“Smash!!!”. Consegue ouvir o som da bolinha de carne sendo prensada por uma espátula? A chapa está a 180°C e o hambúrguer está começando a dourar…

Depois da onda de hambúrgueres artesanais com 180g de carne, agora o novo queridinho dos brasileiros é o smash. Menores, com 70g a 100g de proteína, fininhos e com uma crosta dourada, o hambúrguer popular nos Estados Unidos ganhou fama no Brasil pelas lanchonetes paulistanas. Desde então, coleciona apreciadores.

Um deles é o Guilherme Avallone, proprietário da recém-inaugurada Touc Burger, hamburgueria de Bauru especializada em smashes.

Funcionando no modelo dark kitchen, a Touc Burger trabalha apenas com o serviço de delivery. A intenção é proporcionar comida rápida, gostosa e de qualidade.

“A gente começa pelo mais difícil, que é fazer o cliente se sentir bem comendo um lanche na casa dele”, afirma Guilherme.

Smash de verdade é aquele com crosta!

Guilherme explica que para ser um smash de verdade é preciso prensar a carne sobre a chapa quente até que ela fique dourada e com uma espécie de crosta crocante. O aroma, sabor e aspecto caramelizado do hambúrguer são resultado da reação de Maillard, que ocorre quando aminoácidos e carboidratos entram em contato com uma superfície com temperatura maior que 120°C.

Fininhos e com aspecto irregular (que é um charme), os smashes da Touc Burger são feitos com blend de cortes, um magro e um gordo. Lá, há seis opções. Elas vão das mais simples, como hambúrguer de 100g com cheddar e pão macio na mesma proporção, até os mais elaborados, como os de cebola caramelizada e o smash duplo, que leva dois hambúrgueres de 100g cada.

De acordo com Guilherme, o lanche é uma opção perfeita para quem procura por algo menor e em conta: o mais barato sai por R$14,90. Além disso, é um hambúrguer rápido, 5 minutos e está pronto.

“É um lanche mais barato, dá a opção da pessoa comer dois”, afirma.

Pensando em um delivery com qualidade

Para montar um combo com os smashes, a Touc Burger trabalha com bebidas e acompanhamentos, como batatas crinkle. Guilherme conta que os ingredientes são escolhidos pensando no delivery.

“Enviamos com batata crinkle porque ela chega mais crocante na casa do cliente, enquanto a palito fica murcha”, afirma. “A gente também usa óleo de algodão para fritar. Ele tem mais nutriente e faz com que prevaleça a crocância do alimento”, complementa.

Dentro da cozinha, as mesas térmicas são responsáveis por manterem os pratos quentes até a chegada do entregador. 40 minutos é o tempo médio do delivery Touc Burger.

Depois da compra, é comum receber uma mensagem da hamburgueria perguntando sobre a experiência. Guilherme explica que o feedback dos clientes é importante para a empresa, afinal, foi assim que ele começou.

“A gente gosta de ter esse contato com o cliente para se conhecer. A gente responde com figurinha, gostamos demais disso (risos). Sempre queremos saber: chegou tudo certinho? Foi legal o atendimento? Tá gostoso?”, afirma.

Da cozinha para o próprio negócio

Churrasco, almoço e encontros familiares, essa foi a escola de Guilherme. O estudante de direito vê, no mundo gastronômico, a possibilidade de fazer o que mais gosta: empreender.

“A gente começou do nada, se envolvia entre família e amigos para comer, mas nada profissional. Aí um dia eu falei: ‘e se isso virasse um negócio?’. Então, eu e meu pai começamos a comprar carnes, misturar e experimentar”, finaliza.

publieditorial

Serviço

Touc Burger
Horário de atendimento: Terça a domingo das 19h às 23h
Telefone e WhatsApp: (14) 99136-1271
Instagram: @toucburgerbauru

Compartilhe!
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

LondonEye aposta na conversação diária para obter fluência em inglês e espanhol

No começo deste mês fez 13 anos que a LondonEye aposta no método de ensino Callan para atu…