Nesta segunda-feira (9) começa a 1ª Semana de Direitos Humanos de Bauru. A iniciativa é do Conselho Municipal de Direitos Humanos que, junto a vários parceiros, como o Observatório dos Direitos Humanos da Unesp, promoverá mais de uma centena de eventos na cidade, que serão realizados até o dia 15 de dezembro. 

E hoje, às 19h, no Teatro Municipal de Bauru, o espetáculo “Morte e Vida Severina” abrirá oficialmente a programação da semana. Produzida pela Companhia Estável de Dança, a apresentação tem coreografia de Arilton Assunção. 

“Morte e Vida Severina” utiliza os corpos como elemento para a narrativa da história, considerada ainda atual por refletir as dificuldades que atingem parte da população. Assim, leva ao público uma reflexão sobre a luta pela sobrevivência e o descaso público.


Foto: Divulgação/Assessoria

A obra original é um poema de versos curtos de autoria de João Cabral de Melo Neto, publicado em 1955. Considerado um dos mais expressivos textos do autor, o poema dramático relata a dura trajetória e o sofrimento enfrentado pelos retirantes nordestinos, representado pelo personagem Severino, que sai do sertão nordestino rumo ao litoral.

Ainda, Sivaldo Camargo, diretor da Companhia Estável de Dança, entende que o texto de João Cabral, escrito em 1955 e inspiração para a coreografia, é muito atual. 

“Não consigo ver diferença na luta retratada com os dias de hoje. Mais que nunca, os Direitos Humanos precisam ser reforçados. A coreografia de Morte e Vida Severina fala sobre isso; reflete sobre direito à água, ao saneamento, à saúde, e à vida, e a essência dos direitos humanos é o direito à vida. Por isso, devemos reforçar isso sempre”.


Foto: Divulgação/Assessoria

1ª Semana de Direitos Humanos  

Criada a partir da Lei Municipal 7.167/2018, a Semana Municipal de Direitos Humanos e Cidadania ocorrerá pela primeira vez em Bauru entre os dias 09 e 15 de Dezembro de 2019.

A semana contará com uma série de atividades culturais, artísticas, acadêmicas e muito mais. Os eventos acontecerão em vários pontos da cidade com o principal intuito de discutir e promover os Direitos Humanos.

Para o coordenador do Observatório de Direitos Humanos da Unesp, Clodoaldo Meneguelo Cardoso, a Semana dos Direitos Humanos é um processo educacional. “O Brasil ainda carece de uma consciência mais profunda sobre o assunto. Isso, porque aquelas pessoas que têm acesso a direitos humanos, em termos de moradia, saúde, educação, têm que pensar em efetivar os direitos dos outros”, entende ele.

Já o secretário, José Carlos Fernandes, destacou que a Sebes tem uma rede que trabalho junto com diversos conselhos. Juntos, visam o combate à violência, seja contra a mulher, criança ou idosos. 

Já o Conselho dos Direitos Humanos, que é vinculado ao Gabinete do Prefeito, é mais abrangente. Para o Secretário, a maior conquista, na gestão Gazzetta nessa área, foi a aprovação a Lei que criou a Semana Municipal de Direitos Humanos de Bauru em 2018.

 “Esse ano será realizada a primeira Semana, e temos o objetivo de que seja com ampla participação da sociedade civil, com o apoio das mais variadas instituições públicas e privadas que têm em suas missões, como objetivos comuns, a pauta dos Direitos Humanos”, concluiu.

Confira a programação completa da Semana aqui neste link.

Serviço 

Espetáculo “Morte e Vida Severina”
Data: 9 de dezembro, às 19h
Local: Teatro Municipal de Bauru (Av. Nações Unidas, 8-9 – Centro)
Site: semanadhbauru.com
Facebook: www.facebook.com/cmdhbauru/ 

As informações são da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Bauru.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Paula Borim
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Mostra de Teatro Paulo Neves começa nesta segunda (27) em Bauru! Confira a programação completa

Os bauruenses que gostam de teatro sempre esperam pela último semana de janeiro. O motivo?…