A vida de adulto não é nada fácil, não é mesmo? Já não podemos mais passar o dia todo na frente da televisão assistindo desenhos. Descobrimos que a dispensa de casa não se enche de comida magicamente. E nem mesmo a internet é trazida pelo duendes até o modem.

Passar o mês pode ser um desafio: comprar comida, abastecer o carro, pagar a internet e, ainda, ir ao cinema.

Se você também acaba o mês contando as moedas do bolso, os especialistas de Bauru têm algumas dicas para te dar!

Você conhece os seus gastos?

Muita gente tem o costume de colocar as contas em débito automático, o que é bastante prático, mas pode se transformar em uma bola de neve.

Com tantas contas sendo debitadas de um só vez, você pode perder o controle do que é o quê. Aqueles R$50,00 são da internet ou do telefone?

A Drª em administração de empresas, Flávia Hosne de Freitas Galvão, da USC (Universidade do Sagrado Coração), e o mestre em economia, Fred Aparecido Matano, também da USC, dão alguns conselhos.

“O primeiro passo é saber quais são os gastos. Muitas vezes, não controlamos nossos gastos, o que pode resultar em gastar mais do que o necessário e, às vezes, mais do que o ganho mensal. Por consequência, não conseguimos poupar/guardar nada no final do mês e criamos dívidas”, afirmam eles.

Por isso, fazer um orçamento familiar é importantíssimo. E não precisa ser complexo: só de anotar os gastos em um papel já ajuda.

“Na dúvida, questione-se: ‘eu preciso ter esse gasto?’ Se a resposta for sim, tudo bem, porém, caso a resposta for negativa, analise e reflita. Se não comprometer o restante do orçamento e a reserva do final do mês, compre! Caso contrário, deixe para outro momento”, aconselham os professores.

O peso do carrinho

Para quem toma conta das finanças da casa, sabe que a grande questão é: fazer a compra do mês ou quando necessário?

Os dois professores mostram vantagens e desvantagens nas duas opções.

contas mensais
Infográfico: Canva/Gabriela Gomes

Ambas opções possuem pontos negativos e positivos, dessa forma, basta escolher a que se encaixa melhor em seu planejamento!

Como não ficar no vermelho

Além disso, os professores também dão dicas na hora de lidar com as outras despesas. Assim, fica mais difícil colocar sua conta bancária no vermelho!

  • Optar pelo pagamento à vista ou parcelamento sem juros;
  • Comprar o que é necessário;
  • Negociar descontos nos pagamentos à vista;
  • Planejar as compras e ficar atento aos descontos;
  • Adiar gastos desnecessários;
  • Buscar sempre ter uma reserva financeira.

Um bom exemplo de como começar a poupar é reservar, todo mês, no mínimo, 10% do seu salário e nunca gastar mais do que se ganha.

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Gabriela Gomes
Carregar mais em Geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Duas quermesses para aproveitar nesse final de semana em Bauru

As quermesses, tradicionais festas religiosas estão chegando em Bauru! Só neste final de s…