Já ouviu falar no Cardapex? A ferramenta bauruense permite que estabelecimentos criem um site de delivery para expor e vender produtos.

Com o objetivo de ser uma solução acessível aos comerciantes, a plataforma possibilita que o pedido chegue diretamente no WhatsApp do estabelecimento sem taxas de comissionamento. A única taxa a ser paga pelo comércio é a mensalidade de 99 reais, sendo o primeiro mês gratuito.

“A gente não quer brigar com soluções como Ifood, Uber Eats e etc. Essas ferramentas cobram uma taxa de comissão muito alta, cerca de 30% em alguns casos. Nós tivemos a ideia de criar uma ferramenta prática, autogerenciável e com baixo custo”, informa Bruno Machado, sócio da empresa bauruense responsável pelo Cardapex.

Apesar de existir desde 2018, foi no começo de 2020, com o avanço da pandemia de Covid-19, que o Cardapex ganhou notoriedade nacional, já que muitas empresas viram nas vendas online a possibilidade de continuar atuando.

Hoje em dia, a solução tem mais de 4.500 estabelecimentos cadastrados pelo mundo, sendo 100 em Bauru, que vão desde o ramo alimentício até cosméticos, semijoias, bebidas e artesanato.

Como ele funciona

A ferramenta é intuitiva tanto para o comerciante quanto para o cliente.

Por meio do Cardapex, o estabelecimento cria um site com domínio próprio de forma rápida e fácil para expor e vender os produtos. Nele é possível apresentar os itens por meio de categorias com fotos, vídeos, preços e descrição.
Aqui em Bauru, por exemplo, um restaurante de esfihas personalizou sua página pela plataforma do Cardapex. Veja este exemplo aqui.

No caso do cliente, é possível acessar o endereço eletrônico do comércio, visualizar o cardápio online e realizar o pedido. Após esse passo, é necessário selecionar entre a entrega ou retirada no local, além de informar a forma de pagamento e outras especificações, como pedir um lanche sem cebola, por exemplo. Com o pedido pronto, o cliente é encaminhado para o WhatsApp do comércio para finalizá-lo.

E assim nasceu o Cardapex

A história do Cardapex começou ainda em 2016, quando Bruno Machado e Matheus Arnês atuavam como sócios da agência Indexnet Publicidade Digital. Lá, eles perceberam a necessidade de uma solução que facilitasse a venda online para restaurantes, lanchonetes e marmitarias da cidade.

De acordo os sócios, esse tipo de produto também seria capaz de medir os resultados das campanhas publicitárias da agência, já que os clientes chegariam aos estabelecimentos por meio do WhatsApp.

“A gente sempre trabalhou com soluções focadas no marketing digital. Em um certo período a gente viu que estava difícil a mensuração dos resultados dos estabelecimentos. Por exemplo: fazíamos uma campanha e não conseguíamos provar para o cliente o resultado que trazíamos com a nossa campanha”, informa Matheus.

De acordo com ele, a empresa foi a primeira a desenvolver uma ferramenta de cardápio digital integrada com o WhatsApp.

“A gente fez um estudo e constatamos que normalmente há uma conversa de oito a 15 minutos para fazer um pedido simples pelo WhatsApp”, informa Matheus ao explicar que a solução possibilita a otimização do atendimento, já que o local recebe o pedido pronto e organizado.

Mas, e se o WhatsApp cair?

Apesar de simples, o Cardapex disponibiliza painel de controle com diversas ferramentas, que vão desde acessar relatório de vendas de um determinado período até quais produtos foram adicionados ao carrinho, mas não foram vendidos.

Bruno informa que o estabelecimento pode utilizar essas informações para traçar estratégias específicas para a empresa.

Embora utilizem do WhatsApp para finalizar o processo e trocar demais informações com os clientes, os comerciantes também conseguem receber as demandas por meio do painel administrativo de pedidos. Assim, as empresas não ficam dependentes do aplicativo de mensagens para realizarem as vendas.

Essa possibilidade foi pensada justamente para quando o aplicativo da Facebook apresentasse erros e instabilidades, como aconteceu no começo de outubro, em que WhatsApp, Instagram e Facebook ficaram fora do ar no mundo inteiro durante seis horas.

“Mesmo com o WhatsApp fora do ar, eu consigo visualizar o pedido e ver se quero ou não aceitá-lo. Com o WhatsApp no ar, consigo atualizar o cliente sobre o status do pedido”, afirma Bruno.

Um empresa dentro de outra

O Cardapex foi criado dentro da Indexnet, agência bauruense especialista em publicidade digital, gestão de redes sociais, criação de sites, e-commerces, identidades e marcas.

O produto era destinado somente a estabelecimentos alimentícios, mas com o crescimento tornou-se uma empresa independente da Indexnet.

Mesmo assim, há a possibilidade de contratar planos de divulgação que permitem que o estabelecimento tenha audiência, de acordo com seu público alvo, em mídias como Facebook, Instagram, Google, etc.

publieditorial

Serviço

Cardapex – Pedidos online via WhatsApp
Telefone: (14) 3011-2121
Telefone WhatsApp: (14) 98133-7597
Site: www.cardapex.com.br/

Compartilhe!
Carregar mais em Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Vendedora de cosméticos que começou no Orkut comemora 10 anos de loja física com e-commerce

O mundo da beleza encanta Gisele Gouvea, administradora de empresas e proprietária da Nina…