Você já comprou algo que nunca usou?  Ou algo sem necessidade e, depois, se arrependeu? Se a resposta foi sim, saiba que essas ações são indicativos do consumismo.

O consumismo é o ato de comprar além da conta, adquirir por impulso o que não deve ou o que não precisa. Esses gastos desnecessários podem acabar gerando compulsão. Isso acontece, porque atende prazeres ao gastar.

O administrador e assessor de investimentos, Gabriel Pagani, explica que o consumismo pode prejudicar quem faz gastos desnecessários.

Para quem não tem dinheiro, o consumismo é prejudicial, porque a pessoa fica devendo, paga juros e piora a situação. Para quem tem dinheiro, acaba comprando algo que não precisa e abrindo mão de outras coisas que dariam mais prazer futuramente”, comenta o profissional bauruense.

Consumismo é o vilão da história

Comprar em excesso não é recomendado, mas, por outro lado, o ato de comprar pode ser uma atividade de relaxamento para algumas pessoas. Dessa forma, é preciso entender até que ponto o consumo é saudável.

Gabriel explica que o consumo saudável existe quando a compra traz satisfação e é útil ao cliente. Fora isso, o ato de comprar é consumismo, ou seja, exagero.

Mas quando o consumismo começa? A partir do ponto em que o ato de gastar acontece em grande quantidade. “Um exemplo é alguém que tem dez sapatos e não usa sete, isso é uma compra desnecessária e exagerada. Deixamos de gastar o normal, quando compramos algo além do necessário”, explica Gabriel.

Você é consumista?

Segundo uma pesquisa do Instituto Akatu, realizada no ano passado e publicada no G1, mostra que 76% da população não pratica o consumo consciente no Brasil.

Existe um perfil para um consumista? Para o coach Thiago Paluan, o consumista compra em excesso, porque quer comprar e não porque precisa comprar.

“Quando o indivíduo compra demasiadamente sem necessidade, é importante observar por qual motivo este consumo está sendo prejudicial, proporcionando um descontrole financeiro”, explica Thiago.

É importante afirmar que nem todo o consumista é compulsivo! Segundo Thiago, o consumista compulsivo não está saudável! A compra traz um sofrimento, ele não consegue se segurar e compra por não saber lidar com suas emoções.

Nesses casos, o consumista precisa de ajuda profissional para auxiliar na solução do problema. Para quem não está doente, ou seja, compra por comprar, algumas ações podem ser realizadas para trazer maior compreensão do consumo sem necessidade.

Isso acontece por meio de uma reflexão sobre o planejamento financeiro, planilhas, controle de gastos e objetivos a serem alcançados.

“Outra possibilidade é buscar a ajuda de um economista ou um consultor financeiro, para que as ações mediante ao consumo sejam realizadas de forma consciente”, completa o coach.

Dicas importantes!

Confira seis dicas importantes para a redução de compras em excesso:

– Verificar o que você realmente precisa. Por exemplo: se eu como seis bananas, por qual motivo eu vou comprar doze bananas?;

– Comprar com dinheiro ou cartão de débito. Assim, a compra é para que precisa e quer de acordo com o dinheiro disponível. Portanto, vá à feira com o dinheiro contado para o queijo, as verduras e o pastel!;

– Controle o cartão de crédito. Se for o caso de gastar muito no crédito, guarde o cartão até aprender a consumir de forma consciente;

– Observar, no momento da compra, se está realmente precisando comprar;

5º – Evitar catálogos, promoções virtuais e aplicativos de compra no momento em que os gastos estão demasiados ou se é gasto tudo o que se ganha (zero a zero);

6º – Verificar se o prazer em comprar algo que você quer ou precisa faz com que você se sinta bem;

É possível mudar esse quadro de consumo? Confirmamos que sim! Para Thiago, o primeiro passo é ter a consciência da relação de consumo e verificar o seu comportamento atual. As dicas acima é uma ótima forma de começar a identificação.

“Caso não consiga realizar esta mudança sozinho, procurar ajuda é essencial para ter uma vida saudável sem prejuízos financeiros, se for o caso até um médico”, finaliza o coach.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Vivian Messias
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauru é uma cidade cheia de artistas e podemos provar!

A arte tem várias vertentes e formas! Tudo depende de como você vê, ouve e entende. Cada p…