Quando estavam noivos, Gabriel Toledo (30) e Júlia Toledo (25) passaram seis meses planejando duas atividades importantes na vida deles: o casamento e o mochilão de uma ponta a outra da América, que fariam logo após a lua de mel em Gramado (RS).

Em matéria de 2019 aqui no Social Bauru, eles falaram sobre o sonho de conhecer diversos cantos do mundo e sobre a decisão de viajar em uma Land Rover Defender 90 – que eles chamam de ‘Scarlet’ – pelo continente.

Três anos depois da viagem iniciada no dia 9 de fevereiro de 2019, o casal conta como foram os primeiros meses misturando casamento e viagem. “24 horas juntos, fazendo as mesmas coisas e dividindo poucos metros quadrados não é fácil. Os primeiros meses foram mais difíceis por conta da adaptação, já que nunca tínhamos morado ou passado tanto tempo assim juntos. Mas depois dessa fase inicial, percebemos que foi a melhor escolha das nossas vidas”, diz Júlia.

Nesse período, eles passaram por 18 países, começando no extremo sul da Argentina, na cidade de Ushuaia, e mostrando toda a trajetória no Instagram Casei sem Casa, conta mais de 60 mil seguidores.

Casal em viagem

Casal em viagem

Na rede social, mostraram as paisagens que viram no caminho, como um vulcão em erupção na Guatemala, a bioluminescência e a aurora boreal, e os problemas que enfrentaram, como a pandemia, que começou quando eles estavam nos Estados Unidos.

Foi também pelo Instagram que o casal compartilhou a sensação da experiência. “Hoje somos pessoas completamente diferentes daquelas que saíram de Bauru em 2019. A estrada nos ‘obriga’ a ser menos ansiosos porque cada dia é uma novidade e não dá pra prever, nos ensina a viver com muito menos, materialmente falando, nos ensina sobre o amor de Deus”, finaliza.

Casal em viagem

Nós fizemos uma entrevista com a Júlia para saber como foi a viagem, por onde passaram e quais são os próximos passos para o casal.

Quando chegaram no Alaska? Vão passar algum tempo na cidade? 

Chegamos no dia 2 de Abril, e [ficamos] 15 dias rodando pelo estado. [Um pouco depois de chegar no Alaska, o casal teve a conta suspensa no Instagram, sem justificativa clara. Foram mais de dois meses de negociação com a empresa para recuperar a página, que voltou ao ar na última quarta-feira (15). A pedido deles, decidimos esperar o problema ser resolvido para a publicação da entrevista].

Casal em viagem

Publicamos a matéria em fevereiro de 2019! Quanto tempo durou a viagem?

Saímos de viagem no dia 9 de fevereiro de 2019 e ainda estamos na estrada. Ficamos um ano e meio rodando e chegamos até a Califórnia, onde moramos por quatro meses na casa de amigos em Huntington Beach, por conta da pandemia. Quando nosso visto de turista estava para expirar, voltamos para o Brasil e a ‘Scarlet’ ficou na casa desses amigos. Fomos de avião e lá no Brasil passamos 1 ano e meio também. Hoje, totalizamos um pouco mais de três anos desde nossa saída, sendo que ficamos esse um ano e meio “parados” (risos).

Casal em viagem

Ainda falando da matéria, comentamos que vocês estavam há apenas um mês casados. Como foi passar os primeiros meses juntos na viagem?

Foi bastante desafiador! (Risos). Muita gente fala que é uma lua de mel, mas na verdade é um belo de um teste! 24 horas juntos, fazendo as mesmas coisas e dividindo poucos metros quadrados não é fácil. Os primeiros meses foram mais difíceis por conta da adaptação, já que nunca tínhamos morado ou passado tanto tempo assim juntos. Mas depois dessa fase inicial, percebemos que foi a melhor escolha das nossas vidas! Todas as decisões que tínhamos que tomar eram juntas e só nós dois, assim como os momentos de perrengue e as conquistas. Isso fez com que nossa intimidade e amizade crescessem de uma forma muito especial! Hoje não conseguimos fazer quase nada separados!

Casal em viagem

Falando um pouco da viagem: quando começou oficialmente, vocês viajaram em qual carro, quantos países vocês passaram?

Começou oficialmente no dia 9 de fevereiro de 2019, dez dias depois do nosso casamento, por isso o nome! Nós estamos viajando e vivendo em uma Land Rover Defender 90, vermelhinha e linda, a ‘Scarlet’. Já passamos por 18 países com ela e atualmente estamos nos Estados Unidos.

O que mais surpreendeu vocês durante a viagem?

Muitas coisas! Mas existem duas principais, que são a grandeza da Criação de Deus, as belezas naturais desse mundão, coisas que só víamos pela TV e tivemos a oportunidade de ver com nossos próprios olhos e nos emocionarmos, como um vulcão em erupção, a bioluminescência, aurora boreal e tantas outras coisas. Cada país tem cantinhos especiais que realmente são de tirar o fôlego e fazem com que viajar seja tão enriquecedor. A segunda delas é termos percebido como o mundo tem mais pessoas boas do que ruins. Sempre falamos que a melhor parte da viagem são as pessoas, e é verdade. Fizemos inúmeros amigos de vários cantos do mundo, trocamos muitas experiências, cuidamos e fomos cuidados e em cada um desses encontros pudemos ver o amor de Deus. 

Quais foram os maiores perrengues/aventuras desse período?

Sem dúvida alguma, o maior perrengue foi a pandemia. Assim que começou tínhamos acabado de entrar nos EUA, que era um dos países que tínhamos mais vontade de conhecer de cabo a rabo. Estávamos super animados, nosso Instagram estava bombando porque nossos seguidores estavam curtindo muito com a gente essa conquista, e do nada fomos surpreendidos com lockdown, pessoas adoecendo e todo aquele caos. 

Nós estávamos longe de casa, morando em um carro e não sabíamos pra onde correr e nem quanto tempo aquilo ia durar, fora a preocupação com nossas famílias no Brasil. Mas Deus é tão bom que encontramos a família do Paulo (nosso amigo da Califórnia, onde moramos por 4 meses) e esse acabou sendo um dos períodos mais gostosos da viagem com eles. Depois acabamos indo pro Brasil e também foi mega difícil pra gente. Um período de muitas incertezas, nós lá e nosso carro aqui, nossa vida parada, os planos frustrados e nenhuma perspectiva de retorno. Foi barra, ficamos bem mal, mas graças a Deus isso passou! 

Casal em viagem

Casal em viagem

Falando em aventura, todo dia na estrada é uma aventura! Desde a escolha do lugar para dormir até as trilhas mais intensas. É tudo muito novo a cada dia que passa, a cada cidade, cultura e país que conhecemos. Mas com certeza uma das aventuras mais marcantes pra gente foi ver o vulcão em erupção na Guatemala. 

O que vocês mais aprenderam nesses anos na estrada? 

Vish, muita coisa! Se tem uma coisa que a estrada nos proporcionou foi aprendizado. Hoje somos pessoas completamente diferentes daquelas que saíram de Bauru em 2019. A estrada nos ‘obriga’ a ser menos ansiosos porque cada dia é uma novidade e não dá pra prever, nos ensina a viver com muito menos, materialmente falando, nos ensina sobre o amor de Deus e o Seu cuidado em cada km percorrido, através de pessoas, de lugares e de experiência. A vida na estrada nos ensina a valorizar as coisas certas e nos importarmos menos com as coisas desnecessárias. Muitas vezes um banho quente tem muito mais valor do que qualquer coisa cara, por exemplo.

Vocês divulgaram tudo no Instagram. Como foi a interação com as pessoas?

Foi muito especial, e ainda tem sido na verdade! O Instagram do Casei sem Casa nasceu com o objetivo de não guardar só pra gente todas essas aventuras e sensações. Queremos que o máximo de pessoas ‘viajem com a gente’ através dos posts e dos stories. Gostamos de mostrar curiosidades sobre cada lugar, muitas vezes até desmistificar algumas coisas, mostrar as diferentes culturas e belezas naturais, e principalmente mostrar que é possível viajar sem ter que gastar rios de dinheiro. Criamos laços muito especiais com nossos seguidores e também com pessoas que nós seguíamos e admirávamos e muitos deles se tornaram amigos próximos. O Instagram nos possibilitou conhecer muita gente especial que dividiu momentos incríveis e inesquecíveis com a gente. Estamos muito animados porque esse ano faremos nossas primeiras expedições com nossos seguidores para o Atacama, algo que também foi possibilitado pelo Instagram.

Casal em viagem

Já pensam na próxima viagem ou a ideia agora é descansar? Quais são os próximos passos?

Temos alguns pontos bem especiais que queremos conhecer ainda nessa viagem, que tem previsão para acabar em Junho/2022, como parques nacionais do Canadá (Banff, Jasper…) e dos EUA (Yosemite, Yellowstone…). Depois daqui, ainda temos três grupos da nossa expedição (em Junho, Setembro e Outubro) no Deserto do Atacama, na qual vamos visitar vários pontos incríveis, como o Salar de Uyuni, as Lagunas Escondidas e muito mais, então vem muito conteúdo e aventura pela frente! 

Para ver como foi a viagem e acompanhar o casal, acesse o Casei sem Casa.

Casal em viagem

Casal em viagem

Compartilhe!
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Um resort, três experiências: jornalistas relatam viagem ao Hot Beach, a 200km de Bauru

Entre os dias 24 e 26 de junho de 2022, os jornalistas do Social Bauru receberam uma missã…