Ele está presente no nosso dia. Podemos até não perceber, mas a cada momento estamos navegando nele. Seja no celular ou no computador, hoje, é quase impossível não achar alguém que tenha uma conta no Facebook ou, ao menos, conheça a rede social.

O Facebook foi criado em 2004 pelos alunos da universidade de Harvard, Mark Zuckerberg, Dustin Moskovitz e Chris Hughes. A plataforma nasceu com o objetivo de ser uma forma das pessoas entrarem em contato umas com as outras. Hoje, a rede social já atua em todos os momentos da nossa vida, inclusive no comércio!

No dia 6 de fevereiro, o Facebook completou 15 anos. Para celebrar a data, alguns bauruenses comentaram as principais mudanças da rede ao longo dos anos e sua evolução.

A fama do Facebook

Antes da rede social azul, nós já estávamos acostumados com algumas outras plataformas como Orkut, MySpace e Fotolog. Elas já fazia parte da nossa vida há muito tempo, isso, porque o ser humano é um ser sociável e comunicativo.

O organizador do Blogando e usuário do Facebook desde 2008, Marcelo Bueno, explica o porquê do Facebook fazer tanto sucesso. “Mesmo as pessoas mais tímidas querem, de alguma forma, se conectar com o grupo de amigos com assuntos em comuns. Esse é o comportamento que vemos nas redes sociais”, diz.

Marcelo ainda completa dizendo o papel das redes sociais na nossa vida: “é também uma oportunidade de você ficar próximo dos assuntos que te agrada, compartilhar um pouco da sua vida e saber o que acontece na vida do outro”, afirma.

Com a criação da internet, as barreiras que existiam entre comunicação e consumo começaram a diminuir. Isso, porque as empresas começaram a criar uma identidade virtual na redes. E foi com o Facebook que os negócios deram uma escala mais global de conectividade.

Da comunicação ao comércio

Com o sucesso do Facebook, as marcas começaram a perceber que os consumidores estavam na rede. Foi nesse cenário que um novo perfil de comércio surgiu.

“No aspecto comercial, o Facebook possibilitou uma maneira das empresas terem um contato cada vez mais veloz com seus clientes, não só pela facilidade de comunicação, mas também pela personificação das empresas. O usuário não era mais passivo na comunicação, ele tinha a possibilidade de interagir com seus clientes de forma clara”, afirma Gustavo Barbosa,  responsável pela mídia digital na House Criativa Comunicação, em Bauru.

Um fim?

Nos 15 anos desde o surgimento do Facebook, muitas outras redes surgiram e morreram. Passamos pela fase do Snapchat e vimos o Instagram se tornar o queridinho das pessoas. Tudo isso sem contar a força da comunicação do Whatsapp.

Com tantas novas opções, será que o Facebook vai continuar reinando em nossas vidas virtuais?

O monopólio do Facebook se estende a cada dia: hoje, a empresa já é dona do Instagram e do Whatsapp. A rede social se tornou um verdadeiro camaleão, trazendo novas mudanças para se adequar às necessidade das pessoas.

Contudo, da mesma forma que a rede de Mark Zuckerberg desbancou o Orkut e o MySpace, o Facebook pode sim perder sua importância logo logo.

“Eu acredito que essa rede social vai ser desmembrada em diversas funções: quem deseja ter uma plataforma para conversar com os amigos vai poder usar apenas o Messenger; quem deseja se juntar às comunidades de pessoas vai poder ter o aplicativo de grupos. As funções que não eram possíveis de serem adicionadas ao Facebook, a empresa comprou como o WhatsApp e o Instagram”, comenta Marcelo.

Portanto, o Facebook continuará sendo uma poderosa no meio da comunicação virtual. Entretanto, o perfil da plataforma, como estamos acostumados, pode não comemorar outros 15 anos.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Comportamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Conheça os terrários: pequenos ecossistemas em vasos que estão se popularizando em Bauru

Todo mundo gosta de uma plantinha. Seja aquela árvore enorme que dá uma boa sombra, seja a…