Despertar desejo nas pessoas. É isso o que encanta a bauruense Gisele Tesser em sua profissão. Fotógrafa desde 2002, ela é especializada em retratar comidas.

A montagem dos pratos, a disposição dos ingredientes, a definição das camadas nas receitas… Tudo isso é fundamental para que as pessoas sintam vontade de comer o que está sendo mostrado. 

Uma fotografia bem feita, com luz e cores adequadas, podem despertar sentimentos ao espectador que ele nem sequer está esperando. 

Quanto mais natural, melhor

Fazer uma produção fotográfica de alimentos não necessariamente implica em fazer algo que seja falso. 

Na internet, circulam vários vídeos com os “truques” usados pelas marcas para deixar os alimentos mais chamativos. Por esse motivo, muitas pessoas acreditam que as fotos de pratos não representam o que realmente está sendo oferecido. 

No entanto, Gisele esclarece que com ela não é bem assim. “O lema da minha fotografia é ser sempre o mais real possível. É claro que nós vamos caprichar na montagem, mas fotografar a comida natural nunca sai de moda”, comenta. 

Ela também alerta que restaurantes e fotógrafos devem ser muito cuidadosos na hora de apresentar os produtos. “Você pode criar o efeito contrário, fazer com que as pessoas tenham aversão e não queiram comer aquela comida. Por isso tudo tem que ser muito bem pensado”, completa. 

Prêmio Impera de Gastronomia

Se você ainda não se convenceu que uma foto pode até nos fazer salivar, é só dar uma olhada em um dos trabalhos mais recentes da fotógrafa. Ela retratou todas as receitas do Prêmio Impera de Gastronomia, promovido pelo Social Bauru. 

Prato participante da categoria “Sanduíche” do Prêmio Impera 2022 pelo Mofo Bar de Queijos (Foto: Gisele Tesser)

Em todas as fotos, ela explica que busca ambientar o prato em um espaço que represente o restaurante inscrito. “Eu uso os elementos para que as pessoas batam o olho e já saibam de onde é”, completa. Como exemplo, ela cita a parede cor-de-rosa do Mofo Bar de Queijos e a mesa de ladrilhos do Seo Bigode Bar. 

Como tudo começou

Em 2002, ela foi contratada pela Editora Alto Astral graças aos conhecimentos em fotografia que tinha, ainda que fosse formada em Publicidade e Propaganda. Ao longo do tempo, continuou estudando e aprimorando o que já sabia.

Mesmo depois de sair da editora em 2010, continuou prestando serviços como freelancer. “Trabalhei lá por mais sete anos com fotos de comidas, já que eles tinham muitas revistas de culinária. Fazia o Guia de Receitas e outros produtos”, conta. 

Fotografar para vender

Foi nessa época também que ela começou a trabalhar com o Chef Fernandinho. Ele fazia as comidas para a editora e ela fotografava. Ao mesmo tempo, Gisele começou a ter outros clientes, foi comprando mais equipamentos e fazendo seu nome na área da fotografia em Bauru e região. 

Hoje, ela trabalha como autônoma e conta com uma equipe freelancer formada por um Foodstylist – pessoa que pensa na decoração do prato para que fique atraente nas fotos – e uma nutricionista. Com isso, além das fotos, ela também pode entregar receitas prontas para os clientes, além de toda a informação nutricional. 

Além dos restaurantes, ela também atende agências de publicidade e outros clientes que pedem fotos de produtos, não necessariamente da área da gastronomia. 

“Eu não sou essa fotógrafa que capta a emoção. Gosto de ter uma luz mais controlada, que seja algo que eu possa produzir. Gosto de vender por meio da fotografia”, explica a profissional. 

Quem te inspira?

Gisele conta que suas maiores inspirações na área são Luna Garcia, do Estúdio Gastronômico, e Andreia Marlière, do Marlière Estúdio. 


Outros nomes que a fotógrafa destaca são da Foodstylist Norma Lima, da produtora de objetos Ana Requião e da também fotógrafa Nani Rodrigues. 

“Eu gosto muito dos fotógrafos que, se precisar, podem colocar a mão na massa e fazer [a comida] também. Essas são as minhas maiores referências”, completa.

Serviço
Gisele Tesser Fotografia
Contato: [email protected] ou (14) 99701-9934
Instagram: @giseletesserfotografia
Facebook: /GiseleTesserFotoeProducao

Compartilhe!
Carregar mais em Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Inspirada na mãe, bauruense transformou atividade de síndica em profissão

Você sabe o nome e o contato do seu síndico? Em alguns lugares, encontrar e conversar com …