Quando você pensa em bombeiros, qual a primeira coisa que vem na sua cabeça? Roupas vermelhas e um caminhão enorme? Pessoas resgatando gatos em cima de árvores?

Se isso é tudo o que vem na sua cabeça sobre a profissão de bombeiro, a gente vai te contar que tem muito mais!

Primeiros passos

Para começar do começo é sempre importante explicar o “como se tornar um bombeiro”?

Em estados como São Paulo e Rio Grande do Sul, os bombeiros são militares, ligados à Polícia Militar (PM). Para começar como soldado, basta ter o ensino médio e fazer o curso na Escola de Bombeiros. Quem quer ingressar como oficial precisa passar no vestibular e fazer o curso superior da PM.

Já em estados como Rio de Janeiro, onde os bombeiros não são militares e fazem parte da Defesa Civil, é preciso fazer concurso público para entrar na corporação.

Durante os cursos, a pessoa aprende práticas de combate a incêndio, primeiros-socorros, salvamento terrestre e aquático.

Por que ser bombeiro?

Para alguns, parece loucura estar em uma profissão que corre tanto risco, contudo, para esses bombeiros bauruenses, a escolha foi por paixão!

João Guilherme Bragaia é Cabo da PM há nove anos e trabalha como Bombeiro de Prontidão, atendendo as ocorrências, e “sempre admirei a profissão de bombeiro, tenho militares na família e ajudar as pessoas faz parte de mim, sendo bombeiro consigo unir isso à uma profissão”.

Assim como eles, muitos bombeiros são apaixonados pelo o que fazem, como Fabrício Cavalini Martins e Everton Compareti, que se veem realizados em poder ajudar o outro.

“Gosto de atender alguém que realmente precisa, ouvir o som da sirene, cortar carros para tirar a vítimas das ferragens, estourar portas para entrar no incêndio, treinar técnicas de salvamento. O que mais gosto é ver como as crianças reagem quando veem um caminhão de bombeiros! O olhar e o sorriso delas nós energiza, pois somos crianças grandes como elas! Todo bom bombeiro nunca perde sua alma de criança!”, conta Fabrício.

Reconhecimento

Fazendo um trabalho que gostam tanto, esses bombeiros de Bauru sempre encontram na população um retorno positivo para suas ações. Sempre podemos confiar em um bombeiro!

“Inúmeras vezes chegamos ao local sinistrado e ouvimos da população que está ao redor das vítimas: ‘pronto, podem ficar tranquilos agora, os bombeiros chegaram’”, conta o Cabo da PM João Guilherme.

Essa confiança faz com que a responsabilidade da profissão aumenta, afinal, muitas vezes, uma vida está nas mãos dos bombeiros, por isso, o treinamento é essencial para que nada saia errado.

Só apaga fogo?

Não, a função de um bombeiro não é só apagar fogo! Esses profissionais podem atender ocorrência de acidentes de trânsito, realizar salvamentos, a busca de pessoas perdidas em matas, emergência com produtos químicos e a prestação de primeiros socorros, entre outras atividades.

“E claro, tiramos os gatinhos de árvores! (risos). Auxiliamos muito no resgate de animais domésticos”, brinca Fabrício.

E quando não há ocorrências, os bombeiros têm uma rotina a ser cumprida todos os dias, desde a manutenção e limpeza do quartel e viaturas, como instrução técnica e prática dos serviços de bombeiro, até prática de atividades físicas.

Superação todos os dias

Além de tudo, ser bombeiro é uma superação diária dos seus medos e limites. Esses profissionais fazem de tudo para poder ajudar as pessoas.

“O que mais me fascina é o poder de superação diante das dificuldades para ajudar quem necessita; é saber que toda vida vale a pena, é conviver todos os dias com o perigo e mesmo sendo humano não me prostrar diante dele”, finaliza Everton.

Compartilhe!
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

3 eventos para aprender mais sobre astronomia em Bauru

Há 13 anos, o Observatório Didático de Astronomia “Lionel José Andriatto”, da Unesp-Bauru,…