Olá, sou a Isa e esta é a minha sétima coluna para o Social Bauru. Por aqui, você encontra temas relacionados à internet, redes sociais digitais, memes e algumas dicas simples e praticáveis no dia a dia, tanto para o lado profissional, como o pessoal. Confira o assunto deste mês!

Antes de iniciarmos, gostaria que você fizesse uma pequena reflexão. Acompanhe comigo:

“Imagine uma empresa que, em todas as suas redes sociais digitais, não tem a postura de atender o seu cliente, respondendo suas dúvidas, críticas ou elogios. A sua preocupação é apenas enaltecer produtos e conteúdos, deixando de lado o atendimento”.

O que vocês acham disso? Péssimo, né?

Sim, uma empresa sem interação nas redes é a mesma coisa que você entrar em uma loja física, não ser atendido por nenhum vendedor e ficar completamente perdido, sem saber se leva, ou não, o produto.

Por este motivo, resolvi escrever para vocês sobre a interação e explicar um pouco da sua importância. Vai por mim, ela pode salvar suas vendas, e muito!

Seja qual for o tipo do seu negócio, a primeira coisa que precisa ter em mente é a cordialidade. Tenha respeito com seu cliente e pela pergunta que ele está fazendo, respondendo-a sempre de acordo com os princípios da empresa (aqui entra o cuidado com os erros gramaticais e palavrões).

Com a cordialidade em primeiro plano, o restante você vai dominar. São pequenos apontamentos, mas, se somados, dão um belo resultado. Veja só:

1 – Para cada público, um jeito de falar

Analise bem qual é o público do seu negócio para saber como se corresponder com ele. Para algumas empresas, uma resposta informal e com gifs dá resultado, enquanto, para outras, a formalidade é necessária.

2 – Não seja breve e nem muito longo

É preciso responder na medida, atendendo os anseios do seu cliente, ou seja, às vezes, falar apenas um “ok”, “sim” e “não” dá a impressão que você pouco se importa com ele. Mas, também, não é preciso fazer um mega texto repetitivo. Fale o necessário.

3 – Saiba ler as críticas e entender o ponto de vista de quem escreveu

Exercite sua resiliência e saiba entender quais foram os motivos que levaram seu cliente a ficar tão chateado. Evite mais desentendimentos e abuse da cordialidade para resolver as coisas da melhor maneira possível.

4 – No caso de uma crise, fale a verdade

Não fique inventando coisas. Fale realmente o que aconteceu. Seja transparente.

5 – E por último, não apague os comentários

É bem verdade, aquele ditado que diz “quem está na chuva é para se molhar”. O mesmo acontece quando as empresas possuem presença nas redes, abrindo um leque de possibilidades de comentários vindos de todas as formas. Por isso, se você não gostou do que seu cliente escreveu, procure entender o que o levou a ter aquela opinião. Apagar comentário não é resolver problema.

Gostou?

Mês que vem tem mais, até lá!

Compartilhe!
Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por Isabela Gaspar
Carregar mais em Colunistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Coluna Isadora Venturini: Seja o protagonista da sua vida!

Primeiramente peço desculpas pela demora em publicar/escrever minha coluna, que era para t…