Muitos bauruenses flagraram um lobo-guará andando por Bauru nesta semana, tanto que os vídeos viralizaram nas redes sociais. Embora seja comum pensar que animais selvagens no cenário urbano possa ser algum bichinho fugitivo do Zoológico, a equipe do local afirma que o lobo-guará não é um morador do Zoo de Bauru.

Em nota, a equipe afirma que o animal é de vida livre e provavelmente retornou à mata, visto que o Zoológico não foi acionado ou informado de algum acidente envolvendo o Lobo. Ademais, a instituição ressalta que segue um protocolo para garantir a segurança dos animais, dos visitantes e dos funcionários.

Os protocolos de segurança do Zoo

Tudo no Zoológico é pensado para atender as necessidades de cada espécie, garantindo a segurança e o bem-estar dos animais. Por isso, os recintos são construídos levando em conta as características de cada bichinho.

E quando o expediente acaba e é hora de todos descansarem, cada animal segue para uma área de cambiamento, que são salas com estruturas de concreto atrás dos recintos onde o animal passa o período da noite. São espaços com alto nível de segurança e com risco de fuga muito baixo.

Quando o sol nasce de novo e o dia recomeça, a equipe do Zoo segue um protocolo de segurança para trazer os animais de volta aos recintos. “Todos os dias os tratadores chegam no Zoológico e antes de soltarem os animais que apresentam maior risco, como leão, tigre, onça e primatas, eles olham todo o recinto, conferem se a cerca está funcionando, se as telas e os vidros estão ok”, afirma Samantha Lima, bióloga do Zoológico.

O Zoo trabalha com um nível de segurança de acordo com o grau de perigo que cada espécie oferece. Por exemplo, quando os tratadores vão cuidar de animais que oferecem alto risco e que são predadores, eles vão sempre em dupla, e um vigia o outro. “Os recintos e áreas de cambiamento, por exemplo, são construídos para que o tratador nunca abra uma porta sem fechar outra”, conta Samanta.

Quatro décadas de muito trabalho

Neste mês o Zoológico de Bauru completa 40 anos de cuidado e conservação animal. São quatro décadas de um trabalho diário desenvolvido por uma equipe de 50 funcionários, tudo para cuidar dos 800 animais do Zoo.

Se você já visitou o Zoológico de Bauru, viu muita coisa por lá, mas saiba que é uma pequena parte do trabalho do Zoo. É nos bastidores onde tudo acontece, desde a alimentação e tratamento dos animais, até a manutenção de protocolos de segurança.

Mesmo com as portas fechadas, por conta da pandemia do coronavírus, as equipes do Zoológico continuam cuidando todos os dias dos animais. Para quem está com saudade do Zoo, pode acompanhar o que acontece no espaço pelo Youtube: www.youtube.com/channel/UCjkWcZbVD3LuRFtH4o0hUTg.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Juliana Oba
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

UNISAGRADO abre inscrições para o Vestibular 2021 com três formas de seleção

Está pensando em começar uma graduação em 2021? Aqui em Bauru, o UNISAGRADO conta com 35 c…