As bocas de lobo estão distribuídas pelas ruas da cidade para coletarem as águas da chuva, que correm pela sarjeta, e levarem até à rede coletora. Elas são dispositivos importantes para o funcionamento da nossa cidade e danificá-las podem causar sérias consequências. Um exemplo é o acúmulo de água que causa mau cheiro, prolifera doenças e danifica o asfalto.

Somente em 2018, a Secretaria de Obras já limpou mais de 700 bocas de lobo e as reclamações sobre bueiros entupidos não param – são mais de dez reclamações por dia. Por isso, a Prefeitura Municipal está lançando a campanha “Boca de lobo não é lixeira“, com o objetivo de conscientizar a população quanto ao descarte correto de entulhos.

“Muitas pessoas colocam o lixo na rua de qualquer forma e, quando chove, esse lixo é carregado pra dentro das bocas de lobo. Existem pessoas que varrem a calçada e jogam as folhas dentro dos bueiros. Têm pessoas que usam as bocas de lobo como caçambas e depositam pneus, colchões, velotrol, monitor de computador e diversos outros entulhos”, conta o Secretário de Obras, Ricardo Zanini Olivatto.

Alternativas às bocas de lobo

A maioria dos dejetos encontrados nos bueiros da cidade são os entulhos, mas para esse tipo de lixo, há os pontos específicos de coleta como os Ecopontos. Bauru já conta com sete espaços que captam pequenas quantidades de entulho, até 1m³, dos bauruenses que desejam fazer o descarte. Confira os endereços dos Ecopontos de Bauru que funcionam de segunda a sábado, das 8h às 12h e das 13h às 17h:

  • Ecoponto Antonio Eufrasio de Toledo – Rua Sorocabana, quadra 2
  • Ecoponto Mary Dota – Rua Americo Finazzi, quadra 4
  • Ecoponto Jardim Redentor/Geisel – Rua Noé Onofre Teixeira, quadra 3
  • Ecoponto Pousada I – Rua 41, quadra 1 (Entre as Ruas Joaquim Gonçalves Soriano, quadra 5 e Maurício Pereira de Lima)
  • Ecoponto Edson Francisco da Silva – Rua Dulce Duarte Carrijo, quadra 4
  • Ecoponto Parque Viaduto, Rua Bernardino de Campos, quadra 28
  • Ecoponto Engenheiro Octávio Rasi – Rua Manoel Lopes Neves, quadra 01

O secretário de obras diz que descartar os entulhos em bocas de lobo gera um trabalho que poderia ser facilmente evitado. “As consequências são muito grandes, porque a prefeitura tem que remover esse material com as escavadeiras e ocorre a quebra das paredes internas dos bueiros, que devem ser refeitas. Em algumas situações, a remoção do lixo é feita manualmente, então um funcionário entra dentro do bueiro com pás que permitem tirar esse material”, explica.

Boca de lobo não é lixeira

Confira algumas fotos impactantes divulgadas pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Bauru que mostram o descarte irregular de materiais em bocas de lobo:







Em entrevista para o Social Bauru, Ricardo faz um pedido para quem ainda não entendeu o recado: “como cidadão de Bauru, você tem como ajudar a cidade não jogando lixo no chão. Não deixe lixo parado em guias e sarjetas, procure sempre deixá-los em uma parte mais elevada para que a água da chuva não o transporte. Se você tem árvores na frente da sua casa, que acumula muitas folhas, procure fazer a coleta. A todo tempo as pessoas precisam se conscientizar que a cidade é um organismo vivo e quem ajuda a mantê-la adequada para se viver é o próprio munícipe”.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Verifique também

Spa e workshop estão entre as mais de 40 atividades gratuitas para os bauruenses neste sábado (18)

Você já ouviu falar em “casa aberta”? Normalmente, esse é o nome que se dá aos…