Como parte das ações previstas pelo Pacto Regional, a retomada das atividades do comércio em Bauru será realizada em duas fases. A Fase A consiste no funcionamento do comércio de rua a partir da próxima segunda-feira, 1° de junho. Já na Fase B, shoppings centers e restaurantes estão autorizados a abrir a partir do dia 8 de junho.

Entretanto a reabertura leva em conta uma série de medidas e restrições, levando em consideração que ainda estamos em um cenário de pandemia. Portanto, é obrigatório disponibilizar álcool em gel, fazer a limpeza de bancadas e locais de uso frequente dos clientes, além do uso de máscaras. Além disso, cada setor precisará se adaptar a regras de higienização e controle de número de pessoas dentro de cada local de acordo com o decreto que será publicado nesta sexta-feira (29).

Saiba como cada setor deve funcionar:

  • Fase A:  a partir de 1° de junho

– Comércio de rua: lojas exceto shopping, com restrição para a prova de produtos;

– Estética e Beleza: cabeleireiros, barbearias, manicures e centros de estética em geral;

– Pequenos restaurantes, lanchonetes, bares e mercearias: pequenos estabelecimentos, desde que possuam amplas aberturas e ventilação natural, poderão receber clientes para consumo no local, até 3 mesas e até 6 clientes por vez;

– Academias: exclusivo para tratamentos médicos, devendo o aluno apresentar prescrição médica específica para o tratamento;

– Clubes e espaços esportivos ao ar livre: atividades sem contato físico entre os participantes;

– Escritórios e estúdios: imobiliárias, escritórios e estúdios em geral poderão funcionar com atendimento de público;

– Aulas particulares: aulas particulares ou para pequenos grupos com até cinco alunos.

  • Fase B:  a partir de 8 de junho

– Restaurantes, lanchonetes, bares e mercearias: estabelecimentos com serviço de alimentação para consumo no local, com restrições quanto à capacidade de público;

– Shoppings centers: autorizado o atendimento ao público sem prova de produtos. Espaços de entretenimentos permanecem fechados.

Pacto Regional

O Pacto Regional consiste em um plano técnico responsável para retomada das atividades econômicas, tendo como estratégia a implantação de protocolos, ações e processos de monitoramento com base em parâmetros científicos e epidemiológicos.

Além disso, é um plano de corresponsabilidade entre as pessoas, entidades públicas e privadas da região administrativa de Bauru composta por 39 municípios.

O intuito é preparar a cidade para enfrentar a pandemia e suas consequências. Sendo assim, a estratégia implantará protocolos, ações e processos de monitoramento que permitirão, por meio de dados estatísticos, a criação de cenários para funcionamento de Bauru.

Os indicadores para a tomada de decisões leva em consideração quatro fatores: curva epidemiológica, óbitos/ testagem, leitos/ taxa de ocupação e isolamento social. A partir do resultado alcançado por esses indicadores, cinco cenários possíveis são considerados. Portanto, a partir de junho, Bauru se encaixa no cenário 3 do Pacto Regional.

“Consolida a união de esforços entre os municípios da região para o combate ao Coronavírus e permite a construção de um projeto consistente para a retomada das atividades econômicas, em consonância às diretrizes sanitárias, recomendações médicas e orientações jurídicas”, aponta Gazzetta sobre o Pacto Regional.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Microempreendedor de Bauru: conheça dois cursos gratuitos com inscrições abertas

Começar um novo negócio tem sido uma alternativa para muitos bauruenses durante a pandemia…