“Tem personagem que ecoa na gente e deixa marcas muito grandes”, conta a jovem escritora bauruense Hillary Lancaster. Em seu terceiro livro, “Talia”, ela deixa isso bem claro.

Hillary conta que não sabe exatamente de onde veio a inspiração para a história, mas sentiu que precisava falar sobre isso assim que ela apareceu.

“Talia” é um romance adolescente entre garotas que aborda assuntos como paixão, sonhos, família, imposições sociais e desejos, além dos conflitos internos. “Não só pela protagonista ser uma garota que se apaixona por outra, mas uma busca por se sentir presente no mundo e alimentar seus anseios”, comenta a autora.

O livro tem classificação indicativa de 14 anos e traz passagens poéticas e referências literárias como Virginia Woolf.

Financiamento coletivo do livro

O livro Talia está em financiamento coletivo pela Catarse até o dia 22 de abril de 2022.

O projeto é todo independente, e já conta com uma equipe pré-selecionada que trabalhará na produção. A meta é R$8.500,00 e a campanha é tudo ou nada, ou seja, a obra só será produzida se atingir o valor estipulado.

Se o objetivo for alcançado, o site vai liberar o dinheiro em até 10 dias úteis após o fechamento da campanha. Então o livro irá para revisão, diagramação e capista, para então seguir para a gráfica e ser impresso.

O financiamento trabalha com combos: a partir de R$10,00, os leitores garantem o e-book de Talia, com R$50,00, o livro físico, com R$80, uma ecobag ou caneca literária e a partir de R$120,00 o pacote com todos os itens.

Capa do livro “Talia”. A arte foi feita por Luana Manhani e a montagem do design por Victoria Mendes (Foto: reprodução)

Sobre a autora

Hillary Lancaster tem 25 anos e começou a escrever aos 16. Ela já tem outros dois livros publicados: “Entre Seus Lábios”, uma coletânea de 13 contos falando sobre mulheres que amam mulheres em diversos contextos e “Des{esperanças}”, um romance dramático sobre a Personagem Inominável e toda sua tormenta. Ambos com classificação indicativa de 18 anos.

Ela explica que, apesar da literatura LGBTQIA+ ter bastante espaço no mercado independente, as grandes editoras ainda não dão prioridade para essas histórias. “Não que haja necessidade de se criar uma categoria só para literatura de teor LGBTQIA+, mas de que essas personagens estejam nos mais diversos mundos e circunstâncias, nos mais diversos gêneros literários e que isso não seja necessariamente o que há de mais extraordinário em suas histórias”, completa.

Fazer a publicação de um livro físico é um sonho que ela já tinha há bastante tempo e agora se mostra possível. Suas inspirações vão desde mulheres que compuseram a literatura ao longo dos séculos como Safo, Clarice Lispector, Carolina Maria de Jesus, Hilda Hilst e Anne Rice até nomes como Paulo Coelho, Carlos Ruiz Zafón, Fernando Pessoa que enriquecem a literatura nacional e estrangeira.

Serviço
Financiamento coletivo do livro “Talia”, de Hillary Lancaster
Catarse: catarse.me/talia
Instagram: @hy.lancaster
Twitter: @hylancaster
Tik Tok: @hy.lancaster

Compartilhe!
Carregar mais em Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Caso Ajax: documentário sobre caso de poluição ambiental em Bauru será exibido neste sábado (20)

Neste sábado (20), às 10h, o Cine’n Fun, no Alameda Rodoserv Center, exibe o documen…