Os bauruenses vêm se destacando na competição F1 In Schools (Fórmula 1 nas Escolas). Na etapa estadual, cinco equipes de alunos da FourC Bilingual Academy se classificaram para a final nacional! E a boa notícia foi divulgada no último sábado (17): o pódio nacional teve, pela primeira vez, uma equipe bauruense, a Team Tachyon conquistou o 1° lugar nacional!

Próximo Pit Stop: Austrália

Agora, o grupo de estudantes da equipe Tachyon formado por: Sofia Trecenti, Gabriela Salgado, Caio Travain, Pedro Cintra, João Victor Aragão e Rafael Abramides estão ansiosos para o mundial na Austrália, previsto para março de 2021, onde irão representar o Brasil.

“O time todo está muito feliz com a conquista nacional, mas com essa nova fase vem novos desafios. Estamos muito orgulhosos de poder representar o Brasil no mundial, na Austrália. Vamos nos organizar até lá da melhor maneira possível e agradecemos muito nossa comunidade – de Bauru principalmente – que nos apoiou até agora, nos fortalecendo. Só conseguimos chegar até aqui porque tivemos a ajuda de nossos parceiros, pais, colegas, professores e patrocinadores. A todos o nosso muito obrigada!”, destacou Sofia Trecenti, líder da equipe.

Ela reforçou que a conquista foi resultado de um trabalho de equipe, organização e muito aprendizado. O título garantiu aos alunos a viagem para o mundial. Mas ainda há muito trabalho até lá, afinal, a equipe estará agora representando o Brasil e disputando com as melhores equipes do mundo.

Além da classificação, algumas das equipes bauruenses ganharam prêmios de destaque. Além de ser campeã nacional, Tachyon conquistou também os destaques no escrutínio e pensamento inovador. Já a equipe Imperium/Senai conquistou o 3° lugar no ranking nacional, recebeu destaque como melhor estande e ficou em 2° lugar com o carro mais veloz da nacional. A equipe fez um tempo de 1,164 segundos percorrido pelo carrinho em uma pista de 20 metros, uma diferença de 1 milésimo de segundo em relação ao primeiro lugar (1,163).

Aprendizado além da sala de aula

A FourC Bilingual Academy tem muito orgulho em contar, desde 2014, com equipes participantes do F1 in Schools Brazil. Este já é o quarto ano que a Escola participa da competição. Para a diretora de Ensino da FourC, Juliana Storniolo, a competição traz aprendizados que vão além da sala de aula e colocam em prática várias habilidades que a Escola entende como essenciais para a vida do aluno.

“São anos de muitas histórias, engajamento, aprendizado e dedicação dos estudantes. A cada ano eles se desafiam a ir mais longe e isso nos deixa imensamente satisfeitos. É motivo de muito orgulho para a Escola o empenho e dedicação de todos os alunos que se envolveram nesse processo. Parabéns a todos”, ressaltou.

A competição: desafios e habilidades STEAM

Com apenas o clique de um botão, o carrinho de Fórmula 1 ‘desaparece’ em meio a uma pequena explosão de um cilindro de gás carbônico comprimido. Assim, deixando para trás uma escuderia com olhos atentos na tela do computador e percorrendo uma pista 20 metros de comprimento em menos de dois segundos.

Em vez de engenheiros e mecânicos encapuzados, estudantes do Fundamental II e Ensino Médio. Eles acompanham cada segundo e verificam os resultados da arrancada, obtidos a partir do protótipo que eles mesmos desenvolveram. Mas, para chegar até a pista, as equipes percorreram um caminho de meses de muito trabalho e aprendizado.

Tudo foi feito por eles: desenvolvimento de um projeto social, design, fabricação do carrinho (que tem rodas feitas com impressora 3D), plano de marketing, busca por patrocinadores e até os uniformes da equipe. Todo planejamento, organização e habilidades de trabalho em equipe, colaboração e a busca pelo aprendizado é realizado pelo aluno.

Por fim, cada equipe recebe dos organizadores o software de desenho auxiliado por computador (CAD, em inglês), oferecido em parceria com a empresa Autodesk. Durante o trabalho de estruturação da escuderia e montagem do carrinho, os alunos contaram com o apoio de professores. Entre eles: Francisco Ferreira, Ana Claudia Graciano, Mariângela P. de Albuquerque Bompean Isaac Pereira Loureiro.

“Essa competição exige que o aluno aplique os conhecimentos adquiridos em matemática, ciências, português, inglês, física, química, tecnologia entre outros. Além disso, eles têm que trabalhar como uma escuderia: viabilizando o projeto, construindo o carrinho e enfrentando todos os desafios de um projeto na prática”, explicou Francisco Ferreira, professor de Matemática da FourC e tutor das equipes.

F1 in Schools

A competição, criada no Reino Unido e presente em mais de 40 países, tem como objetivo aproximar os alunos de temas como engenharia, aerodinâmica, desenvolvimento de protótipos e criação e organização de orçamentos. Entretanto, englobando os assuntos de forma interativa, prática e divertida. São os próprios alunos que buscam patrocinadores e parceiros para bancar o projeto.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Pensando na comodidade dos clientes, loja bauruense aposta em bags com uma série de peças para os clientes provarem em casa

Roupas mais sérias, com cortes tradicionais e elegantes, adequadas tanto para situações ma…