Imagine os circuitos com obstáculos feitos para treinar os soldados do exército. Agora pense em uma prova de corrida com aqueles obstáculos. Parece algo impossível ou, ao menos, difícil de realizar, não é mesmo? Mas tem muita gente daqui de Bauru que se diverte com essas competições!

Formado em fevereiro de 2016, o Insano’s começou com um grupo de pessoas que praticavam Crossfit e participaram da primeira prova de corrida com obstáculos. “Participamos da Strong Race, no clube Thermas de Piratininga. Ao final, Carlo Rosa, um dos integrantes, comentou a respeito da Bravus Race, considerada a maior corrida de obstáculos do Brasil. Os desafios dessa prova motivaram outro integrante do grupo, Sérgio Ribas Júnior, a se articular para organizar uma equipe e participar da Bravus”, conta um dos fundadores da equipe, Danilo Ribas.

Ao lado de Sérgio e Danilo, quem ajudou a fundar a equipe Insano’s foram a Juliana Souza, a Luciana Oliveira e o Carlo Rosa. Depois de dez meses, eles se firmaram como grupo ao participar da segunda competição em dezembro, no Jockey Club de São Paulo, com 16 atletas e um novo uniforme.

Hoje em dia, a equipe conta com uma média de 18 participantes de Bauru e região e, para participar, é preciso, além do bom preparo físico, um preparo mental. Isso se deve ao fato de que as competições têm um nível de dificuldade médio e alto, além de serem provas longas.

Bravus Race

“O nosso foco é participar de provas como a Bravus Race. Os Insano’s cogitam, ainda, participar de novas provas de obstáculos pelo Brasil e exterior, e botar à prova os ensinamentos diários do CrossFit”, diz Danilo.

Considerada a maior corrida de obstáculos do país, a Bravus Race tem várias modalidades. A etapa Speed é uma prova com mais corrida e menos obstáculos; a Arena exige mais técnica e utiliza força; já a Fire é de intensidade, técnica e força. Além dessas três, há a etapa Monster que une todas as exigências, até o psicológico!

Para os competidores do grupo, além da medalha, outro prêmio que se ganha é a superação individual dos limites físicos e mentais dos atletas. “O resultado positivo deve-se aos sentimentos que unem a equipe: companheirismo, união, amizade e respeito, além da preocupação com o bem-estar comum. A intenção é correr de forma alegre e, sobretudo, responsável e segura, tendo em vista os perigos presentes ao ultrapassar os obstáculos, que podem chegar a 5 metros de altura e contar com choques elétricos ou banhos em piscina de gelo. Ajudar os companheiros no momento de dificuldade ou um integrante de outra equipe é o que faz a diversão na prova”, afirma Juliana Souza, outra integrante da equipe desde a primeira edição.

Para quem participa da Bravus Race, “superar não é uma escolha e sim uma necessidade” e a Insano’s confirma a sentença. “Desde o primeiro instante da largada sentimos essa necessidade; a superação é, a todo instante, colocada à prova, a cada obstáculo passado. Assim, conseguimos sairmos vencedores em todas as provas, já que o prêmio é a superação individual dos limites físicos e mentais dos atletas”.

Insano’s nas competições

– 1ª Bravus Fire, em maio de 2016 em Barueri;
– 20º GACL (Grupo de Artilharia de Campanha Leve) com 8 km e 28 obstáculos;
– 2ª Bravus Speed, em dezembro de 2017 em São Paulo com 5 km e 22 obstáculos;
– 3ª Bravus Fire, em maio de 2017 em São Paulo – Academia do Barro Branco com 8 km e 28 obstáculos;
– 4ª Bravus Monster, em agosto de 2017 em São José dos Campos com 10 km e 32 obstáculos;

Para conhecer mais, acesse: www.facebook.com/Insanosbauru

Compartilhe!
Carregar mais em Saúde
...

Verifique também

Projeto da Unesp-Bauru que oferece atividade física gratuita para pessoas com Parkinson abre inscrições

O projeto multidisciplinar Ativa Parkinson, executado pelo Laboratório de Pesquisa em Movi…