No dia 24 de maio o Sesc completou 45 anos na quadra 6 da avenida Aureliano Cardia. No entanto, a primeira unidade em Bauru foi inaugurada no ano de 1949, na rua Primeiro de Agosto, em um prédio alugado.

Sete anos depois, passou a funcionar em prédio próprio junto ao Senac, na avenida Nações Unidas. Foi somente em 1977, após 21 anos, que o espaço próprio foi inaugurado, onde atua até hoje.

Inauguração do Centro Cultural e Desportivo “Adolpho Simão Rasi” (1977) – Crédito: não identificado

Naquela época, os nomes das unidades homenageava empresários influentes da área do comércio. Por isso,  em Bauru, chamave-se “Centro Cultural e Desportivo Adolpho Simão Rasi”. Hoje não mais, todas levam o nome Sesc, sigla para Serviço Social do Comércio.

Fachada – Foto: Quioshi Goto

Construído em um espaço de quase 25 mil metros quadrados, o edifício, arquitetado por Eduardo de Castro Melo, possui térreo, dois subsolos e um pavimento.

Fachada do Centro Cultural e Desportivo “Adolpho Simão Rasi” – Crédito: não identificado

A estrutura foi pensada para oferecer lazer, esportivo e cultural, aos bauruenses. Por isso, possui instalações como Espaço de Tecnologias e Artes; Comedoria; Espaço de leitura com livros, revistas e jornais; Bicicletário com 30 vagas; Central de Atendimento; Espaço de Brincar; Fraldário; Vestiário Familiar; Sala de Práticas Corporais e Ginástica Multifuncional; Ginásio poliesportivo coberto; Parque Aquático com solário; Campo; 4 quadras poliesportivas; Bosque; Vestiários; Loja Sesc; 3 consultórios odontológicos; Auditório com 165 lugares; 4 Salas de Múltiplo Uso; Espaço de Exposição; Convivência e Praça de Convivência.

Tudo isso para colocar em prático o objetivo de valorizar a cidadania, o acolhimento e incentivar uma ação educativa permanente.

Caixote de arte popular: O maior carnaval do mundo em Bauru (1979) – Crédito: não identificado

Nos 45 anos que o Sesc está presente na cidade de Bauru, e 75 anos no estado de SP, já foram realizadas milhares de atividades.

De acordo com a gerência da unidade: “Recebemos e acolhemos milhões de pessoas, sempre pautados pela dedicação e respeito ao ser humano. São aproximadamente 8.000 funcionários no Estado de São Paulo, e 114  funcionários unidos no Sesc Bauru trabalhando para melhorar a qualidade de vida do cidadão bauruense.”

Instalações do Centro Cultural e Desportivo “Adolpho Simão Rasi” – Crédito: não identificado

Sesc Bauru em números

Além do amplo espaço aberto para a comunidade, o Sesc surpreende também nos números, tanto em atividades, quanto de público.


Estrutura e uso do Centro Cultural e Desportivo “Adolpho Simão Rasi” (1970) – Crédito: Gabriel Cabral

  • Em torno de 82 mil pessoas possuem cartão do Sesc Bauru;
  • 14 mil pessoas frequentam, semanalmente, o Sesc Bauru;
  • São mais de 650 mil pessoas ao ano;
  • Ações culturais: 130 apresentações musicais, 80 peças de teatro (infantil e adulto) e 400 oficinas por ano;
  • Área esportiva: cerca de 20 mil pessoas frequentam os cursos de ginástica multifuncional, hidroginástica, práticas aquáticas, artes marciais e iniciação esportiva (futebol, vôlei e basquete);
  • Odontologia: a unidade possui um setor odontológico que atende cerca de 633 pessoas;
  • Mesa Brasil: alimentos para 118 instituições sociais localizadas em Bauru e região (Agudos, Arealva, Bariri, Duartina, Itapuí, Pederneiras, Pirajuí, Piratininga) atendendo semanalmente aproximadamente 58 mil pessoas.
Show João Bosco no Centro Cultural e Desportivo Adolpho Simão Rasi (1978)

Instalações do Centro Cultural e Desportivo “Adolpho Simão Rasi” – Crédito: não identificado

Inauguração do Centro Cultural e Desportivo “Adolpho Simão Rasi” – Crédito: não identificado

Estrutura e uso do Centro Cultural e Desportivo “Adolpho Simão Rasi” – Crédito: Gabriel Cabral

Compartilhe!
Carregar mais em Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Bauru terá cine drive-in gratuito a partir desta quinta-feira (30) no Recinto

Bauru recebe a atração itinerante Cine Drive-in Tilibra. A programação, gratuita, tem iníc…