Entre seus significados, fuzuê quer dizer folia coletiva, animada por música, dança e alegria. Sendo assim, não haveria nome melhor para o festival dos artistas independentes da região de Bauru. Mesmo afastados por conta da pandemia do novo coronavírus, eles se encontram virtualmente e fazem da internet o palco do Festival Fuzuê.

Segundo Carol Guerra, uma das organizadoras do evento, o objetivo é promover a cultura independente. Além de ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade social.

“A ideia surgiu com a vontade de movimentar a cultura na cidade e fortalecer a cena independente, pois queríamos ajudar as pessoas. Tanto os artistas, dando visibilidade ao trabalho deles, quanto as pessoas que necessitam de doações”, afirma.

1° Festival Online Multicultural da cidade

Jah Nilo (Foto: Daniel Lopes/ Negguz Produções)

O Fuzuê acontece pelo Instagram @fuzue014, onde o público pode acompanhar conteúdos diários. São vídeos de oficinas, intervenções, performances artísticas e lives. Com o início no dia 27 de abril, o festival já conta diversas publicações, tais como:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Charloo também está com a gente nesse @Fuzue014 siga @charlooafro pra conhecer o projeto da Greice que é designer de moda afro e militante das causas negras.

Uma publicação compartilhada por FUZUÊ! (@fuzue014) em

Durante o último final de semana (2 e 3 de maio), o Fuzuê contou com uma série de shows em formato de lives. O line up contou com Yastana + Bag MC + Shadow Vandal, David MC, Estrofe MC, Dom Black, Phedra e Deno, Dj Ding, Dj Disconect, Tres4, Jah Nilo, Lizzie, Cátia Machado e Nél Marques, Dj Rato e Dj ljota.

Quem não conseguiu acompanhar, pode ficar tranquilo, pois novas lives serão divulgadas em breve. O Festival Fuzuê ainda conta com uma diversidade de estilo de artistas que trabalham de forma independente. Embora a maioria seja de Bauru, o evento abrange talentos de toda a região 014.

Cultura e solidariedade

Por fim, além de curtir muita arte e cultura, os bauruenses ainda podem ajudar o festival a arrecadar fundos e doações. Os interessados podem doar agasalhos, produtos de limpeza, higiene e  alimentos não perecíveis na Tabacaria Fumacê (Av. Rodrigues Alves 14-81).

Quem quiser ajudar com doações em dinheiro, pode acessar o link: https://bit.ly/2YC4Vgo. Todas as arrecadações serão revertidas para famílias em situação de extrema urgência na cidade e na região.

“Diante desse triste episódio que estamos vivendo, enquanto não pudermos dançar juntos, ficamos apenas no virtual. Mas tudo é possível! Futuramente, transformar o Fuzuê em algo físico é um dos nossos sonhos! Porém somos artistas independentes e para que isso seja colocado em prática precisamos de parceiros dispostos a nos ajudar!”, destaca Carol.

Festival Fuzuê

Para acontecer, o festival conta com a organização de Carol Guerra, Mari Lacava, Matheus Anastácio, Jah Nilo Red Skywalker, Tiago Rosa e  Isabela Morales (direção artística). A designer responsável pela identidade visual do evento é Laura Schiavinato, em realização junto com Mateus Nardini através da nblu Neptune.

Ademais, o Fuzuê ainda tem parceiros como: Na base produções, Nblu Neptune, Tabacaria Fumacê, Lili Azevedo com o Coletivo Filhos da Terra, SubVersoSlam, Jornal Dois e Tres4. Além do apoio de Matheus Conti, que produziu o cartaz com o line up.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Jornalista lança livro com histórias sobre o amor usando experiência adquirida em Bauru

O amor é um sentimento recorrente na vida de todas as pessoas, já que se apresenta de vári…