Bodega do Pescador. Esse é o nome do bar que aproxima os bauruenses do litoral ao trabalhar com porções de peixes e frutos do mar.

Situado na esquina da rua Ibrahim Nobre com a Nicolau Assis, próximo à Praça da Paz, a petiscaria foi idealizada por Everton Henrique, itapevense que faz de Bauru o lar há mais de 15 anos. Ao lado do pai, Carlos Alberto, e da mãe, Marta Oliveira, ele toca a empresa familiar desde 2015.

A ideia de montar um estabelecimento surgiu enquanto Everton trabalhava como programador em uma empresa de tecnologia da informação voltada para sistemas de franquias. Na época, 2014, ele percebeu que não se sentia realizado na área.

“Desde criança, meu sonho era ser programador. No fim, aprendi, me formei e vi que não era o que eu queria. Bar é mais legal!”, afirma.

Como já estava inserido no mundo das franquias e restaurantes, o itapevense queria criar um estabelecimento que oferecesse algo diferente para Bauru. De acordo com as pesquisas dele, não havia nenhuma petiscaria na cidade que era voltada somente para porções de peixes e frutos do mar. Dessa forma, nasceu a Bodega do Pescador.

Cada peixe tem seu gosto

A petiscaria trabalha apenas com porções de peixes fritos. São 13 opções, divididos entre os de água doce e salgada, nacionais e importados. Além disso, há sete variedades de combos, que mesclam batatas fritas aos peixes e frutos do mar.

Combo Bodega, um dos mais pedidos. De segunda a quinta, há desconto de 15% em qualquer combo

De acordo com Everton, na petiscaria, “cada peixe tem seu gosto”. Isso se deve ao modo de preparo dos pratos, que utiliza insumos frescos ou resfriados, como é o caso das matérias-primas provenientes do litoral ou de outros países.

“Fazemos tudo fresco, tenho fornecedores da região, e quando não conseguimos, pegamos congelados. Mas não fritamos de qualquer jeito. Vamos resfriando, tirando o gelo e tudo mais para poder temperar e fritar por completo”, explica.

Everton e Andréia Ramos, uma das cozinheiras responsáveis pelo local

E os bauruenses aprovam. As porções mais pedidas são a de camarão e de tilápia. A média de consumo mensal da dupla de proteínas é de 600 kg.

Everton é o responsável pela criação e atualização do cardápio e, apesar dos clássicos, o proprietário faz algumas alterações no menu por conta de produtos sazonais. Já chegou a acrescentar lanches, ensopados e porção de rã. Para saber mais, é só acompanhar a Bodega do Pescador nas redes sociais.

Drinks e cervejas

Durante os dias quentes e movimentados, a ampla calçada da Bodega do Pescador é ocupada por gente que gosta da combinação peixe frito com cerveja gelada. Por conta disso, o local oferece mais de dez opções da bebida, além de chopes.

Já para quem prefere os drinks, há 15 variedades das combinações, que vão dos clássicos aos inusitados.

Almoço executivo e marmitas

Ao longo do dia, além das porções de peixes, é possível pedir o almoço executivo, servido das 11h às 14h30. É apenas nesse horário que os pratos que levam frango ou carne vermelha ganham espaço na Bodega.

Mesmo assim, os destaques ficam a encargo dos pratos executivos que oferecem panqueca de camarão, camarão à milanesa e tilápia à parmegiana. Assim, os bauruenses podem consumir no local ou pedir para entregar.

Quem é o pescador?

Não dá para falar da Bodega sem se perguntar: “Quem é o pescador?”. O nome do estabelecimento faz alusão ao próprio Everton, que marcou na própria pele e nas paredes do bar o gosto pelos animais aquáticos e pela pesca esportiva.

“Eu gosto de pescar! Por isso a ‘Bodega do Pescador’. Pesco em rio, pesqueiro… em qualquer lugar! Quando eu conseguia folga, eu ficava três dias pescando!”, informa sobre o hobby.

Não à toa, inaugurou um dos primeiros bares e petiscarias voltados a peixes e frutos do mar em Bauru. Entretanto, ao contrário de muitos empresários do ramo, Everton não era frequentador da vida boêmia.

“Antes de eu abrir meu bar, eu não era noturno, eu não era de ficar saindo. Nunca fui. Tanto que quando abri meu bar, eu não sabia que as mesas deveriam ter um número para serem identificadas!”, diz rindo. “Nunca pensei como era cobrado, porque eu não saia para barzinho, era ‘mulecão’ do interior. Lá você pagava e consumia. Simples assim”, complementa.

Hoje, após sete anos de atividades e algumas casas, o empresário afirma com toda certeza: “Aprendi tudo na prática. Faz sete anos que estamos aqui e não mudou nada. É o mesmo tempero. Às vezes é só você fazer as coisas bem feitas, não precisa ficar mudando”, finaliza.

publieditorial

Serviço

Bodega do Pescador
Endereço: Rua Ibrain Nobre, 8-8, Jardim Panorama
Horário de funcionamento:segunda a sexta, das 11h à 00h. Sábado e domingo das 12h às 00h.
Telefone e WhatsApp: (14) 99890-4513
Instagram: @bodegadopescador e @evertonbodega
Facebook: /bodegadopescado

Compartilhe!
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Circuito Gastronômico do 2º Prêmio Impera com mais de 90 receitas começa hoje (1)

Entre 1 e 31 de julho a população de Bauru e região poderá experimentar cerca de 100 recei…