por conta própria. Até agora, Jerry já fez retratos do Aeroclube, Praça da Paz, Praça Ruy Barbosa, Vitória Régia, Praça Portugal e outras cenas urbanas.

Para além de Bauru, o artista já desenhou pontos turísticos de Barra Bonita/SP e Mogi das Cruzes/SP. Além disso, o artista revela que possui uma lista de 10 praças do município para desenhar.

Processo de criação de um desenho

Em média, quatro horas são necessárias para o artista terminar a obra.

“Nos locais que eu vou, faço um esboço, que é levar um bloco de papel e fazer uma marcação de todas as linhas de perspectivas, partes importantes, dimensão, fazer a proporção certinha e o ângulo que que vou dar”, explica.

Quando volta para casa, Jerry mostra o processo de finalização no atelier. Lá, ele mistura diversas técnicas, como nanquim, carvão, lápis de cor, aquarela entre outros.

O artista ainda é o responsável pela gravação, produção e edição dos vídeos publicados, conhecimentos que herdou da carreira em publicidade.

Pedalando e desenhando

“Pedalando e desenhando” é um dos lemas que Jerry leva consigo. O artista sempre andou de bicicleta, mas há dois anos procura usá-la com mais frequência.

Ele explica que vai com o veículo porque quer mostrar aos bauruenses que passeios de bicicleta são uma das maneiras de entrar em contato com a natureza, além de se movimentar.

“Nessas trilhas que faço, vejo muitas crianças e pessoas mais velhas. As pessoas estão começando a pedalar mais e se a gente tivesse mais ciclovias em Bauru, ciclovias mesmo, não essas faixas que os carros ficam estacionando e aí você tem que andar na rua, teriam mais. Eu vejo que o Poder Público e empresários deveriam investir mais em bicicletas, porque você tira um carro da rua, às vezes onde a pessoa vai dá para ir de bicicleta”, afirma.

Desenho é para todo mundo?

Jerry já sabia que gostava de desenhar aos 5 anos de idade. Desde criança, ilustrava histórias em quadrinhos, cartoons e animações. O gosto e a facilidade em desenhar foi um dos motivos pelo qual escolheu cursar Design na antiga Fundação Educacional de Bauru.

Entretanto, o professor afirma que não é preciso saber desenhar para seguir na área, já que isso se aprende. Segundo ele, o importante é saber se gosta de desenhar.

“O primeiro conselho que dou para o aluno e para quem quer desenhar é saber se realmente gosta de desenho, porque desenho precisa de treino, como qualquer outra arte. O treinamento do desenho é muito longo e pode levar muitos anos, dependendo do nível que você quer atingir, mas compensa bastante”, finaliza.

 

Compartilhe!
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

O lado profissional das dancinhas: instrutora de Bauru viraliza no TikTok com mais de 1 milhão de visualizações

Em 2020, o TikTok virou uma febre no Brasil. Eu, como uma boa brasileira isolada em casa, …