15 outubro 2021 - sexta-feira 17:12 pm
Home Tag Archives: coluna sinuhe

Tag Archives: coluna sinuhe

Colunistas

A primeira vez, Bauru, que fui ao cinema


Sabe, Bauru, eu não lembro a primeira vez que fui ao cinema. Não lembro quantos anos eu tinha, qual filme passava, qual cinema era. Mas, porém, contudo, todavia, entretanto, no entanto, eu me lembro muito bem uma específica vez que fui ao cinema. Na infância. É a minha primeira memória relacionada ao cinema. Vamos considerar aqui, pela memória, como a …

Continue lendo
Colunistas

A terceira margem do Rio Bauru


A terceira margem do Rio Bauru porque não é a primeira – de onde o barco parte – ou a segunda – por onde o barco chega. A terceira margem porque não é isso ou aquilo, ela simplesmente não é, e sim, ela está. Está por onde? A princípio, a terceira margem está no próprio rio. Submersa. Ninguém conhece uma …

Continue lendo
Colunistas

Coluna Sinuhe: MPB – Música de Primeira de Bauru


Aconteceu em um julho, tempos frios de estações e quentes de ações e sensações, o pequeno grande bar Scaramouche Bar recebia a Banda Juntos de Isaac, Bruno, Eraldo e Aritana. Do lado de fora e na fria fila quente para adentrar o recinto, escutavam-se vozes, frissons e gritos de, principalmente, mulheres ao ouvir o grupo musical e seu vasto e …

Continue lendo
Colunistas

Coluna Sinuhe: E agora, Noroeste?


E agora, Noroeste? A peste chegou a luz , alguém apagou, o povo de novo surgiu a noite chorou e agora, Noroeste? e agora, você, cadê? você que tem nome, que tomba com os outros, você que faz inversos, que ama até quem te detesta? e agora, Noroeste? Está sem colher está sem percurso, está sem seu ninho já não …

Continue lendo
Colunistas

Coluna Professor Sinuhe: O que Bauru quer ser quando crescer?


Coluna Professor Sinuhe: O que Bauru quer ser quando crescer?

A pergunta mais comum a um filho ou a uma filha em fase de crescimento era: “O que você vai ser quando crescer?” Lembro-me de ter respondido que quereria ser médico às minhas duas mães e não ao meu pai que não conheci, a mãe biológica, volta e meia, dizia-me: “você vai ficar lindo de branco”, frustrei-a, tornei-me professor, de …

Continue lendo