O Colégio Técnico Industrial “Prof. Isaac Portal Roldán” (CTI) ganhará um espaço exclusivo para os estudantes descansarem. A iniciativa é coordenada por dois ex-alunos, Luiz Cantalejo e Beatriz Sanches. O novo ambiente ficará localizado próximo à cantina, ao lado do lago de carpas. 

Além disso, será uma homenagem à professora Silmara Cavalheri Navarro Sanches. Mãe de Beatriz, a profissional fez a carreira no CTI, onde trabalhou até se aposentar em 2019. Porém, pouco depois da aposentadoria, ela acabou falecendo em um acidente. 

Segundo relatos de pessoas que já foram alunos dela, Silmara os acolhia, tratava todos com respeito e falava vários bordões.

A minha mãe tinha um jeito diferente de lidar com todas as pessoas, mas principalmente com os alunos, ela tinha uma empatia diferenciada. E isso tem sido muito legal porque no Instagram, o pessoal comenta sobre todas as experiências e contatos que eles mais tiveram com ela”, Beatriz afirma. 

Ela ainda acrescenta sobre o que motivou a dupla a colocar o projeto em prática

Eu e o Luiz temos uma gratidão muito grande pela escola, tanto pela qualificação profissional que ela trouxe quanto pelo crescimento pessoal que nós tivemos aqui dentro. E aí a gente queria retribuir de alguma forma. E assim, despertar o desejo para que outros ex-alunos, outras pessoas que saíram daqui também contribuam no futuro”, finaliza Beatriz.

O projeto por dentro

Segundo os idealizadores do projeto arquitetônico, o conforto, a funcionalidade e a praticidade foram inseridas no ambiente. Assim, o local terá tomadas, ar condicionado e bancadas. A previsão é de que até o final de 2023, o espaço fique pronto.

Beatriz explica que a maioria do montante necessário para realizar a obra foi alcançada, por isso a construtora já iniciou a preparação dos materiais. “A construção vai ser em pré-moldados, então vai ter pouca parte de construção efetiva aqui, vai vir muita coisa pronta”.

Como ajudar?

Por ser um projeto independente, os valores estão sendo arrecadados por meio de doações e de uma rifa. Qualquer pessoa pode contribuir pela contacorrente da APM (Associação de Pais e Mestres). Os dados são:

001 – Banco do Brasil
CNPJ: 05.152.358/0001-53
Agência: 6533-1
Conta-corrente: 290.015-7

As doações também podem ser feitas por PIX, a chave é o CNPJ 05.152.358/0001-53.

Quanto à rifa, ela custa R$ 10, será sorteada no dia 11 de outubro e o prêmio é uma televisão de 42 polegadas. Beatriz ressalta que tem recebido muita ajuda, entre alunos, funcionários, ex-alunos, ex-professores e algumas empresas. 

Estudantes comentam o que estão achando

E a novidade está rodando pelos corredores. Por isso, conversamos com os alunos Clara (1º ano), Eduardo (2º ano) e Théo (3º ano), que cursam o ensino médio e técnico e ficam o dia todo no colégio. 

SB: Atualmente, onde os estudantes costumam descansar?

Clara: Eu e a minha turma costumamos ficar na frente do laboratório de mecânica, porque lá sempre tem sombra. Então em dias quentes, o sol pega, a gente corre lá, deita e fica na sombra. Tem o refeitório também, mas fica muito cheio. E às vezes, quando não tem lugar nenhum, é no meio do corredor mesmo. 

Eduardo: Atualmente, costumo descansar no bosque, normalmente com meus amigos conversando, de vez em quando na carreta. No geral é isso, porque não tem muito espaço para a gente sentar e descansar, a maioria dos locais são meio desconfortáveis. 

Théo: Bom, todo mundo gosta de passar o tempo no colégio inteiro, então tem a carreta lá atrás, ficam na cantina jogando pingue-pongue e truco. Às vezes vão para a quadra jogar futebol, vôlei, basquete. O pessoal gosta também de ficar na frente da oficina de mecânica, são vários lugares diferentes porque ainda não tem um espaço fixo. Por exemplo, quando está muito calor, a gente quer ar-condicionado e não tem, aí tem que ficar dentro da sala, que é um espaço desconfortável porque é lugar de aula. 

SB: No seu momento vago, o que você costuma fazer?  

Clara: Ah, a gente fica conversando, jogando, sempre adianta uma lista, né? Na verdade, não tem muito tempo de sobra. Então, quando tem esse tempo sobrando, tem que aproveitar resolvendo um negócio, pedindo uma ajuda e participando de um plantão. 

Eduardo: Costumo ler um livro, fazer as listas de atividades escolares, ficar conversando com os meus amigos também e, de vez em quando, jogamos truco.

Théo: Eu costumo ficar com meus amigos conversando. Eu não gosto muito de truco porque já joguei muito. Então fico andando pela escola ou estudando se tiver uma prova surpresa. 

SB: Acha que esse novo espaço será positivo para você e os demais estudantes?

Clara: Imagino que vai ser positivo, principalmente para quem não é daqui de Bauru. Eu sou de Agudos, eu venho e vou embora de van, então às vezes tem dias que eu preciso ficar até mais tarde para uma eletiva. Um plantão que acaba às 15h, por exemplo, eu tenho que esperar até às 17h, porque preciso esperar a van. Aí fico pelo colégio procurando um cantinho.

Eduardo: Com certeza, eu acho que vai ser muito positivo. Eu sou de Lençóis e chego normalmente às 18h em casa. Por exemplo, na quarta-feira eu tenho aula à tarde que termina às 16h30. Só que preciso esperar até às 17h20 para o ônibus vir. Então, um espaço para descansar é muito bom, porque a gente está muito cansado do dia a dia, já que ficamos o dia todo aqui. E às vezes sobrecarrega bastante. 

Théo: Com certeza. Eu acho que ter um espaço específico para a gente conviver em horários de descanso, não só pra estudar, ter um ar-condicionado num dia muito quente será muito importante para nós descansarmos efetivamente.

Serviço

Novo espaço integrado do CTI
Doações por PIX para a conta da APM (Associação de Pais e Mestres), a chave é o CNPJ 05.152.358/0001-53.
Saiba mais em @espacointegradosilmara e @cti.bauru

Compartilhe!
Carregar mais em Geral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Acadêmicos da Cartola é a campeã do Carnaval de Bauru em 2024

A Prefeitura de Bauru, através da Secretaria de Cultura, realizou nesta quarta-feira (14) …