O ano era 2021. Camila Correa e Paula Pinhão, duas bauruenses que não se conheciam, mas que participavam do clube do livro de Gabriela Prioli e Leandro Karnal. Ao descobrir a coincidência e também pelo interesse em comum das duas, Camila convidou Paula para se conhecerem pessoalmente.

“Como éramos duas bauruenses, convidei a Paula para um café e compartilhei que tinha um sonho de criar um clube do livro que unisse mulheres”, relembra Camila.

Camila Correa e Paula Pinhão (Crédito: Dani Scandolara)

Desse encontro surgiu o “Elas Clube do Livro”, que reúne mulheres para a leitura de obras escritas por escritoras clássicas e contemporâneas.

Na terceira edição este ano, o primeiro encontro do clube será no dia 23 de março na livraria Jalovi. O livro a ser debatido é “A gente mira no amor e acerta a solidão”, da escritora Ana Suy. Assim, os encontros seguem uma vez por mês, aos sábados, até novembro de 2024.

A cada reunião, são propostos três títulos e as participantes votam para escolher a próxima leitura. Além de incentivar o hábito de ler, Camila explica que o clube também vem da vontade de estimular o consumo editorial de escritoras mulheres.

Leitoras do Elas Clube do Livro (arquivo pessoal)

“As mulheres que começaram e continuam com a gente relataram um aumento na leitura. Esse é o nosso maior objetivo, que as pessoas leiam mais, discutam mais e que potencializem o lugar dessas autoras junto a grandes autores. A gente tem uma literatura que invisibiliza o gênero femnino e temos uma potência de autoras jovens, contemporâneas e que estão trazendo autoras clássicas com elas. Então esse é o recado fundamental do nosso clube”, diz Camila.

Para participar do Elas Clube do Livro

Atualmente, é possível participar dos econtros de forma presencial ou remota, basta se inscrever pelo link: docs.google.com/forms-elas-clube.

A participação presencial tem o valor de R$ 70 mensal, que inclui café e sorteio de livros. Já remotamente o valor é de R$ 40.

“Temos participantes de 20 a 70 anos, então temos uma pluralidade de idades o que gera uma troca muito rica”, finaliza Camila. 

Crédito: Dani Scandolara

Encontro em 2023 (arquivo pessoal)

 

Compartilhe!
Carregar mais em Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Caso Ajax: documentário sobre caso de poluição ambiental em Bauru será exibido neste sábado (20)

Neste sábado (20), às 10h, o Cine’n Fun, no Alameda Rodoserv Center, exibe o documen…